____________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Missionária relata conversão de 60 mulheres após estudo bíblico: "A semente não volta vazia"

Foram convidadas 250 mulheres para a reunião. Dentre elas, 150 compareceram e 60 mulheres se renderam a Jesus.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO MISSÕES MUNDIAIS

A missionária disse que irá prosseguir no trabalho missionário. (Foto: JMM).
A missionária disse que irá prosseguir no trabalho missionário. (Foto: JMM).
Uma missionária brasileira que está no Peru relatou algo surpreendente. Em uma única reunião, 60 mulheres aceitaram Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas. Karina Dias de Queiroz, que está em Chiclayo, realizou a quarta edição do “Chá de Damas” e ressaltou que o evento “foi uma bênção”.
Ela conta que de 250 mulheres convidadas, 150 compareceram. “Tivemos uma média de 150 mulheres das 250 convidadas, sendo 115 não cristãs e visitantes. Foram 60 decisões, duas reconciliações e mais de 80 lares abertos a visitas”, contou. “Alcançar esses números em uma única noite aqui no Peru é algo simplesmente maravilhoso! Formidável!”, destacou.
A missionária ainda comenta que irá prosseguir no trabalho missionário. “A semente não volta vazia! Agora, temos muitas visitas e discipulados. Vamos em frente!”, disse. “Só posso dizer que o Senhor fez tudo ficar muito melhor! Foi ele que me carregou ao me permitir trabalhar mesmo doente e com a voz rouca, mas o agir de Deus é lindo”.
Karina conta como se deu seu chamado para missões. “Senti o chamado do Senhor justo quando a Junta de Missões Munsiais lançou a campanha ‘Igreja de Cristo: Luz para as Nações’ (2007) e resolvi obedecer uma ordem dada pelo Mestre. E não esperava que este ano Deus me pedisse para falar de luz e escuridão”, relatou.
A reunião
“Em um momento da mensagem, pedi que as luzes fossem apagadas para que as mulheres pudessem sentir a escuridão em que muitas vezes nos encontramos, mas que quando Jesus entra em nossos corações, há uma luz que emana e nos faz filhos da luz. Foi emocionante!”, pontuou ela.
A missionária afirma que foi Deus quem direcionou a reunião. “Revivi meu chamado nesse momento e acho que nunca preguei tão tranquila, pois na verdade Deus estava colocando as palavras na minha boca. Aleluia! Experiência única”, salientou.
“Sabe o que é mais maravilhoso? Ver rostos sendo iluminados pelo Evangelho salvífico de Cristo não tem preço. Valeu a pena! A luta foi enorme, mas a batalha foi vencida”, comemorou. “Louvo ao Senhor por toda a minha equipe, servos e servas do Senhor que tenho preparado para continuar toda obra que estamos realizando neste país e, acredite, elas estão fazendo bonito! Meu coração hoje está alegre, cumprindo a missão”, finalizou.

Apoio