____________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

domingo, 23 de outubro de 2016

"Jesus se fez o filho do homem para que eu pudesse ser filho de Deus", diz Luiz Hermínio

"Deus tem a capacidade de se reduzir até onde o homem está, só para estar junto dele. O 'Deus conosco' é assim. A religião não pode entender isso", disse Luiz Hermínio no Café de Pastores em Fortaleza.

FONTE: GUIAME, POR JOÃO NETO

Luiz Hermínio foi o preletor do Café de Pastores do MEVAM, neste sábado, 22. (Foto: Guiame)
Luiz Hermínio foi o preletor do Café de Pastores do MEVAM, neste sábado, 22. (Foto: Guiame)
Na manhã do último sábado (22), Fortaleza recebeu no Centro de Eventos do Ceará, o Café com Pastores, realizado pelas Missões Evangelísticas Vinde Amados Meus (MEVAM). Sendo parte da Conferência Regional 'Alinhamento e Avivamento', o Encontro reuniu também pastores de outras denominações, que compareceram ao local para momentos de confraternização, louvor e ministração da mensagem do Ap. Luiz Hermínio.
Entre os pontos abordados em sua mensagem, Hermínio lembrou e parafraseou o momento registrado no livro de Êxodo, quando Moisés intercede pelo povo de Israel junto a Deus.
"Deus disse: 'eu vou matar esse povo. Não quero mais!'. Então Moisés disse: 'Não, Senhor!'. [...] 'Lembra do que disseste. Lembra da tua aliança. O que esse povo vai dizer agora? Que o Senhor os tirou de lá para matá-los aqui?", contou.
Hermínio destacou uma característica de Deus que constantemente o deixa fascinado: a capacidade de se relacionar com o homem, mesmo a humanidade sendo tão inferior a Ele.
"O que mais me impressiona no Senhor é essa capacidade que Ele tem de se reduzir a nós. Um Deus que se faz carne e vem habitar entre nós para sentir o que sentimos", disse.
"Não é pecado ser homem, não é pecado ser gente. O Deus que você adora se fez gente para conhecer você melhor. O maior desafio de Jesus foi ser homem. Por que a gente quer brincar de ser Deus se Deus se fez homem? Ele se fez o filho do homem para que eu pudesse ser o filho de Deus".
Luiz Hermínio também chamou a atenção para líderes que não têm se espelhado nesta virtude de Deus e alertou que o princípio divino de se reduzir ao homem, sem perder a Sua glória não cabe em qualquer religiosidade.
"Ele [Deus] tem a capacidade de se reduzir, coisa que muitos líderes não sabem fazer. Se reduzir, sem perder a Sua autoridade, sem perder a sua glória. Se reduzir até onde o homem está, só para estar junto dele. O 'Deus conosco' é assim. A religião não pode entender isso, porque ela não conhece o 'Deus conosco", disse.

Intimidade com Deus e espadas afiadas
Fazendo menção à passagem de I Samuel 13:19, na qual a Bíblia explica que Israel não tinha ferreiros e por isso faltavam espadas para que o povo pudesse guerrear nas batalhas, o pastor usou esta história para ilustrar o contexto que muitos cristãos vivem, querendo intimidade com Deus, mas sem preparar suas armas espirituais.
"O problema é que queremos andar na intimidade com Deus e somos pegos nas coisas pequenas e não nas coisas grandes. Faltam ferreiros na nossa nação. Temos que atravessar a fronteira do espírito para amolar a espada da alma", destacou.
"Está faltando espada no nosso meio. E muitas vezes as espadas que temos, estão nas mãos de pessoas que estão desqualificadas no momento para estar com a espada nas mãos. Tão desqualificadas que quando Davi vai derrubar o gigante, Deus diz é melhor você usar a espada de um ímpio que a espada de Saul. É melhor você arrancar a cabeça do gigante com a espada dele mesmo".
O pastor explicou que o segredo não está em simplesmente adquirir uma nova estratégia, uma nova visão, mas sim persistir naquilo que já foi dado por Deus e buscar que possa ajudar a aprimorar tudo isso.
"Deus vai fazer coisas grandes na nossa nação e a espada não vai ficar só na mão de dois ou três. Nesses dias eu vim aqui como um ferreiro. Não vim para te dar uma espada, mas vim afiar a que você carrega. Eu não vim para dar um modelo para você, mas vim afiar aquele que você já tem", explicou.
"Não precisamos de alguém que nos dê mais nada, precisamos de alguém que afie o que nós já carregamos. Eu não quero que você saia do lugar que Deus te deu, não quero que você perca a unção que Deus te deu. Não quero que você saia da estratégia que Deus te deu. Ela pode ser simples, pequena, mas foi Deus quem te deu, para o lugar que Deus te deu e vai funcionar porque foi Deus quem te deu", finalizou.

Apoio