Igreja que estava em declínio volta a crescer depois que mulher ora por crianças

quinta-feira, fevereiro 09, 2017

Foi em um dia de domingo que Nancy percebeu que já não havia mais crianças para cuidar em sua igreja. Ela se pôs em oração e Deus a surpreendeu de uma forma incrível.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TELEGRAPH
Nancy mal sabia que suas orações estavam prestes a ser respondidas de uma maneira que ela não esperava. (Foto: Batista Press).
Nancy mal sabia que suas orações estavam prestes a ser respondidas de uma maneira que ela não esperava. (Foto: Batista Press).
Nancy Elliott se viu chorando sozinha no berçário da igreja Calvary em Englewood, Colorado (EUA). Ela frequenta a congregação desde seus 14 anos. O motivo da tristeza? Pela primeira vez, ela não tinham mais crianças para cuidar em uma manhã de domingo. “Não tinha uma criança”, disse Elliot. "Eu entrei no berçário e comecei a chorar e orar a Deus para trazer crianças ali", contou.
Nancy mal sabia que suas orações estavam prestes a ser respondidas de uma maneira que ela não esperava. Depois de servir no ministério de jovens por vários anos, Mark Hallock sentiu Deus levando ele para o ministério “inter-geracional”. "Muitos ministérios de jovens estão completamente separados da igreja maior", disse Hallock.
"Quando comecei a ver as crianças se formarem no grupo de jovens, eles acabaram se formando na igreja porque nunca estiveram conectados com o resto do corpo. Comecei a pensar sobre o que seria realmente ter um ministério ‘inter-generacional’", comentou.
Hallock e sua esposa Jenna começaram a orar e sentiram que Deus os chamava para servir em uma igreja que estava minguando, de que ouviram falar em Englewood, Colorado, no metrô de Denver. "Eu comecei a pensar sobre quem estava indo para as igrejas em declínio, porque Deus é glorificado quando as igrejas que estão morrendo voltam à vida", contou.
A igreja Calvary foi criada em 1952, mas a demografia de Englewood mudou, assim como muitas igrejas. Mas a Calvary não mudou junto com a comunidade e com o tempo, por isso a presença dos fieis foi diminuindo. "Eu não acho que as igrejas percebam o quão rápido você pode ir de 150 a 30 membros", disse Jeff DeClue, um membro de longa data e agora pastor associado na igreja. "Não havia nada diferente em nossa igreja. Não que a gente não fosse apaixonado pela comunidade. Mas a comunidade ao nosso redor havia mudado e não sabíamos como alcançá-los”, disse.
"Infelizmente, eu estava cansado", observou. "Havia uma igreja grande na estrada e eu queria levar minha família lá. Queria ir onde ninguém me conhecia, mas Dave Elliot [o marido de Nancy Elliott] era realmente influente e disse-me: 'Deus não terminou com esta igreja. Ele colocou ela aqui em 1952 por um motivo’", lembrou.
Um plano maior
Então Jeff decidiu confiar em Deus para um plano maior. Era o mesmo dia em que Hallock estava se encontrando com o comitê de busca da igreja Calvary, e sentindo o chamado de Deus para vir e ajudar a revitalizar a igreja que estava em declínio. Embora eles só pudessem pagar a Hallock uma fração do que ele estava exercendo como ministro da juventude, a igreja anterior de Hallock se comprometeu a cobrir o que a Calvary não poderia pagar, por um ano. Os outros 30 membros da igreja notaram mudanças quase que imediatamente após Hallock se tornar o pastor principal.
"No primeiro mês, nós passamos de 30 para 60, e depois para 90, e estávamos acima de 100 em apenas alguns meses", disse Jeff. "Estou realmente grato por ter ficado e suportado os tempos difíceis porque agora temos tantas crianças que mal temos espaço para elas", disse ele. "Ver as crianças correndo para cima e para baixo na calçada no domingo é simplesmente incrível", complementou.
Hallock agora está na igreja Calvary há sete anos e eles continuaram a ver um crescimento. Tanto que plantaram seis outras igrejas na área de Denver. "O que é legal é que o plantio de igrejas estava no DNA da igreja desde o início", disse Hallock. "Eles realmente plantaram três igrejas em seu auge, e nós estávamos apenas continuando essa história”, finalizou.

You Might Also Like

0 comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *