Família clama por milagre em frente a hospital e gera comoção: “A fé move montanhas”

sexta-feira, setembro 30, 2016

O momento de oração foi feito para manter vivo o jovem Renan Grimaldi, que sofreu um acidente de carro e teve a morte cerebral declarada pelos médicos.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE O GLOBO

Vanessa da Silva, mãe de Renan, se ajoelha após direção do hospital decidir manter jovem ligado a aparelhos. (Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo)
Vanessa da Silva, mãe de Renan, se ajoelha após direção do hospital decidir manter jovem ligado a aparelhos. (Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo)
A fé e o clamor de uma família comoveu todos os que acompanharam o grupo na porta do Hospital Getúlio Vargas, na Penha, Rio de Janeiro, na manhã desta quinta-feira (29). A oração foi feita paramanter vivo o estudante Renan Grimaldi, de 18 anos, que sofreu um acidente de carro e teve a morte encefálica declarada pelos médicos.
Os procedimentos padrões indicam que os aparelhos que mantinham seu organismo funcionando artificialmente teriam que ser desligados. No entanto, após o ato de fé dos pais, parentes e amigos na entrada da emergência, a medida foi suspensa.
“Ele [Renan] não está morto. Ele está vivo. O coraçãozinho dele ainda está batendo, e os outros órgãos estão bem. Agradeço a Deus pela decisão dos médicos de não desligarem os aparelhos. Estou fazendo tudo o que posso. Vou até o fim. Meu filho vai sair de lá bem”, aos prantos disse a mãe, Vanessa Loureiro da Silva, de 32 anos, que é evangélica.
Popular entre os amigos e conhecido como um “meninão brincalhão”, Renan é estudante do 1º ano ensino médio no Colégio Franklin Carneiro, em Brás de Pina. No sábado, ele sofreu um acidente de carro em Olaria e foi levado para o Getúlio Vargas.

Renan Grimaldi é um jovem brincalhão e gosta de carros e motos. (Foto: Reprodução/Facebook)
A morte encefálica foi atestada pelos médicos na terça-feira (27), por meio de exames realizados num período de 48 horas. Nesta quinta, por volta das 9h, a direção do hospital chamou disse ao pai de Renan, o empresário Rodrigo Amorim Grimaldi, que atenderia aos apelos da família e não desligaria os aparelhos — mesmo contrariando as normas. Do lado de fora da unidade, os mais de cem amigos e parentes comemoraram a decisão. Vanessa, a mãe, se jogou ao chão de joelhos, em gratidão a Deus.
“Querem desligar os aparelhos e declarar a morte do meu filho, mas os órgãos estão funcionando bem. Não concordamos”, disse o pai, pouco antes da decisão da direção do hospital.
Depois de saber que os aparelhos seriam mantidos, Rodrigo estava aliviado e com esperança. “Nossa confiança é no Deus que cura. A Bíblia diz que a fé move montanhas.”
Em nota direcionada ao jornal O Globo, a direção do Hospital Getúlio Vargas informou que Renan Grimaldi chegou à unidade na madrugada de domingo, após o acidente, com múltiplos traumas, e foi operado. A morte encefálica foi declarada às 8h44m de terça-feira.
A direção disse ainda que, desde o início do processo, a família tem sido acompanhada pela equipe multidisciplinar da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes, responsável por atender parentes de pacientes. “Assim como a direção do hospital, a Secretaria estadual de Saúde respeita e lamenta a dor da família”, conclui a nota do hospital.

Missionários oram por avivamento e 6 mil se convertem, no Quênia

quarta-feira, setembro 28, 2016

Além de pregar para todos que estavam dispostos a ouvir, os missionário visitaram prisões e providenciaram medicamentos para o tratamento médico de pessoas que foram infectadas por pulgas e parasitas.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO SITE HELLO CHRISTIAN

A visita dos missionários rendeu milhares de histórias de reconciliação. (Foto: Reprodução).
A visita dos missionários rendeu milhares de histórias de reconciliação. (Foto: Reprodução).
Centenas de missionários foram para o Quênia com o objetivo de orar por um avivamento na região. Mas nem eles estavam preparados para ver as milhares de vidas que foram alcançadas em apenas dez dias.
Mais de 640 missionários de todo o mundo se reuniram para levar o Evangelho a uma aldeia queniana chamada Kakamega. Sua missão era simples: mostrar o amor de Deus de forma prática.
Eles visitaram prisões, providenciaram medicamentos para tratamento de pessoas que foram infectadas por parasitas e pregaram para todas as pessoas que estavam dispostas a ouvir a palavra de Deus.
Os missionários atingiram dezenas de milhares de pessoas. "No total, 72.115 pessoas em Kakamega foram alcançadas e 6.944 receberam Cristo como seu salvador", disse um missionário.
Joel foi uma das muitas crianças de rua que entregaram suas vidas a Cristo. "Sinto que tenho esperança depois de me entregar a Deus", disse ele.
O garoto não foi o único que experimentou essa nova esperança. Uma mulher que estava prestes a desfazer seu casamento foi salva pela esperança que os missionários trouxeram.
Martha ficou furiosa quando descobriu que seu marido a traía. Ela foi até sua casa e começou a destruir seus bens, quando ouviu a porta bater. Eram os missionários, querendo saber por que ela estava tão cheia de raiva.
A bondade daqueles homens acalmou sua fúria e ela entregou sua vida a Cristo. Seu marido logo chegou em casa e ficou tão impactado com o amor de Deus, que decidiu aceitar a Jesus também.
Antes que os missionários fossem embora, Martha e seu marido oraram juntos pedindo a Deus para restaurar o casamento.
A visita dos missionários rendeu milhares de outras histórias de reconciliação, semelhantes a de Martha. Por meio da pregação do evangelho, diversas pessoas tiveram sua esperança renovada para o futuro.

