____________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

domingo, 21 de maio de 2017

Como os cristãos perseguidos sentem o amor de Deus

Entenda através de depoimentos como o amor de Deus permanece nos corações de quem enfrenta a violência por causa da fé em Cristo
21-iraque-avo-e-neta
"As pessoas carecem da palavra de Deus, e elas não podem morrer sem antes ouvir falar do nome de Cristo, que veio ao mundo para nossa salvação. Apesar das dificuldades, eu não vou deixar esse ministério. O próprio Jesus passou por momentos muito difíceis e nunca desistiu", disse Hajara*, uma cristã africana que aceitou a Cristo logo após uma cura.
"Eu sou encorajada quando penso que Deus pode me usar para ser uma benção para outras pessoas", compartilhou Agnes*, uma cristã perseguida que vive na Nigéria, na ocasião em que perdeu seu marido e depois reconheceu que o amor de Deus estava preenchendo um grande abismo em sua vida, mesmo em meio à dor.
"Devemos estar prontos para compartilhar o evangelho. Os egípcios islâmicos precisam enxergar que a igreja cristã no Egito é a resposta para a salvação de cada um deles. Eles precisam ouvir falar de Jesus Cristo, e se nós não pregarmos a eles, quem pregará?", observa um cristão da Igreja Perseguida no Egito, no ano passado, após um dos maiores ataques realizado por militantes islâmicos.
Envolva-se com a Igreja Perseguida em vários países do mundo, ore pelos nossos irmãos que enfrentam hostilidade e violência por causa da fé. Acompanhe mensalmente os pedidos de oração que chegam dos cristãos perseguidos para a igreja brasileira. Busque saber mais sobre eles através das redes sociais da Portas Abertas também.
"Então, que farei? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento." (1 Coríntios 
Fonte:www.portasabertas.org.br

Apoio