Cristãos presos injustamente recebem cartas do mundo todo e se sentem encorajados

segunda-feira, dezembro 21, 2015


Palavras trazem refrigério em meio a momentos difíceis.

Após um longo período de prisão, ocasionada por sentenças injustas por parte do governo mexicano, cristãos são libertados, mas ainda enfrentam inúmeras dificuldades. Embora quase todos já estejam em liberdade, 78 dos 79 que foram detidos no ano de 1997, ainda se sentem como se estivessem presos.
"Eu cheguei a pensar em suicídio assim que me libertaram, porque eu ainda me sinto preso. Eu vivi e vivo a injustiça humana na pele, mesmo sendo considerado inocente. Eu sou impedido de trabalhar pelo próprio governo por ser um ex-prisioneiro e só posso visitar minha família 3 vezes por semana, porque eles ainda não permitem que eu retorne permanentemente para casa", comenta um deles.
Agora a tarefa da Portas Abertas é ajudá-los no processo de cura espiritual, através de estudos bíblicos e conselhos. "Nós estamos vendo claramente a mágoa em seus corações. Além da injustiça, eles agora trabalham numa região quente e úmida, arando a terra, morando em casas que as autoridades providenciaram, mas eles querem voltar para suas vidas. O que sustenta esses homens até hoje, são as cartas que receberam durante o período em que estiveram presos", diz um analista de perseguição.
Um dos homens segurava as cartas em suas mãos, quando disse: "Eu sou tão grato pelos irmãos da Portas Abertas que foram nos visitar, eu cheguei a pensar que estava esquecido, mas então começaram a chegar as cartas de todas as partes do mundo, e eu comecei a sentir conforto nas palavras. Quando fico triste, eu leio as cartas novamente", revela um dos homens. "Nosso grupo orou e cantou com eles, alguns em sua língua indígena e outros em espanhol. Um dos membros da nossa equipe é da Suécia, então cantou em sueco. Foi uma bênção e sentimos que o trabalhar de Deus não depende de fronteiras, culturas ou idiomas.
Pedidos de oração
• Agradeça a Deus por cuidar desses homens e também pelo trabalho da Portas Abertas, ajudando-os no processo de recuperação.
• Ore para que suas vidas sejam reconstruídas e que eles possam voltar para suas famílias em breve.
• Para estes ex-prisioneiros, a cura e a restauração é um longo processo. Ore para que, mesmo nos momentos mais difíceis e desafiadores, eles experimentem a bondade e o amor de Jesus.
• Peça a Deus para que, ao longo do tempo, estes homens consigam perdoar aqueles que os condenaram injustamente.
Fonte:www.portasabertas.org.br

You Might Also Like

0 comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *