Sinais de esperança numa Síria devastada pela guerra

quarta-feira, outubro 09, 2013

Quem tem assistido aos noticiários sobre a Síria não esperaria encontrar um pastor sírio cheio de alegria e otimismo em tempos tão difíceis. E foi isso o que aconteceu quando um colaborador local se encontrou com um dos pastores sírios envolvidos no trabalho de assistência da Portas Abertas na Síria

Sinais de esperança_Síria.jpg

"Em todos esses anos como pastor, não tinha visto um ministério na Síria com essa intensidade", disse com entusiasmo o pastor da cidade de Tartus no sul da Síria. "Não me entenda mal; não importa como você veja isso, a guerra é horrível e má em qualquer situação. Mas, em paralelo a isso, a Igreja está sendo moldada e transformada". Deus está fazendo uma grande obra nessa guerra civil na Síria. Outro cristão disse: "Essa crise tem trazido um reavivamento que não podíamos imaginar". Outro acrescentou: "É como reviver os acontecimentos de Atos!".
Na busca por ajudar outras pessoas, esse pastor de Tartus disse: "Temos alcançado áreas geográficas nunca antes imaginadas. O número de famílias e casas que temos visitado e conhecido é inacreditável. São pessoas de todos os grupos religiosos e denominações. E não é que eles não se importem que sejamos cristãos. Eles realmente apreciam quem nós somos".
No começo, apenas o pastor e um punhado de pessoas trabalhavam de maneira ativa na igreja, "agora toda a congregação está participando do ministério por vontade própria. Essa não é a realidade apenas da minha igreja. É a realidade de muitas igrejas".
Um só Corpo
Igrejas de diferentes denominações têm se aproximado umas das outras. Esse pastor é de uma denominação evangélica que antes não tinha contato com nenhuma das igrejas tradicionais. "Nosso relacionamento com as igrejas históricas está melhorando. Eu estou em contato direto com dois líderes: um maronita e um sírio ortodoxo. Nos encontramos e nos reunimos regularmente". Um cristão evangélico que no passado era cético com relação às igrejas tradicionais disse: "Não há denominacionalismo na atual situação, os corações estão se voltando unicamente para Deus".
Há também, de acordo com o pastor, boas relações com outras igrejas evangélicas. "De fato, nós temos planos de organizar uma espécie de mesa redonda onde nos reuniremos para compartilhar o que temos feito, e encontrar maneiras de ajudar o trabalho um do outro no intuito de duplicar os esforços".
"Através do facebook, tenho a oportunidade de estar conectado com sírios do Mundo Árabe que querem ajudar seus compatriotas, mas não sabem como. Então, eu uso meu facebook para dar destaque a casos que precisam de atendimento médico e outros sírios têm contribuído. Já atendemos 13 casos como este, até agora."
Credibilidade
"Hoje, o cuidado e ajuda genuína que temos oferecido tem feito com que as pessoas vejam os cristãos com outros olhos. Pessoas que antes não queriam nenhum contato conosco, agora confiam em nós", revelou o pastor. Segundo ele, até autoridades ligadas ao governo estão gratas pela ajuda que a Igreja tem dado às pessoas.
"Na Igreja tenho visto o aumento do espírito voluntário. Por exemplo, em nossa igreja estamos agora preparando aulas de reforço para crianças (de até 18 anos), que por causa da guerra pararam de estudar, ajudando-as a não ficarem atrasadas. Temos também oferecido auxílio de pronto socorro na igreja através de médicos voluntários", concluiu ele.
 
Pedidos de oração
  • Peça que Deus conceda sabedoria a esse pastor para que ele faça as escolhas certas em seu trabalho.
  • Agradeça a Deus pelo crescimento da unidade entre as igrejas.
  • Peça por fortalecimento àqueles que trabalham no reforço escolar com as crianças.
Clame por proteção nas estradas.
Fonte:Portas Abertas

You Might Also Like

0 comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *