____________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

segunda-feira, 13 de março de 2017

Ex-extremista islâmica se converte e vira evangelista: “Jesus se revelou a mim”

Isik Abla foi criada na Turquia por uma família muçulmana e se tornou uma defensora da jihad islâmica. Hoje ela é evangelista e usa a TV para alcançar muçulmanos no Oriente Médio.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE THE CHRISTIAN POST
Isik Abla dirige programas de TV e rádio que alcançam mais de 370 milhões de lares muçulmanos. (Foto: Reprodução/Facebook)
Isik Abla dirige programas de TV e rádio que alcançam mais de 370 milhões de lares muçulmanos. (Foto: Reprodução/Facebook)
Isik Abla foi criada na Turquia por uma família muçulmana e teve uma infância marcada por abusos. Aos 12 anos, depois de concluir os cursos do Alcorão, seu sonho passou a ser morrer em nome de Alá e se tornar uma "heroína".
"Essa é a ideologia que o Islã injeta em cada muçulmano", disse Abla ao site The Christian Post. Depois de sua conversão ao cristianismo, Abla se tornou evangelista e realiza a cada dia um novo sonho: compartilhar o amor de Jesus com o mundo.
Abla afirma que os muçulmanos do Oriente Médio tem uma percepção diferente de um "bom" religioso. "Quando eu era uma muçulmana fanática, acreditava numa jihad (luta) física", disse ela. Você precisa saber que a jihad física é necessária, porque não há nada além de matar, assim como pede o Alcorão".
Depois de sofrer nas mãos de um marido violento, Abla fugiu da Turquia em 1996 e foi para os Estados Unidos, onde começou a trabalhar sob a liderança de um chefe cristão. Seu líder falava constantemente sobre Jesus e tentava animá-la com as promessas da Bíblia.
"No dia em que eu decidi me matar, Jesus Cristo se revelou a mim de uma maneira milagrosa e mudou completamente minha vida", conta Abla.
Hoje, a evangelista não entende porque as pessoas citam o islamismo como uma religião de paz. “É ingênuo deixar de entender que o Islã não tem nada a ver com a paz. O Islã só pode trazer a paz com a espada. Eles podem te decapitar se você abandonar a sua fé. Não há paz no Islã", ela reforça.

Isik Abla dirige programas de TV e rádio que alcançam mais de 370 milhões de lares muçulmanos. (Foto: Reprodução/Facebook)
Abla dirige programações de TV e rádio que alcançam mais de 370 milhões de lares muçulmanos em 150 países. Em suas transmissões, ela compartilha sua transformação em Cristo com a comunidade islâmica e encoraja seu público com a palavra de Deus.
"Encontre seu propósito e sua identidade em Deus. Quando você vê que o Islã está matando em nome de Deus, faça esta pergunta, como eu fiz um dia: 'É este Deus? Este é o Criador?’”, ela aconselha.
A evangelista observa que o espírito que atua por trás da ideia de que todos adoramos o mesmo Deus é "anticristo" e "humanista". "Quando estamos em Cristo e conhecemos a Palavra de Deus, dizemos que há apenas um nome, e Seu nome é Yeshua Hamashiach. Você precisa entender a quem você serve, para encontrar sua identidade e seu propósito", concluiu.

Apoio