____________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Muçulmana abandona terrorismo após se converter a Cristo

A mulher tinha sido membro da Frente Al-Nusra, atuando como militante e enfermeira. No entanto, sua vida mudou de rumo após um encontro com Jesus.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CHARISMA NEWS

A mulher tinha sido membro da Frente Al-Nusra, atuando como militante e enfermeira. (Foto: Reprodução)
A mulher tinha sido membro da Frente Al-Nusra, atuando como militante e enfermeira. (Foto: Reprodução)
Envolvidos na distribuição de alimentos a milhares de refugiados sírios no Líbano, Samuel e outros missionários tem tido muitas oportunidades de compartilhar o amor de Cristo com muçulmanos.
Hanan (nome fictício por razões de segurança), uma viúva de 40 anos de idade, é uma das pessoas que vivem em um dos campos de refugiados no Líbano. Ela ouviu falar sobre a atuação dos missionários no local e convidou a equipe para visitar sua casa improvisada, onde vive com outros familiares.
Durante o primeiro encontro entre Hanan e alguns missionários, a equipe mostrou a ela o filme Jesus. "Eu falei com elas sobre o amor de Deus e ensinei o Evangelho", disse Samuel.
Depois do filme, as mulheres mais velhas da família e a mãe de Hanan, uma idosa de 80 anos, começaram a chorar. "Elas nunca ouviram falar do Evangelho e de Jesus Cristo", conta Samuel.
Com lágrimas nos olhos, a família orou junto com a equipe. Samuel e outros missionários começaram a visitá-las duas vezes por mês, ensinando os princípios da Bíblia e reunidos em oração.
Depois que a amizade entre Hanan e Samuel se fortaleceu, ela revelou algo surpreendente sobre seu passado. Quando vivia na Síria, ela tinha sido membro da Frente Al-Nusra, hoje conhecida como Jabhat Fateh al-Sham. Antigo afiliado da Al-Qaeda, o grupo é um dos principais grupos rebeldes islâmicos que lutam contra o governo da Síria. Hanan também era enfermeira.
"Eu cuidava de suas feridas", disse Hanan sobre seus companheiros terroristas, "e carregava um fuzil AK-47 na outra mão."
Para a mulher, o grupo islâmico lutava pela liberdade contra um governo injusto. Mas seu relacionamento com Jesus foi, aos poucos, transformando seu coração e ela aprendeu mais sobre a verdadeira paz que Deus oferece através de Jesus.
Samuel continuou se encontrando com ela por mais de um ano, até que Hanan desapareceu de repente. Hanan tinha contado a Samuel que gostaria de voltar à Síria, mas, estava adiando seu retorno com a esperança de uma oportunidade de trabalho em outro país.
"Ficamos tristes em perdê-las, mas felizes por saber que levaram o Evangelho com elas. É isso o que vemos Deus fazendo. Esses refugiados se encontram com o Senhor e estão levando o Evangelho enquanto viajam para a Europa ou outro lugar do mundo", disse Samuel.

Apoio