____________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Igreja doa mais de 6 toneladas de alimentos para refugiados da Venezuela e Haiti

Só em Roraima, que faz fronteira com a Venezuela, mais de 26 mil refugiados passaram pelo território, esse ano.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO SITE NOTÍCIAS ADVENTISTAS
Igrejas se uniram para distribuírem mais de 6,5 toneladas de alimentos para os venezuelanos e haitianos. (Foto: ASN).
Igrejas se uniram para distribuírem mais de 6,5 toneladas de alimentos para os venezuelanos e haitianos. (Foto: ASN).
Muitos estrangeiros têm buscado refúgio na região Norte do Brasil, ao saírem da terra natal. Só em Roraima mais de 26 mil venezuelanos passaram em território roraimense, só no ano de 2016. E para dar uma boa assistência a esses grupos que enfrentam dificuldades em Roraima e no Amazonas, igrejas dessas localidades se uniram para distribuírem mais de 6,5 toneladas de alimentos para os venezuelanos e haitianos.
De acordo com o líder da Igreja Adventista para os dois Estados, o pastor Wiglife Saraiva, a iniciativa vem reforçar o cristianismo na prática. “Todos os anos damos as mãos para ajudar o próximo com alimentos. Este ano estamos voltados para os irmãos venezuelanos e haitianos, que estão precisando de um amparo. Amparo este que para nós pode parecer mínimo, mas para eles, é muito. Estes refugiados são nossos irmãos em Cristo e precisam do nosso auxílio”, ressalta.
Durante todo o ano, o povo do Haiti que vive em Manaus é amparado pela Igreja Adventista. Inclusive em dezembro, com o projeto “Mutirão de Natal”. O haitiano Arole Joseph relatou como ele e seus colegas se sentem amados. “Nunca pensei que pudéssemos um dia ser acolhidos com tanto amor e cuidado por pessoas de outra nação. Aqui recebemos alimento e atenção. Que Deus continue a abençoar o povo brasileiro e a Igreja Adventista”, disse.
Crise econômica
Para se ter uma ideia, 4, 5 toneladas de alimentos foram distribuídos na divisa do Brasil com a Venezuela. De acordo com o líder de Ação Solidária Adventista (ASA) na localidade, o pastor Alberto Pereira, a crise econômica venezuelana tem feito com que muitos deles se acheguem ao Brasil. Eles chegam aqui sem perspectiva de vida.
“O povo venezuelano está sofrendo. Unimos as nossas forças e os nossos recursos para ajudar estas pessoas que estão fora do seu país. O alimento pode ser pouco para nós, mas para eles, com certeza, fará diferença”, comentou o pastor Alberto.
Cenário político
O atual cenário político e econômico apresenta uma segregação com os estrangeiros que saem de seus países para procurar melhores condições de sobrevivência em outras nações. Atualmente, de acordo com o Comitê Nacional de Refugiados (CNR), existem mais de 9 mil deles com cadastros oficiais no Brasil.
Só em Roraima, que faz fronteira com a Venezuela, país que atualmente sofre uma forte crise econômica, mais de 26 mil venezuelanos passaram pelo território esse ano.

Apoio