Relatório Do Evangelismo Da Congregação de P.A. Nova Vida

segunda-feira, janeiro 13, 2014



Relatório Do Evangelismo
Da
Congregação Em Nova Vida
      1º Dia, Setor 1#: Na rua á direita da casa onde estávamos.
     Manhã - Dia o reconhecimento do campo.
Com 120 casas e dezenas de famílias, assim começamos a analisar a melhor forma de como trazer a palavra de Deus sem que nenhum deles fique de fora. Com a experiência de quem já por muitos anos desempenhas a função de evangelizar, o Pb Francisco Gondim, nos orienta como e por onde devemos primeiro começar, e é pela casas mais distantes de onde estávamos é que começamos.
      Tarde -­ Os primeiros a ouvir a palavra.
As primeiras casas que recebeu o evangelho, o aceitou com alegria e de coração aberto. Procuramos levar uma mensagem de amor mais também de alerta, pois Deus estar pronto para perdoa aquele que o busca e o aceita, mas a condenação é real, e eles precisam saber. Encontramos ali algumas casas fechadas, umas porque seus moradores não estavam, e outra porque simplesmente não tinha. “Encontramos aqui pessoas que abrem as portas de suas casas para o evangelho, com uma facilidade admirável, ‘mas os seus corações para Cristo? ’, perguntamos, e as respostas são inúmeras, e parece já esta sendo ensaiada desde o momento em chegamos, ‘NÃO’”!
      Noite -
O culto foi realizado na casa da amiga Cleide. Deus falou de grandes formas, através de sua palavra e dos hinos entoado a ele. A palavra foi pregada, com referencia em Ef: 2.1-10 “a filiação de morte e a ira de Deus” assim Deus falou.
     2º Dia, Setor 2#: Na rua por trás da casa onde estávamos.
     Manhã – Dividimos uma única rua em dois, pelo motivo de que os irmãos Francisco Gondim e Paulo Victor, varam para Upanema para resolver assuntos particulares. A divisão ficou assim: como a rua (a por trás da casa onde estávamos) tinha 28 casas e apenas 5 evangelista pela manhã (6 pois Francisco Gondim chegou logo depois), fizemos o primeiro lado, o da esquerda para quem olha de dentro do assentamento, as primeiras 14 casas menos 1 pois estava fechada, nos recebeu e também a palavra de Deus com alegria, mas como em todas as ultimas outras a resposta para o nosso convite era a mesma negativa, “hoje não, vou me preparar” e mesmo com nossos argumentos bíblicos, de que “hoje é o tempo aceitável, ainda assim seus corações permaneceram duros.
      Tarde – As ultimam 14 casas, pareceram bem receptivas vimos pessoas com lagrimas nos olhos e mente aberta, podemos vê ali também a carência de Deus naquelas pessoas, “Deus te ama” dizíamos, “Ele quer te libertar” completávamos, e nem assim parecia ser o suficiente para a aceitação. Assim como na dificuldade do terreno, o lavrador não desanima, mas enciste em preparar o local do plantio, assim também nós estamos lavrando e cuidando terra na esperança de que se não nós, mas a semente vai nascer a arvore vai crescer, e os frutos ceram produzidos.
      Noite –
O nosso irmão JR pregou, Deus nos fez entender a importância do amor e seu perdão.
     3º Dia, Setor 3#: Última rua na frente da casa onde estávamos.
     Manhã – Ouvimos o irmão JR (filho do irmão Tititco) contando suas experiências de como ele faz com o seu grupo de evangelismo em Natal, de como ele e sua esposa Cristianine. Suas histórias nos motivaram, mas ainda a pregar o evangelho, e cumprir o mandato de Jesus. Logo na primeira casa o irmão Jesmiel e eu,  fomos agraciado com uma aceitação de uma senhora que estava desviada e presa no vicio do cigarro, mas a palavra de libertação quebrou as correntes do jugo que a prendia, e ela pediu perdão á Deus por seus pecados. E com os demais irmãos não foi diferente, Deus esta sempre nos dando uma palavra de libertação. 
      Tarde –
Deus esta sempre nos motivando a não fraquejarmos em anunciarmos a sua palavra, por isso Ele nunca nos deixa só, Sempre confortando e mostrado o seu amor. Ao final daquela tarde ficamos sabendo do falecimento da mãe da irmã Inácia esposa do irmão Titico, e a Bíblia nos ensina que também devemos chorar com os que choram, mas que devemos nos alegrar nas tribulações.
      Noite –
O irmão Josué nos troce uma palavra de morte pra o pecado, e vida em Cristo.
      4º Dia, Setor 4# Na região central da P.A Nova Vida.
     Manhã –
A aceitação das pessoas em suas casas, e sua crença em Deus, mais a sua renegação á Cristo, nos fez entender que a semento do evangelho foi sim plantada em seus corações, mas o terreno é seco e árido, e precisa mais de água.
     Tarde –
Conhecemos um outro lado das pessoas, um lado de hostilidade, onde apenas um homem que por esta incomodado por estamos levando o “conhecimento da verdade libertadora do evangelho” quis com sua pouca força impedir a Deus, mas sua queda foi grande.
     Noite –
Os irmãos Erione e sua esposa Adriana, Berguinho, nos fez companhia nessa última noite nossa de culto evangelístico, onde os pregadores, Jesmiel e Paulo Victor, além de anunciar a palavra, também louvaram a Deus com hinos.
     5º Dia, Setor 5# Na rua á esquerda da casa onde estávamos.
     Manhã –
Últimas casas, enfim, e mais uma alma foi liberta, o que nos propuseram, cumprimos, todas as 120 casas, e 114 família, com exceção das que estavam fechadas, recebeu a missão foi cumprida AMEM.

Pastores locais: Francisco Gondim e Titico.
Evangelistas da semana: Josué, Carlos César, Paulo Victor e Jesmiel.
Data: 6-10/01/2014































































































































































You Might Also Like

0 comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *