quinta-feira, 20 de abril de 2017

Chefe de perigosa tribo ressuscita com oração de missionários e nativos se convertem

Um grupo corajoso de missionários resolveu enfrentar uma das mais temidas tribos locais, que por sua vez, já havia matado outras pessoas que tentaram chegar ao local.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO GOD REPORTS

A equipe orou e jejuou por sete dias antes de iniciar a missão. (Foto: Reprodução).
A equipe orou e jejuou por sete dias antes de iniciar a missão. (Foto: Reprodução).
Um grupo tribal, localizado no interior de Malaita, na cadeia das Ilhas Salomão, sempre foi reconhecido por uma longa história de oposição aos missionários e outras pessoas de fora. Em 1927, 13 oficiais do governo do Reino Unido foram massacrados pelo grupo tribal Kwaio enquanto tentavam pesquisar a área para fins de tributação. O governo britânico respondeu enviando um navio de guerra para aquela parte da ilha, que resultou na morte de 200 Kwaio.
Mais tarde, vários sacerdotes católicos romanos foram mortos pelo grupo. Em 1965 um missionário protestante da Nova Zelândia foi martirizado enquanto tentava evangelizar o Kwaio. Dez anos mais tarde, um médico missionário e seu filho também foram mortos.
Mas Deus tinha um plano para chegar ao Kwaio usando missionários de Fiji em 1990, como dito no livro escrito por Dick Eastman, presidente de Every Home for Christ (EHC). Vários evangelistas fiigianos afiliados à EHC, que faziam parte de uma campanha para chegar às ilhas de Fiji, voltaram sua atenção para as 100 ilhas da cadeia de Salomão, a mil quilômetros de distância.
Eles chegaram à ilha de Malaita e passaram um tempo evangelizando as áreas costeiras. Uma noite, enquanto a equipe estava sentada ao redor de uma fogueira, um membro da equipe apontou para o interior da ilha e perguntou: "Há pessoas lá que ainda não ouviram falar de Jesus?" “Sim”, respondeu uma delas. "É uma das áreas mais difíceis em todas as ilhas para evangelizar por causa do terreno acidentado e das pessoas hostis".
Um passo de Fé
A equipe finalmente concordou em orar e jejuar por sete dias antes de tentar enviar uma equipe para alcançar os Kwaios. Com a ajuda de dois feiticeiros que haviam se tornado crentes, uma lista de 87 diferentes espíritos malignos foram identificados que se diziam dominar a região. Eles confrontaram cada entidade demoníaca com uma oração de guerra durante o período de sete dias, de acordo com o livro de Eastman.
No oitavo dia, Jack e Japta juntaram-se a outros 10 trabalhadores cristãos em uma jornada de um dia no interior da ilha. Cerca de cinco horas da tarde, Jack e Japta chegaram a uma aldeia onde havia uma grande assembleia de pessoas, indicando que algo incomum estava acontecendo. Os dois homens foram rapidamente cercados por vários grandes guerreiros, querendo saber de onde eles vinham e por que eles tinham ido até lá.
"Jack explicou o mais rápido possível na língua Kwaio que eles estavam trazendo ‘boas novas’ para o povo Kwaio", observou Eastman. "Mas os guardiões os levaram para serem interrogados por cinco sacerdotes de aldeia, também chamados de anciãos. "Os estranhos haviam chegado em um momento sagrado e podiam estar infringindo os costumes do Kwaio".
Um novo Desafio
"Por que você está aqui?", Perguntou um dos anciãos. "Viemos compartilhar a Boa Nova", eles repetiram mais uma vez, enquanto continuavam a descrever o único Deus verdadeiro que criou tudo no céu e na terra - incluindo o povo Kwaio. "Nosso Deus eterno enviou Seu único Filho para ser como nós, um homem, e para sacrificar Sua própria vida voluntariamente em nosso favor".
Os anciãos disseram que nunca ouviram uma mensagem como essa. Eles entenderam o conceito de um sacrifício de sangue, no entanto. Depois de alguns momentos de discussão acalorada, um deles disse: "Não podemos acreditar em nada do que você disser, a menos que nosso chefe acredite".
Jack e Japta pediram permissão para ver o chefe, sabendo que era costume em muitas aldeias procurar aprovação do chefe. Uma vez concedido, isso abriria oportunidades para que sua mensagem fosse ouvida. Os anciãos se recusaram porque seu chefe, Haribo, estava morrendo. Vê-lo estava fora de questão.
Então um dos cristãos teve uma ideia. "Quando Jesus Cristo veio como o Filho de Deus, Ele veio não somente para libertar os homens de seus pecados, mas também para curar os doentes. Deus é perfeitamente capaz de curar o seu chefe". Em resposta, os anciãos começaram a discutir entre si.
A grande Oportunidade
Jack e Japta passaram a noite trancados em uma cabana, mas às sete da manhã seguinte os anciãos voltaram com uma notícia surpreendente. Eles receberam permissão para orar pelo chefe Haribo! Quando entraram na cabana do chefe, puderam ver que ele era muito velho e fraco, lutando para respirar, perto da morte.
"Jack compartilhou com ele rapidamente o plano de salvação de Deus, explicando que Jesus era o único caminho para a vida eterna", relatou Eastman. O chefe teve uma resposta surpreendente. "Eu esperei toda a minha vida para ouvir essa história", disse ele. "Eu sempre senti que havia alguma mensagem sagrada como esta. Mas ninguém veio trazer-nos tais palavras. Como posso receber este Jesus em minha vida?", registrou.
Jack e Japta levaram o chefe Haribo a fazer a oração do pecador. Poucos momentos depois, uma profunda paz transformou o semblante do chefe. Mas, duas horas depois, o chefe morreu. Para o resto do dia, seu corpo foi preparado para um enterro tradicional de Kwaio. Enquanto isso, Jack e Japta saíram da aldeia e voltaram para a costa.
Mas enquanto o crepúsculo ia descendo sobre a aldeia algo chocante acontecia. O chefe Haribo sentou-se e começou a falar! "Que os anciãos se reúnam", disse aos seus ouvintes, "e deixe alguém ir e encontrar os meninos que vieram mais cedo para me falar sobre Jesus".
Quando se reuniram, o chefe relatou uma história incrível sobre ver o céu. "Um ser vestido de branco tinha levado ele para o lugar mais bonito que já tinha visto", relatou Eastman. "Uma pessoa chamada Jesus Cristo, o Filho de Deus que os moços lhe haviam contado, estava sendo adorada por uma enorme multidão de pessoas. O glorioso ser explicou-lhe que este belo lugar era onde as pessoas que acreditavam em Jesus iriam por toda a eternidade adorá-Lo. Então tudo o que os meninos disseram era verdade", acreditou.
Quando Jack e Japta retornaram ficaram espantados com o que tinha acontecido. Eles apresentaram a mensagem de salvação novamente, desta vez para toda a aldeia. "Todo mundo, incluindo a família do chefe Haribo (21 membros), recebeu Cristo como seu Salvador. E logo mais 300 moradores de toda a região (em 10 aldeias vizinhas) entregaram suas vidas a Cristo".