"Parem de adivinhar quando será a volta de Jesus e se preparem para ela", diz Billy Graham

terça-feira, setembro 27, 2016

O evangelista alertou os cristãos a investirem mais tempo se preparando para a volta de Jesus Cristo, pois apenas Deus sabe o dia e a hora.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY
O evangelista ainda alertou os cristãos para se prepararem para o retorno de Jesus. (Foto: Reprodução).
O evangelista ainda alertou os cristãos para se prepararem para o retorno de Jesus. (Foto: Reprodução).
Alguns cristãos passam bastante tempo pensando sobre o momento em que Jesus Cristo voltará à Terra para julgar os vivos e os mortos. No entanto, o famoso evangelista Billy Graham disse que os crentes em Deus devem gastar tempo não imaginando quando será a segunda vinda, mas se preparando para ela.
Em uma coluna de perguntas e respostas, Graham foi questionado por uma pessoa anônima se um homem que alega ser "Deus" e se intitula como "guru espiritual" em sua cidade representa Jesus.
Graham respondeu, dizendo que o tal "guru espiritual" definitivamente não é Jesus. O líder cristão explicou que quando Cristo voltar à terra, será evidente para muitas pessoas e não apenas para uma comunidade.
"Eu posso dizer com confiança que essa pessoa não é Jesus. Quando Jesus voltar, Ele virá do céu, com poder e glória, e toda a raça humana irá vê-lo", escreveu o evangelista na coluna.
Ele também citou Mateus 25:31-32, que relata que quando o Filho do Homem voltar à Terra, "todas as nações serão reunidas diante dele". Ele aconselhou ainda que os cristãos parassem de se preocupar ou pensar sobre a Segunda Vinda, notando que ninguém sabe quando isso vai acontecer, exceto Deus.
"Eu não sei e nehuma outra pessoa sabe. De fato, Jesus nos advertiu contra a tentativa de fazer previsões precisas sobre a sua vinda, ou mesmo afirmar que sabemos, embora ao longo dos séculos alguns homens já tivessem tentado (e falharam)", disse Graham.
O evangelista ainda alertou os cristãos a se prepararem para o retorno de Jesus à Terra que, segundo ele, é uma certeza.
"Uma coisa eu sei: algum dia Cristo virá novamente e então será tarde demais para nos arrependermos e sermos salvos. E mesmo que a morte venha antes disso, agora — não depois — é o momento de colocar nossa fé e confiança nele", finalizou Graham.

"Toda vez que eu orava para Alá, ouvia uma voz dizendo: Jesus, Jesus", diz ex-muçulmano

segunda-feira, setembro 26, 2016

Depois de ouvir o nome de Jesus durante suas orações à Alá, o homem conheceu mais sobre Deus após aceitar o convite de conhecer uma igreja.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO SITE HELLO CHRISTIAN

Deus respondeu suas orações de uma forma incrível. (Foto: Reprodução).
Deus respondeu suas orações de uma forma incrível. (Foto: Reprodução).
Um ex-muçulmano teve seu mundo virado de cabeça para baixo quando começou a ouvir “Jesus! Jesus” toda vez que orava para Alá. Ele ficou extremamente confuso e implorou para que ele parasse de ouvir as vozes. Foi aí que uma amiga o convidou para ir à igreja.
Depois de frequentar a congregação, ele ainda não estava convencido. Mas sua amiga, Rosie, não desistiu e continuou a falar com ele sobre Jesus. Então, ele decidiu que iria tentar mais uma vez e foi em uma igreja diferente. Ele fez uma oração: "Jesus, se você é meu Salvador, hoje é o dia que você precisa me mostrar. Caso contrário, eu voltarei a ser um muçulmano novamente".
Então, algo notável aconteceu. "Na igreja, começaram a cantar e minha alma ardeu", disse o homem. "Nesse momento eu me perguntei o que estava acontecendo. Estava sentindo um imenso amor, com muitas emoções misturadas. Eu estava amando tudo aquilo e não queria que parasse. Agora eu sei que o Espírito Santo me batizou. Mas, na época, eu não tinha essa ideia", explicou.
"No meu coração e na minha mente, eu conheci a Deus. E eu entendo que Jesus é meu salvador. Eu comecei a ler a Bíblia. A Bíblia se tornou como um alimento. Estou estava me alimentando da palavra de Deus", pontuou.
"Eu comecei a orar por revelação. Eu acordava no meio da noite, dizendo: ‘Deus, você precisa me mostrar o caminho’ e isso se tornou uma obsessão", disse ele.
Deus respondeu suas orações de uma forma incrível. "Um dia eu acordei, saí do quarto e vi à minha direita uma imagem enorme de luz. Esta luz era o rosto de Jesus. Era tão lindo, senti um amor muito grande sobre mim, naquele momento. Eu tive uma revelação do próprio Jesus. Deus desceu e me mostrou Jesus", contou.
"Agora eu não paro mais de orar. Estou amando ser cristão, e eu estou amando Deus. Ele mudou completamente a minha vida. Eu sou uma pessoa completamente diferente", finalizou.
Assista o incrível testemunho (em inglês):

“O jovem hoje não é tão comprometido com Cristo como nos anos 70”, diz pr. Jaime Kemp

domingo, setembro 25, 2016

Missionário no Brasil desde 1967, o pastor norte-americano Jaime Kemp falou sobre a atual geração jovem na igreja, em entrevista ao Guiame.

FONTE: GUIAME, LUANA NOVAES

Missionário no Brasil desde 1967, o pastor norte-americano Jaime Kemp iniciou seu ministério discipulando jovens e levando o Evangelho em praças, igrejas, cadeias e até mesmo no Congresso Nacional.
Um ano mais tarde, ele deu início ao movimento pioneiro na produção de música cristã no Brasil: a banda Vencedores Por Cristo, conhecida também como VPC. Depois de passar a liderança do ministério de adoração e evangelismo para jovens brasileiros, Kemp passou a se concentrar em seminários voltados ao casamento e à família.
“Nós estamos ministrando em todo o Brasil. A nossa igreja é o Brasil”, disse ele em entrevista aoGuiame durante a 5ª edição da FLIC.
Na visão de Kemp, existem muitas diferenças entre a geração jovem dos anos 1970 e dos dias atuais. “Quando chegamos no Brasil, há 50 anos, os jovens namoravam em casa, por exemplo. A maioria dos rapazes não tinha carro, mas hoje em dia a juventude tem carro. Isso é bom e ruim. Bom porque é um avanço poder ter um carro, porém existe a parte negativa, que é levar a ‘gatinha’ para não sei aonde”, comentou.
O pastor explica que este é o tipo de circunstância que resulta num problema muito comum entre os jovens — o sexo pré-conjugal. “Cerca de 52% dos jovens criados na igreja evangélica já tiveram relação sexual e muitos são sexualmente ativos. A juventude dos anos 70 era muito mais séria”, compara.
“Por exemplo, com o conjunto Vencedores Por Cristo nós viajávamos pelo país de Kombi. Hoje em dias os conjuntos querem viajar de avião e se hospedar num hotel — nunca ficamos em hotéis, ficávamos nas casas dos irmãos. Cada membro do conjunto tinha que pagar uma parte da sua despesa. Houve muito mais seriedade e disposição para sacrificar”, acrescentou.
“Há mudanças positivas, não quero ser negativo, mas eu creio que o jovem não é tão comprometido com Cristo como era nos anos 70, 80 ou quem sabe 90”, completou.
O que falta para os jovens serem alinhados em Deus, para Jaime, se resume em uma palavra: modelos. “Às vezes os nossos próprios pastores não são modelos. Existe pastor que se divorcia de sua mulher e continua pastoreando a igreja. A juventude olha para Brasília, por exemplo, e enxerga vários setores de corrupção. Estamos com um problema de modelos”, avaliou.
Além disso, o pastor afirma que é necessário ter mais seriedade no discipulado e na oração. “Existe muito ‘oba-oba’: vamos lançar isso, divulgar aquilo, fazer farra, duas horas de louvor — não sou contra o louvor, afinal de contas começamos isso com o Vencedores Por Cristo. Porém pegar uma apostila e aprender sobre a Bíblia, de sexta-feira à domingo, não tem muita gente que quer. Exige muito esforço, dedicação e sacrifício. Exige mais comprometimento”.

Morre, aos 68 anos, Pr. Edison Queiroz - Autor de muitos livros, era um incentivador de missões no país

sexta-feira, setembro 23, 2016



Faleceu na tarde desta quinta-feira (22), aos 68 anos, o Pr. Edison Queiroz. Ele ficou bastante conhecido no meio evangélico por implantar a visão missionária na Primeira Igreja Batista em Santo André/SP, que pastoreou por duas ocasiões, a primeira a partir de 1979 e a segunda desde 2005. O velório acontece nesta sexta-feira (23) no templo da PIB Santo André; o culto fúnebre acontece às 13h no mesmo local, e o sepultamento está marcado para 16h30 no Cemitério Memorial Santo André.
O chamado pastoral de Edison Queiroz aconteceu na década de 1970, quando fez, em El Salvador, um curso de coordenador da Cruzada Estudantil e Profissional para Cristo, servindo ali por dois anos. Em 1977, foi chamado para ser pastor auxiliar da PIB Santo André, onde se tornou pastor titular em 1979.
Nesse período, implantou a visão missionária na PIB Santo André, que chegou a ter 42 unidades missionárias em várias partes do mundo. Também foi em seu ministério que foi realizada a construção do atual templo da igreja e demais dependências.
O Pr. Edison Queiroz ajudou a implantar a visão missionária nas Américas Latina e do Norte, através da Cooperação Missionária Ibero-Americana (Comibam) e da Cooperação Missionária dos Hispanos da América do Norte (Comhina). Tinha voltado a pastorear a PIB Santo André em 2005.
O Pr. Ruy Oliveira Jr., coordenador da JMM para a América Latina, esteve presente ao culto fúnebre.
"Até em seu próprio velório, ministrou aos corações com seu testemunho e frutos do seu ministério. Oremos por sua família", afirmou o Pr. Ruy.
De Chiclayo, norte do Peru, a missionária Karina Dias de Queiroz disse que o marido dela, Pr. Marcos Queiroz, pegou o primeiro voo para o Brasil para poder estar presente ao culto fúnebre na PIB Santo André, para estar junto a seus pais, tios e primos.
"Não podia ser diferente. Ele era seu pastor, amigo, incentivador e primo-tio", disse a missionária.
O Pr. Edison Queiroz deixa a esposa, Rute Queiroz, três filhos, Edison Jr., André e Fernando, e dois netos.
Missões Mundiais manifesta seus mais sinceros sentimentos à família do Pr. Edison Queiroz, um dos maiores mobilizadores missionários e que cumpriu sua grande missão ao seguir para os braços do Pai.
por Willy Rangel, com informações da PIB Santo André/SP
Fonte: http://missoesmundiais.com.br/

Homem 'ressuscita' com oração de missionários e vila inteira se converte, na Ásia

sexta-feira, setembro 23, 2016

O relato sobre esta ocorrência foi dado por David Platt, presidente da Junta de Missões Mundiais Batistas do Sul, em uma conferência recente, em Nashville.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY

Grupo étnico participa participa de cerimônia cristã em uma igreja de Mianmar. (Foto: Reuters)
Grupo étnico participa participa de cerimônia cristã em uma igreja de Mianmar. (Foto: Reuters)
Os moradores de uma aldeia anteriormente não alcançada no sudeste da Ásia acabaram se convertendo a Cristo, depois que viram seu líder aparentemente morto voltar à vida, enquanto missionários oravam por ele.
O relato sobre esta ocorrência foi dado por David Platt, presidente da Junta de Missões Mundiais Batistas do Sul, em uma conferência recente, em Nashville.
Um cristão local do sudeste asiático, que tinha se convertido após ouvir a mensagem do evangelho, compartilhada por missionários batistas do sul, levou alguns amigos com ele e começou a evangelizar em uma vila "que era totalmente não alcançada pelo evangelho até que eles chegaram lá", relatou a agência 'Baptist Press'.
Os moradores responderam positivamente à ação evangelística, trazendo seus ídolos, colares e amuletos associados ao ocultismo para serem queimados, conforme informou Platt.
Mas, em seguida, o líder da aldeia acabou morrendo.
Os moradores acreditavam que sua atitude (de conversão a Cristo) havia enfurecido os espíritos locais e pediram para que os seus objetos de rituais fossem devolvidos a eles.
Assim, os cristãos foram para onde o líder estava deitado e oraram sobre seu corpo, pedindo "que Deus mostrasse a Sua misericórdia para com as pessoas naquela aldeia, que Deus mostrasse a Sua glória e Seu amor para que aquelas pessoas vissem", disse Platt, de acordo com a Baptist Press.
De repente, o homem tossiu uma vez, depois outra vez, e, em seguida, começou a respirar.
Platt disse que isso encorajou os cristãos em seu evangelismo na aldeia.
"Então, eles compartilharam a mensagem do Evangelho, e nos dias seguintes, as pessoas começaram a entregar suas vidas a Cristo e aquela aldeia começou a queimar seus ídolos", contou.
Platt disse que não sabia se o líder da aldeia tinha realmente morrido ou não, mas que "Mesmo que ele não estava morto, Deus certeza escolheu um momento oportuno para que Sua mensagem fosse compartilhada".
Ele concluiu: "Há algumas coisas que eu não sei, mas aqui está o que eu sei: temos a boa mensagem de um Deus que venceu a morte, que tem o poder para dizer aos mortos 'Volte à vida'. Então, irmãos e irmãs, vamos trabalhar juntos para ver os milhares e milhares de Batistas do Sul proclamando as Boas Novas até os confins da terra".
Platt disse que aquele foi um bom exemplo do "poder de Deus para salvar sobrenaturalmente os pecadores".

Evangélicos do Canadá celebram o retorno de missionário que estava preso na China

quinta-feira, setembro 22, 2016

Kevin Garratt estava preso em Dandong (China) sob acusação de crime de espionagem. O primeiro-ministro do Canadá também deu sua contribuição para que o missionário fosse liberto.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY
Kevin Garratt. (Foto: thenanfang)
Kevin Garratt. (Foto: thenanfang)
A Associação Evangélica do Canadá agradeceu ao primeiro-ministro do país, Justin Trudeau, depois que ele conseguiu a libertação do missionário canadense Kevin Garratt, na China.
Após dois anos de detenção por 'suspeita de espionagem', Garratt foi liberto na semana passada, pouco depois de o primeiro-ministro canadense Trudeau fazer sua primeira visita oficial à China. Junto com sua esposa Julia, Garratt foi preso em 2014, em Dandong, uma cidade que faz fronteira com a Coreia do Norte.
O casal administrava uma cafeteria cristã na cidade, desde 2008 e viveram na China por 30 anos, oferecendo ajuda humanitária. Embora Julia tenha sido liberta sob fiança em fevereiro de 2015, Kevin foi mantido em sob custódia depois que um relatório da agência chinesa de notícias 'Xinhua' afirmou que havia provas de que ele tinha acatado às tarefas de "agências de espionagem canadenses para recolher informações na China".
Seu filho, Simeon negou que qualquer um de seus pais estaria envolvido em crimes espionagem.
Kevin Garratt chegou ao Aeroporto Internacional de Vancouver na última quinta-feira (15) e foi recebido por sua família.
Bruce Clemenger, presidente da Associação Evangélica do Canadá, elogiou Trudeau e os departamentos do governo canadense, que tinham "assiduamente trabalhado juntos" para garantir a libertação do missionário.
"Estamos gratos pela sua persistência em conseguir a liberdade do Sr. Garratt, e sua defesa dos princípios do Núclei de Liberdade Religiosa do Canadá", disse ele em uma carta na terça-feira.
Ele acrescentou que estava orgulhoso de Garratt por sua "dedicação, compaixão humanitária e sacrifício incomum em solo estrangeiro".
"Como cristãos, somos inspirados por sua dedicação constante a sua fé em tais circunstâncias difíceis", destacou.
James Zimmerman, um advogado de Pequim que agiu em defesa dos Garratts, também agradeceu pela iniciativa de Trudeau.
"A família aprecia os esforços fortes e persistentes do governo canadense em assegurar a libertação de Kevin", disse Zimmerman.
Em comunicado, a família de Garratt também agradeceu àqueles que estão envolvidos na libertação do missionário e a todos que oraram por esta causa. Eles também pediram "respeito pela privacidade do missionário neste momento de transição".

"Criança na igreja não é despesa, é investimento", diz pastor

quarta-feira, setembro 21, 2016

O pastor Evanhoé de Paula afirma que, por muitos anos, a igreja teve falhas no cuidado com as crianças, mas uma nova visão tem sido levantada.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA REDE SUPER

O líder explicou que a igreja cristã no Brasil não trabalhou da melhor forma o crescimento das crianças. (Foto: Reprodução).
O líder explicou que a igreja cristã no Brasil não trabalhou da melhor forma o crescimento das crianças. (Foto: Reprodução).
O pastor Evanhoé de Paula disse, durante uma entrevista para o programa Os Gideões da emissora cristã Rede Super, que o trabalho que a igreja deve realizar para com as crianças não deve ser baseado em entretenimento, mas em “investimento”. A apresentadora Ângela Valadão ainda conversou com a “gideã mirim” Milena Moreira e falaram de um intercâmbio missionário que fizeram na Argentina neste ano.
“Nós conhecemos o ‘Gideões Mirins’ através da Torre de Oração e do Gideões da Oração. O ministério sugeriu que as crianças também fossem transformadas em intercessoras, adoradoras e pregadores da palavra”, iniciou o pastor Evanhoé.
“Durante muitos anos, nós fomos enganados por nós mesmos, pensando que criança na igreja é despesa, trabalho, entretenimento. E Deus trouxe um outro despertamento, de que a criança é investimento. É um potencial”, pontuou.
O líder explica que a igreja cristã no Brasil não trabalhou da melhor forma o crescimento das crianças. “A igreja no Brasil trabalhou muitos anos de forma curativa. Ou seja, não cuidávamos das crianças como deveríamos e falhávamos. Daí, elas se tornavam adolescentes e jovens e vinham os problemas. Ai nós, pastores, tínhamos de curar o problema”, continuou.
“Só que Deus tem levantado a visão preventiva. Nós pegamos crianças que tem um potencial, pelo Espírito, maravilhoso e já prevenimos ela a cerca do chamado de Deus sobre a vida delas e elas já crescem dentro de um caminho maravilhoso”, ressalta.
Intercâmbio para a Argentina
“Em novembro de 2014, estávamos eu e a pastora Suzie (filha de Ângela Valadão, apresentadora do programa) e ela disse que eu deveria levar as crianças para a Argentina. Eu disse, 'Suzie, não é bem assim'. Ela disse: 'Você crê?'. Eu disse, 'Eu creio'. E nós dois oramos. Quando eu retornei para a minha cidade eu encontrei pessoas que também creram nessa palavra profética, trabalhamos e sonhamos e em julho nós fomos lá com as crianças. Foi um milagre”, contou.
Confira a entrevista completa:

