____________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

sábado, 26 de maio de 2018

Centenário IEADERN

Pr. Martim Alves da Silva

“Foi o Senhor quem fez isto e é coisa maravilhosa aos nossos olhos.” (Sl 118.23).

A Igreja Evangélica Assembléia de Deus no Rio Grande do Norte – IEADERN – tem sua origem no Movimento Pentecostal que chegou ao Brasil em 1910, trazido pelos Missionários Suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren, que vieram dos Estados Unidos da América, enviados por Deus, inspirados pelo grande avivamento espiritual ocorrido na Rua Azuza, em Los Angeles, na Califórnia, entre os anos de 1906 a 1909.

Quando os dois missionários chegaram ao Brasil, passaram a se congregar numa Igreja Batista e a pregar o batismo com o Espírito Santo. O Senhor Jesus confirmou a pregação batizando Celina de Albuquerque com o Espírito Santo no dia 09 de junho de 1911. A partir daí os irmãos que creram nesta nova doutrina resolveram se organizar numa nova igreja e lançaram os alicerces da obra pentecostal (inicialmente chamada de Missão da Fé Apostólica) que irradiou-se à todas regiões do Brasil.

Sem dúvida, o Espírito Santo vivificava os testemunhos e as mensagens, e convencia os não crentes. Era Deus confirmando a sua obra. O que mais impressionava os chamados “crentes tradicionais” era a atividade e o zelo evangelístico dos membros da igreja recém-formada.

Este ardor evangelístico trouxe a chama pentecostal ao nosso estado, e os resultados logo começaram a aparecer com a conversão das pessoas que iam sendo alcançadas pelo poder de Deus. Os cultos começaram a ser realizados em casas particulares e o número de convertidos aumentava a cada dia.

No dia 13 de janeiro de 1918, na Rua do Arame, no bairro do Alecrim, na residência do soldado de Polícia, Luiz de França, os irmãos realizaram um culto. Ao final do trabalho, sem que houvesse convite, aceitaram a Cristo como Salvador o soldado Luiz de França, sua esposa Terezinha, Isabel, Maria, Balbina e Filomena, completando 10 crentes com os já existentes. Este é considerado o primeiro culto oficial daquela que, hoje é a Igreja Evangélica Assembléia de Deus no Rio Grande do Norte.

Com o aumento do número de pessoas que se convertiam ao Evangelho de Jesus Cristo, os irmãos escreveram para a Igreja em Belém do Pará pedindo que enviassem um obreiro para batizar os novos convertidos e organizar oficialmente o trabalho. O enviado para Natal foi o Pastor Adriano Nobre que realizou o batismo em águas no dia 15 de abril de 1918, às margens do Rio Potengi. No dia 24 de maio do mesmo ano o pastor Adriano Nobre fundou oficialmente a Igreja Evangélica Assembleia de Deus na capital do estado.

Cem anos depois, estamos firmados na sã doutrina e conservamos os bons usos e costumes que nos transmitiram os pioneiros desta igreja, apesar das transformações que o mundo está atravessando em todas as esferas; moral, ética, filosófica, política, econômica,religiosa etc., porém, tudo isso são apenas prenúncios da volta iminente do Senhor Jesus para implantar Seu reino milenar.

Em meio a tantas falsas doutrinas, falsas teologias, movimentos religiosos ditos evangélicos que tem surgido, a Assembléia de Deus no Rio Grande do Norte vem caminhando dentro de um perfil doutrinário baseado nas Escrituras Sagradas e ensinado pelos pioneiros, sem se desviar nem para a direita nem para a esquerda.

Conclamo a todos os meus companheiros, obreiros da Seara do Senhor, que temos a responsabilidade de ensinar a Palavra de Deus ao rebanho que Deus nos confiou, que isto deve ser feito a tempo e fora de tempo, redarguindo, repreendendo, exortando, com toda a longanimidade e doutrina.

Com cem de existência, a Igreja tem a obrigação de continuar anunciando o evangelho para esta sociedade que está sem Deus, sem esperança e sem salvação.

Aproveito a oportunidade que a nossa IEADERN está entrando no ano do seu centenário de atividades evangelísticas para agradecer ao nosso Deus pelo que Ele tem feito por nós e em nosso meio.

Agradeço a Deus pela vida dos homens e mulheres que nos precederam nesta caminhada de fé, de lutas e de vitórias preparando o caminho para que pudéssemos chegar até aqui.

Minha gratidão a Deus pela vida abundante que Ele tem concedido a cada irmão, a cada irmã, a cada obreiro para que continuem fazendo a história da nossa Igreja.

 

Parabéns IEADERN!

“Para que todos sejam um”

Martim Alves da Silva

Pastor Presidente

Fonte:https://ieadern.org.br/artigos/centenario-ieadern/

Apoio