____________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

terça-feira, 7 de março de 2017

Ateu se converte através das orações de sua esposa e vira pastor: “Deixei Jesus entrar”

Joe Martin foi ateu até os seus 50 anos de idade, mas um verdadeiro encontro com Deus transformou sua vida.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE GOSPEL HERALD

Joe Martin foi ateu durante 50 anos de sua vida. (Foto: Bill Fraser/Bucks County Courier-Times)
Joe Martin foi ateu durante 50 anos de sua vida. (Foto: Bill Fraser/Bucks County Courier-Times)
Quando Joe Martin era ateu, ele classificava a maioria dos cristãos como pessoas “hipócritas”. Isso aconteceu até os seus 50 anos de idade, quando um verdadeiro encontro com Deus e viu todos os seus conceitos serem transformados.
Hoje Joe é pastor da Igreja Metodista Unida na cidade de Fallsington, na Pensilvânia, Estados Unidos.
Antes de trabalhar iniciar seu ministério pastoral, Joe foi engenheiro de televisão por 40 anos. "Sempre que eu fugia de Deus, Ele simplesmente continuava insistindo em mim. Eu não acreditava em Deus, mas dentro de seis ou sete anos, eu estava pastoreando uma igreja", ele lembra.
Joe e sua esposa, Penny, atribuem a reviravolta em sua vida e seu caráter à graça de Deus. "Dê a Deus uma chance, pare de tentar fazer tudo sozinho, entregue seus sentimentos a Deus e deixe Jesus entrar", Martin orienta.
"Com todas as coisas que eu tinha, eu achava que eu era o cara mais feliz do mundo, até que eu encontrei Deus. E agora, servindo a Deus, estou mais feliz do que jamais estive em toda minha vida", ele acrescenta.
Penny orou por muitos anos para que seu marido encontrasse a Deus. "Houve um tempo em nosso casamento que nossa cabeceira estava cheia de Playboys. Agora, nossa cabeceira está cheia de Bíblias e livros devocionais", ela afirma.
Joe revelou que um dos motivos que o impedia de crer em Deus era porque os cristãos que ele conhecia eram mentirosos, ladrões e hipócritas. “Eu pensava: ‘se é isso que eles estão ensinando nas igrejas, então eu não quero ter nada a ver com isso’”, ele lembra.
Os antigos colegas de trabalho de Joe reconhecem que sua jornada de fé é um verdadeiro milagre. "Jesus é um Deus amoroso e carinhoso. Ele ama a todos, todos cometemos erros, todos pecamos", disse ele.

Apoio