Ciência fez ateu se voltar a Cristo: “O cérebro é um anfitrião para a fé em Deus”

quarta-feira, setembro 21, 2016

Mike cresceu num lar cristão, mas se afastou da fé e se tornou ateu. No entanto, em meio aos estudos científicos, ele percebeu que o sentido da vida é concentrado em Deus.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CHARISMA NEWS

Em meio aos estudos científicos, Mike notou que a vida é concentrada em Deus. (Foto: Convergent Books)
Em meio aos estudos científicos, Mike notou que a vida é concentrada em Deus. (Foto: Convergent Books)
Mike McHargue cresceu em um lar cristão conservador, mas teve sua família devastada depois que seu pai, que era ministro de louvor na igreja, cometeu adultério. Para colaborar na reconciliação, ele passou a estudar a bíblia “como um nerd”, segundo suas próprias palavras.
“A ciência nunca tinha sido um problema pra mim, porque eu considerava a autoridade de Deus eminente. Mas eu comecei a acreditar que a Bíblia se contradiz e comecei a perder a confiança na autoridade da Bíblia. Eu percebi que a ciência não estava errada sobre o universo, e sim a Bíblia”, lembra Mike.
A princípio, o jovem não deixou a igreja e fingia se envolver. Mas quando decidiu sair, percebeu que sua fé havia se transformado. Ele iniciou um blog para expor suas ideias sobre o cristianismo e se envolveu na comunidade ateísta.
No entanto, em certo momento de sua vida, o envolvimento com a filosofia ateísta o causou alguns conflitos internos. “Eu mudei quando percebi que não chegaria a um destino intelectual. Seria melhor aproveitar o passeio nessa viagem que chamamos vida”, disse ele.
“Às vezes eu sentia que a melhor maneira de olhar para o mundo era através da lente de um ateu, especialmente quando avaliava alegações da verdade. Outras vezes, quando estava com minha família, queria expressar gratidão por esses momentos e essas pessoas, e a minha única forma de articular isso era através da oração”, relata Mike.
“Isso soa como dissonância cognitiva para muita gente, mas eu chamo de honestidade”, acrescentou. “Acabei desistindo de tentar transformar o mundo em uma equação, e em vez disso, num presente que recebi de Deus.”
Em meio aos seus estudos científicos, Mike observou que evidências apontam para a existência de Deus. “O cérebro humano é um anfitrião para a crença em Deus. O caminho para a crença parece ser inevitável na consciência humana. Nossos cérebros tendem a se desenvolver de forma saudável quando nos entregamos à crença, especialmente em um Deus que é amor”, disse ele.

O poder da oração e do jejum

terça-feira, setembro 20, 2016

No passado, os crentes resolviam seus problemas na oração e no jejum. Hoje é comum o crente antes de jejuar e orar, procurar várias pessoas e a oração vem somente quando o problema já está critico.

FONTE: GUIAME, JORGE LINHARES
Oração. (Foto: Getty)
Oração. (Foto: Getty)
Muitas pessoas procuram resolver suas lutas e problemas no gabinete pastoral. Alguns procuram curar suas mágoas, tristezas e decepções através de conselhos com pessoas que pensam como eles. Mas a Bíblia diz que podemos solucionar muitos dos nossos males através da oração e do jejum.
No passado, os crentes resolviam seus problemas na oração e no jejum. Hoje é comum o crente antes de jejuar e orar, procurar várias pessoas e a oração vem somente quando o problema já está critico.
Outros colocam suas frustrações na internet. Mas a Bíblia nos manda procurarmos Deus em primeiro lugar. Jejum significa humilhação, rendição, entrega, consagração. Quando você se levanta pela manhã e não come, é como se dissesse que o seu corpo não é dominado pela comida.
O jejum pode ser de uma hora, duas, pode ser de algo que você gosta muito e se abstém. Quando jejuamos, declaramos que não somos escravos daquilo que mais gostamos.
As pessoas estão passando horas e horas na internet e remoendo-se nas suas aflições, quando a Bíblia diz que quando estivermos em aflição, devemos entrar no local secreto e falar com Deus.
Jesus falou com os discípulos: “Vocês querem que os demônios lhe submetam, mas vocês não horam, não jejuam…”
Há um grande poder no mundo espiritual através do jejum e da oração. Muitas pessoas estão entristecidas com alguém ou alguma coisa e ao invés de jejuarem e orarem começam a soltar as farpas na internet.
“Essa casta de demônios não sai, se não através do jejum e da oração.” Vs 21
Quando estamos com problemas, procuramos pessoas que pensam igual a nós e quando alguém nos exorta, a nossa tendência é fugir daquela pessoa.
A atitude de Daniel diante das crises
A nação de Israel passava por grande aflição e perseguição. Diante dos problemas Daniel orava e jejuava. “Eu, pois, dirigi o meu rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração e súplicas, com jejum, e saco e cinza.” Dn 9.3
Os Pastores e psicólogos são muito importantes, mas o mais importante é o diabo fugir de nós. Busque auxílio em Deus em toda e qualquer situação. Ore, jejue.
Davi diante da tristeza jejuou
“Depois todo o povo veio fazer com que Davi comesse pão, sendo ainda dia; porém Davi jurou, dizendo: Assim Deus me faça e outro tanto, se, antes que o sol se ponha, eu provar pão ou qualquer outra coisa.” 2 Sm 3.35
Diante da tristeza, Davi se privou de comida. Abner, seu amigo, havia sido assassinado. Talvez algo ou alguém esteja te entristecendo, seja o que for o motivo do seu lamento, ore, jejue!
Ester diante de uma grande decisão proclamou um jejum
A nação de Israel estava para ser destruída pelas investidas do maligno Hamã e Ester proclamou um jejum, porque ela iria se apresentar diante do rei para interceder em favor dos Israelitas. Talvez você precise tomar uma grande decisão, ore, jejue!
Moisés diante das divergências entre o povo de Deus jejuou
“Quando subi ao monte a receber as tábuas de pedra, as tábuas do pacto que o Senhor fizera convosco, fiquei no monte quarenta dias e quarenta noites; não comi pão, nem bebi água.”
Dt 9.9
Estava acontecendo divisão entre o povo de Deus e Moisés tomou uma decisão – jejuou. Diante de divisões, brigas, dissensões, ore!
Ana diante do seu sonho que não fora realizado jejuava
“E assim sucedia de ano em ano que, ao subirem à casa do Senhor, Penina provocava a Ana; pelo que esta chorava e não comia.” I Sm 1.7
Jesus diante das tentações, jejuou.
“E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome.” Mateus 4.2
Diante das tentações, das investidas do diabo – jejue! Você está sendo assediado pelo seu patrão? Jejue! Existe algo que está tirando você do sério? Jejue!
O jejum pode mudar a história da vida de uma pessoa. Talvez você esteja se valendo de estratégias humanas para vencer suas batalhas – mude sua estratégia.
Faça um jejum de tudo que escraviza você e ore. Lembre-se: Jejum e oração andam juntos!

A perseverança da igreja chinesa cresce

segunda-feira, setembro 19, 2016


Cristãos chineses continuam pregando o evangelho, apesar das dificuldades, enquanto o governo se esforça para manter os aspectos da vida chinesa.
Ao mesmo tempo em que a China se apresenta internacionalmente como uma nação aberta e secular, sediando a última reunião do G20, na província de Zhejiang, ela também se mostra fechada por conter todas as notícias que promovem estilos de vida ocidentais. A liderança do país se esforça para manter intactos todos os aspectos da vida chinesa, seja na cultura, na comunicação ou na religião.
Carsten Vala, que é um especialista em cultura chinesa e professor de ciência política, disse em uma entrevista recente que "o cristianismo tem atraído seguidores mais jovens e mais instruídos nas últimas décadas, e o Partido Comunista da China tem se preocupado muito com essa questão, enxergando-a como uma ameaça ao seu poder sobre os cidadãos", analisou.
No entanto, a frequente pressão sobre a igreja nas últimas décadas, parece ter servido como adubo para o seu crescimento. A China que ocupa a 33ª posição na atual Classificação da Perseguição Religiosa é onde o cristianismo já representa a segunda maior religião do país. Quanto mais os cristãos chineses são perseguidos, maior é a perseverança e a fé deles. O evangelho tem alcançado as áreas mais remotas do país, graças à ousadia daqueles que continuam pregando, apesar de todas as dificuldades.

Fonte:www.portasabertas.org.br

Billy Graham: “Nunca é tarde demais para corrigir pecados do passado”

domingo, setembro 18, 2016

O evangelista indicou que existem duas coisas a serem feitas em relação aos pecados passados: buscar o perdão de Deus e restituir as pessoas injustiçadas.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CHRISTIAN TODAY

Graham afirma que "Deus quer que façamos tudo o que for possível para consertar nossos erros". (Foto: Reprodução)
Graham afirma que "Deus quer que façamos tudo o que for possível para consertar nossos erros". (Foto: Reprodução)
"Eu roubei uma quantia de dinheiro do meu chefe, que era médico, há mais de 40 anos, e ainda me sinto muito culpado por isso. Eu pagaria de volta e com juros, mas ele já se foi. O que Deus quer que eu faça?". Essa foi a questão de uma pessoa angustiada, enviada ao evangelista Billy Graham.
Em sua resposta, Graham disse que "Deus quer que façamos tudo o que for possível para consertar nossos erros — mesmo que muitos anos tenham se passado".
"Se lembra do encontro que Jesus teve com um homem chamado Zaqueu? Zaqueu era um cobrador de impostos do governo romano e, sem dúvida, enganou inúmeras pessoas ao longo dos anos, dizendo que ela deviam mais do que a dívida", disse Graham.
"Mas depois que ele se encontrou com Jesus, renunciou os seus caminhos tortuosos e prometeu retribuir tudo o que tinha roubado, e mais: “Se de alguém extorqui alguma coisa, devolverei quatro vezes mais” (Lucas 19:8).
O evangelista indicou que existem duas coisas a serem feitas em relação aos roubos passados: buscar o perdão de Deus e doar a quantia para uma instituição de caridade da igreja.
"Você não pode pagar o seu chefe, mas pode fazer uma oferta para sua igreja ou uma organização humanitária que esteja envolvida no trabalho médico", disse Graham. "Se não for possível pagar alguém que foi prejudicado, a Bíblia diz que 'a restituição pertence ao Senhor’ (Números 5:8)".
"Deus está disposto a te perdoar por uma razão: Ele te ama! Se Ele odiasse você, ou se te desprezasse por causa do que você fez, você não teria nenhuma razão para esperar o perdão Dele. Mas Ele te ama", disse Graham em outra ocasião.

Você é livre para estudar a Bíblia?

sábado, setembro 17, 2016


No próximo domingo os cristãos brasileiros comemoram a liberdade de se encontrar para estudar a Bíblia em grupo; ore por aqueles que não podem fazer o mesmo.
O Dia Nacional da Escola Dominical é celebrado sempre no terceiro domingo de setembro. Considerado o maior projeto de estudo da palavra de Deus, a Escola Dominical acontece semanalmente nas igrejas de todo o Brasil, na maioria das denominações. Essa prática foi iniciada pelo jornalista Robert Raikes, em 1780, numa pequena cidade da Inglaterra. Juntamente com as aulas de alfabetização, gramática e matemática, ele decidiu também eninsar às crianças sobre Deus, através da Bíblia, dedicando para isso algumas horas de seus domingos.
A ideia foi tão boa que rapidamente se espalhou pelo país e depois ultrapassou várias fronteiras. Desde então, muitos cristãos podem ser beneficiados com estudos edificantes e transformadores. A Portas Abertas também realiza pelo mundo vários projetos de alfabetização que acabam servindo de ferramenta evangelística, em países onde o cristianismo não pode ser divulgado livremente. É o caso do projeto"Investimento pra vida toda", que acontece no Paquistão e que tem servido de apoio aos paquistaneses, colocando-os em contato com as Escrituras.
Se você é livre para frequentar a Escola Bíblica Dominical (EBD), agradeça a Deus por isso e ore por aqueles que não podem fazer o mesmo. Aproveite esse dia também para orar por todos os líderes cristãos, professores e colaboradores que fazem com que a EBD permaneça viva e disponível para todos. A Portas Abertas parabeniza a todos aqueles que se esforçam para ensinar a palavra de Deus, principalmente em países onde essa realidade pode lhes custar a vida.

Fonte:www.portasabertas.org.br

Movimento irá reunir 1 milhão de intercessores em oração por missões globais

sexta-feira, setembro 16, 2016

As organizações IHOP e JOCUM pretendem levantar 1 milhão de intercessores com o objetivo de cobrir as missões globais por meio da oração.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHARISMA NEWS

Durante todo o encontro de uma semana, a IHOP fez a intercessão 24/7 (24 horas por dia, 7 dias por semana) com a JOCUM. (Foto: Reprodução).
Durante todo o encontro de uma semana, a IHOP fez a intercessão 24/7 (24 horas por dia, 7 dias por semana) com a JOCUM. (Foto: Reprodução).
Por meio da intercessão e de uma parceria, as organizações cristãs Casa Internacional de Oração de Kansas City (IHOPKC) e Jovens Com Uma Missão (JOCUM), pretendem ver o Evangelho sendo pregado em todas as nações. As duas se uniram em um novo compromisso para cobrir as missões globais de oração.
Esta parceria nasceu no dia 11 de setembro, no final de uma reunião com milhares de membros da JOCUM e IHOPKC que durou uma semana. Eles comentaram sobre formas de ajudar os evangelistas, incluindo o fim da escassez de Bíblias. Eles pretendem fornecer a palavra de Deus em todas as línguas.
Além disso, os presentes definiram um compromisso de ver todas as esferas da sociedade impactadas pelo Evangelho.
Mike Bickle, ministro da IHOPKC, aceitou o desafio de Loren Cunningham, co-fundador da JOCUM, de ajudar a levantar 1 milhão de intercessores com o objetivo de cobrir as missões globais por meio da oração.
"Nós amamos o que o Senhor tem feito por meio de Loren e Darlene Cunningham e toda a família JOCUM há mais de 50 anos. Nós estamos nos unindo para cobrir em intercessão a grande causa do avanço do reino nas nações e queremos chamar outros ministérios de oração em todo o mundo para se juntarem a nós", disse Mike.
Durante todo o encontro, a IHOP fez a intercessão 24/7 (24 horas por dia, 7 dias por semana) com a JOCUM. Agora a IHOP está tomando seu compromisso de orar com a JOCUM para um novo objetivo: ver o Evangelho avançando em todas as nações e chamar outros ministérios de oração em todo o mundo para participar.
Darlene Cunningham, co-fundadora da JOCUM com o marido Loren, respondeu com gratidão. “A prática de intercessão é parte do DNA do núcleo da JOCUM desde o início. Nós precisamos dela, e eu sou tão grata por a IHOP ter se juntado a nós neste grande esforço", comentou.
John Dawson, presidente emérito de Jovens Com Uma Missão, disse que movimentos de oração resultam em avivamentos. "O compromisso de 17 anos de oração 24/7 se mantém fiel para a IHOP Kansas City e não é pouca coisa que temos visto acontecer. Nossos missionários podem sentir o poder deste escudo de amor. Nos lugares difíceis, nos lugares perigosos, sabemos que não estamos sozinhos, porque intercessores sofrem dores de parto, até mesmo através das vigílias na noite", ressaltou Dawson.
Desde o seu lançamento em 1999, a IHOP tem se comprometido, em parceria com muitos outros ministérios, a ver o Evangelho sendo pregado em todas as nações. Reconhecendo que a oração é o combustível do evangelismo eficaz, discipulado e de comunidades cristãs saudáveis, o ministério estabeleceu o formato de oração e adoração 24/7 em sua base de missões, em Kansas City.

Professor com câncer é surpreendido com a visita de um coral de 400 alunos

quinta-feira, setembro 15, 2016

O professor Ben Ellis viu de sua janela os alunos cantando a música "Santo Espírito", que ficou conhecida no Brasil na voz de Laura Souguellis.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO SITE EXTRA

Foi em dezembro de 2015 quando Ellis recebeu o diagnóstico de câncer. (Foto: Reprodução).
Foi em dezembro de 2015 quando Ellis recebeu o diagnóstico de câncer. (Foto: Reprodução).
Um grupo alunos resolveu presentear de forma emocionante um professor de uma escola cristã do Tennessee, nos Estados Unidos, que passa por um momento difícil de sua vida. Ben Ellis, que está lutando contra o câncer, foi surpreendido por um coral formado por mais de 400 estudantes no quintal de sua casa.
Os alunos cantaram a música “Holy Spirit”, escrita por Bryan Torwalt e Katie Torwalt, interpretada porKari Jobe no CD e DVD Majestic (2014). A canção ficou conhecida no Brasil na voz de Laura Souguellis com o título “Santo Espírito” e ganhou outras versões com Gabriela Rocha, Gézi Monteiro e Paulo César Baruk (com participação de Leonardo Gonçalves).
Ellis recebeu o diagnóstico de câncer em dezembro de 2015. Depois de nove meses de luta contra a doença, ele resolveu, na última quarta-feira (7), interromper o tratamento. Foi quando o diretor da escola “Christ Presbyterian Academy”, Parker Altman, decidiu levar um pouco de conforto ao colega e organizou a surpresa.
O momento emocionante pode ser visto em um vídeo que mostra o professor recebendo os alunos em seu jardim. A cena foi compartilhada pelo cantor country Tim McGraw, no último sábado (10) e já teve mais de 24 milhões de visualizações. Além disso, o vídeo foi compartilhado mais de 468 mil vezes até este momento, no Facebook.
Confira a emocionante cena:

Sobrevivente do 11 de setembro diz que ouviu Deus: “Esta não é sua hora”

quarta-feira, setembro 14, 2016

Depois de ouvir a Deus, Jean Potter desceu as escadas do World Trade Center desde o 81º andar, onde trabalhava.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CBN NEWS

O casal Jean e Dan Potter estão entre as pessoas que têm uma história de milagre para contar. (Foto: Reprodução)
O casal Jean e Dan Potter estão entre as pessoas que têm uma história de milagre para contar. (Foto: Reprodução)
Os ataques de 11 de setembro de 2001 deixaram marcas profundas nos Estados Unidos e no mundo. Neste domingo (11), quinze anos depois do atentado, familiares fizeram um memorial das vítimas — e os sobreviventes manifestaram sua gratidão à Deus.
O casal Jean e Dan Potter estão entre as pessoas que têm uma história de milagre para contar. Eles moravam num apartamento em Manhattan, Nova York, a poucos quarteirões do local de trabalho: o World Trade Center.
Jean trabalhava no 81º andar dentre os 110 pavimentos da primeira torre atingida no ataque. "De repente, uma enorme explosão sacudiu o prédio e nós literalmente balançávamos de um lado para o outro", disse Jean à CBN News.
Nesse instante, ela conta que ouviu a voz de Deus — em alto e bom som — dizendo: “Esta não é sua hora. Estou com você”.
Mesmo tendo o encorajamento de Deus em seu coração, ela pensou: “Estou no 81º andar. Como vou sair daqui?", questionou. Ao correr até as escadas, Jean notou que o chão estava em chamas.
"Meu coração estava a mil por hora e mesmo com o fogo, resolvi descer escada", contou. "O que também veio para mim foi: 'Você e Dan serão abençoados com uma bela vida. Vá em direção ao norte".
Em meio ao caos, Jean acredita que Deus estava a tranquilizando e estimulando a continuar descendo as escadas. “Enquanto tudo estava acontecendo e eu estava muito nervosa, as mensagens [de Deus] iam chegando até mim", disse ela.
Triste perda
Jean estava no 20º andar quando começou a ver alguns bombeiros. "Um deles era Vinny Giammona, que já foi tenente do meu marido, que também era bombeiro. Nunca vou esquecer o olhar em seu rosto naquele dia", ela lembra. Giammona foi um dos 343 bombeiros de Nova York que morreram no ataque.
O marido de Jean estava num distrito vizinho quando o atentado aconteceu e correu rapidamente até Manhattan para se certificar se ela estava segura. No local, ele teve que se esconder quando a Torre Sul desabou.
Coberto de cinzas, o bombeiro não desistiu de procurar por sua esposa. Ele voltou para seu apartamento, bateu na porta, mas ninguém respondeu. Pensando que tinha perdido Jean, Dan se sentou num banco e orou. Um fotógrafo registrou este momento.

Uniformizado, Dan Potter foi registrado em oração após o atentado. (Foto: Associated Press/Matt Moyer)
"Eu estava orando a Jesus, orando por clareza:  'O que você quer que eu faça? O que devo fazer?'", Dan lembra.
Nesse momento, ele sentiu Jesus dizendo que ele deveria voltar ao apartamento. Foi lá que o telefone tocou. Seu pai estava chorando, querendo saber notícias e dizendo que Jean estava a caminho.
"Eu via sangue em seus olhos, e disse: ‘Onde você estava?’”, relata Jean. “Dan respondeu: ‘Você não gostaria de saber’, e nos abraçamos. Foi simplesmente inacreditável. Ficamos muito gratos por aquilo que Jesus fez em nossas vidas".
"Ele estava conosco naquele dia, mas eu não quero que as pessoas pensem que somos mais especiais porque fomos salvos", disse Jean. "Quero dizer que não foi a nossa hora, e mas Ele também estava com aqueles que se foram. É um grande privilégio falar sobre Ele".
Vida depois do 9/11
Após o ataque, teve de enfrentar um transtorno de estresse pós-traumático e Dan se aposentou por causa dos ferimentos que sofreu no 11 de setembro. Apesar das dificuldades, a fé de Jean e Dan permanece forte.
"Deus é um Deus de amor", afirma Jean. "Se você expor sua sua dor, Ele vai curar o seu coração”.
Depois de viver um período na Pensilvânia, o casal está de volta a Nova York. "Mais uma vez, Jesus nos trouxe a um novo lugar de bênçãos", disse Jean. "Estamos finalmente em casa".

Mais de 3.500 refugiados muçulmanos são batizados na Alemanha

terça-feira, setembro 13, 2016

Muitos dos refugiados batizados haviam se convertido em seus países de origem, mas tinham medo de serem assassinados por sua nova fé.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CHRISTIAN TODAY
Refugiados em momento de oração e adoração antes do batismo em Hamburgo, na Alemanha. (Foto: Stern/Ellen Ivits)
Refugiados em momento de oração e adoração antes do batismo em Hamburgo, na Alemanha. (Foto: Stern/Ellen Ivits)
Mais de 3.500 refugiados muçulmanos se voltaram para Cristo e foram batizados na Alemanha nos últimos dois anos, de acordo com uma pesquisa feita pela organização alemã evangélica Idea.
As igrejas relatam que muitos dos refugiados batizados haviam se convertido em seus países de origem, mas tinham medo de serem assassinados por revelar sua nova fé.
Depois de fugir das áreas de conflito e encontrar segurança na Alemanha, os refugiados conseguiram viver em Cristo abertamente. Segundo o estudo, a maioria dos batizados são ex-muçulmanos do Irã, Iraque e Síria.
Vinte igrejas protestantes e as cinco maiores igrejas livres da Alemanha foram pesquisadas ​​pela  organização. Mais de 2.500 batismos aconteceram nas Igrejas Evangélicas Livres, 1.000 na Federação das Igrejas Pentecostais, 850 na Igreja Evangélica Luterana Independente e 700 na União das Igrejas Evangélicas Livres.
Com números um pouco menores, a Igreja Evangélica Luterana de Württemberg registrou cerca de 300 batismos de ex-muçulmanos. A Igreja Evangélica de Westphalia viu 200 batismos nos últimos três anos.
Em pelo menos nove das 20 igrejas protestantes pesquisadas, cerca de mil refugiados foram batizados desde 2014.
Alguns deles já tinham entrado em contato com as igrejas domésticas cristãs de sua terra natal. Algumas igrejas já separaram pastores para ministrar especialmente o grande grupo de refugiados iranianos que chegam em suas congregações.
"Isso não é um fenômeno de massa, é algo que acontece", observou a Igreja Protestante em Hesse e Nassau, que batizou mais de 200 refugiados desde 2015.
Por outro lado, nenhum pastor batiza um refugiado muçulmano "sem filtrar suas intenções", de acordo com a Idea. Todos os convertidos são questionados sobre os seus motivos de sua fé, já que um elo ao cristianismo é um fator que auxilia na busca por abrigos na Alemanha.

Total de visualizações de página

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *