Culto Evangelístico e integração de Jovens na comunidade P.A. São Manoel

sexta-feira, junho 30, 2017

 Na data de, 29 de junho, desse mês, aconteceu um grande culto evangelístico na comunidade P.A. São Manoel, e na oportunidade houve uma integração dos nossos jovens, tanto da comunidade quanto da cidade e do Sitio Caraúbas.
Ainda no Culto, presenciamos louvores marcantes, e uma maravilhosa palavra pelo nosso irmão Samuel Santos, Deus se fez tremendamente presente, e pudemos sentir a presença do nosso Deus naquele lugar.

VAMOS ANALISAR...
Se você ainda não percebeu o que Deus quer fazer este ano com a igreja de Upanema e com a mocidade, pare para observar, e veja quão maravilhas Deus tem para todos nós.
medite nisso. Deus quer usar a VOCÊ...

Continue em oração pelo líder cristão Mirab

quinta-feira, junho 29, 2017

Nosso irmão foi injustamente acusado de extremismo religioso e incitação de ódio; ore por ele e pela família que necessitam dos cuidados de Deus

O líder cristão Mirab*, que foi detido na Ásia Central, recentemente, continua necessitando das nossas orações. Ele atuava em uma das igrejas oficiais asiáticas e foi acusado pelos "crimes" de extremismo religioso e incitação de ódio. As instalações da igreja e sua própria casa foram vasculhadas pela polícia e as atividades religiosas estão suspensas por tempo indeterminado.

Notícias atuais mostram que a Ásia Central continua totalmente hostil ao cristianismo, mas que mesmo com a perseguição constante, a igreja continua crescendo em um ritmo acelerado. Os principais países da região estão em destaque na atual Lista Mundial da Perseguição: Uzbequistão (16º), Turcomenistão (19º), Tajiquistão (35º) e Cazaquistão (43º). De acordo com relatórios da Portas Abertas, a igreja é relativamente jovem em todas essas nações, logo, os desafios dos líderes são inúmeros.

O sistema de governo desses países, que veio substituir o antigo comunismo é um nacionalismo centralizador e perigoso, que tenta impor sua paranoia ditatorial. A perseguição aos cristãos é intensa e os nossos irmãos realmente necessitam da proteção de Deus. Você pode orar por eles e interceder por essa situação.

Pedidos de oração

Ore por Mirab que está na prisão, por consolo, proteção e amparo divino.

Ore também pela família dele, que nada falte e que possam manter a fé intacta.

Interceda pela Igreja Perseguida na Ásia Central, que os cristãos perseguidos sejam fortes e estratégicos em suas atividades nas igrejas.

*Nome alterado por motivos de segurança.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

Nenhuma proteção aos líderes cristãos

quarta-feira, junho 28, 2017

Um dos líderes da igreja no México foi atacado violentamente, ficando seriamente ferido na cabeça, por um grupo que invadiu sua casa

Recentemente, um grupo de homens entrou na casa de um líder cristão, em Tijuana, maior cidade do estado mexicano de Baja Califórnia, na fronteira Estados Unidos-México, e o atacou violentamente, causando sérios ferimentos na cabeça. De acordo com o relatório feito no próprio país, há dois cartéis de drogas, Los Zetas e Los Caballeros Templarios, que estão realizando atos de intimidação e extorsão contra os cidadãos, além de atacar líderes religiosos.

"A situação atual no país merece um estudo, principalmente para os casos de violência contra líderes cristãos. O governo precisa parar com sua política de negação e erradicar a corrupção e as alianças entre os criminosos e vários funcionários do Estado", alerta uma das colaboradoras da Portas Abertas.

"Não existe nenhum apoio aos vários projetos que favorecem a comunidade cristã, pelo contrário, o que se vê é uma indiferença total, o que encoraja ainda mais o mundo do crime. A tendência é o aumento dos ataques aos líderes da igreja mexicana", disse ainda a colaboradora. O México está na 41ª posição da atual Lista Mundial da Perseguição, reconhecido também como uma das nações mais violentas do mundo, por conta do crime organizado. Além disso, o número de deslocados internos se multiplicou quase 36 vezes em sete anos, passando de 8 mil em 2009, para 287 mil em 2015.

Pedidos de oração

Ore pela Igreja Perseguida no México e por todos os cristãos que enfrentam algum tipo de violência nessa nação.

Interceda pela vida do líder que foi atacado, em Tijuana. Que o Senhor o proteja e que permita sua total restauração.

Ore também pelos perseguidores para que sejam alcançados pelo amor de Jesus e também convertam seus corações.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

32º Aniversário do Conjunto Lirio dos Vales - AD Upanema RN

segunda-feira, junho 26, 2017


Neste Domingo, dia 25 de Junho, o conjunto das Senhoras da AD de Upanema, comemorou mais um aniversário, com o Tema: Adoradoras Agradecidas, e neste, contamos com lindos hinos das mesmas, e uma grandiosa palavra de Deus pela nossa irmã Evânia, Deus se fez grandemente presente em nosso meio. Pudemos ver a gloria do Senhor descer sobre esse lugar.

Cruzada Upanema para Cristo – Sitio Caraúbas

segunda-feira, junho 26, 2017


Neste sábado, dia 24 de junho, aconteceu uma grande cruzada evangelística no sitio Caraúbas, onde tivemos louvores com bandas locais e uma maravilhosa palavra do nosso Deus com o irmão, Pb. Celiton Roges.

"Eu desejei viver eternamente"

sábado, junho 24, 2017

Um homem começa a ler a Bíblia na prisão e tem sua vida totalmente transformada: "eu escolhi a vida"
Ontem, começamos a contar a história de Viktor*, um cristão que vive numa pequena aldeia da Ásia Central e tem um comércio de produtos alimentícios para animais. Relembrando seu passado, ele disse como foi parar na prisão, onde acabou conhecendo a palavra de Deus. Durante suas leituras, ele se deparou com a questão da vida eterna: "Eu desejei viver eternamente, muito mais do que desejava ser liberto daquela prisão".
"Pude sentir a presença de Deus naquele lugar e, como eu não sabia orar, eu simplesmente gritei para Jesus: ‘Eu não tenho certeza da sua existência, você sabe disso, mas eu quero a vida eterna e também quero nascer de novo’. E continuei a ler a Bíblia", conta. Pouco tempo depois, Viktor recebeu um pacote em sua cela. "Entre os presos, costumávamos enviar uns aos outros algumas coisas amarradas em uma corda. Naquele dia, eu recebi um pequeno pacote com drogas. Eu sentei e fiquei me perguntando ‘o que é isso?’. Eu sabia muito bem o que sentiria se usasse; eu ficaria louco. Então pensei ‘isso é morte’. Depois olhei para aquela Bíblia e disse ‘isto é vida’. Eu devolvi as drogas e escolhi a vida", relembra Viktor.
Confiança em Deus
"Eu estava tão certo que iria para o céu e me sentia confiante. Uma alegria pura entrou em meu coração e ninguém entendeu nada. Posso dizer que conheci Jesus na prisão. Eu estava condenado a seis anos, mas durante uma avaliação médica, descobriram que eu estava doente e que só tinha um ano e meio de vida. Eu não tive medo, porque sabia que estava salvo. Ali, decidimos abrir uma espécie de igreja, um dos irmãos tocava alguns instrumentos e sempre nos reuníamos. Eu pregava, sem saber o que estava fazendo e orava com os outros presos.
"Aos poucos minha vida foi transformada. Eu me reconectei com minha família e eles foram muito gentis comigo enquanto eu estava preso. O diagnóstico do médico foi substituído por uma vinda longa. Depois que fui libertado, participei de seminários e escolas bíblicas, trabalhei pelos drogados em um centro de reabilitação e compartilhei da palavra de Deus com eles. Hoje em dia, sou pastor numa igreja da cidade e, aqui na aldeia, ministro o evangelho à dez cristãos. É perigoso porque não temos registro, mas somos cautelosos. Além disso, administro também meu negócio e, hoje, entendo que tudo foi um plano de Deus", conclui Viktor.
*Nome alterado por motivos de segurança.
Fonte: https://www.portasabertas.org.br

Vem aí o IV Encontro de Oração do MDC

sexta-feira, junho 23, 2017

Faça agora mesmo a sua inscrição e garanta sua vaga no evento mais esperado do ano para as intercessoras da igreja brasileira
O Mulheres do Caminho, ministério de mulheres da Portas Abertas, terá seu próximo encontro nacional entre os dias 17, 18 e 19 de novembro, no Vale da Bênção, em Araçariguama (SP). O evento é voltado para mulheres brasileiras que desejam reservar alguns dias para além de interceder pelos cristãos perseguidos, ter momentos de adoração, edificação e comunhão.
Uma inciativa que reunirá os diversos grupos de oração espalhados pelo Brasil. Além do comprometimento com o Reino de Deus, as participantes também podem fazer novas amizades e compartilhar suas experiências. Quem faz parte do MDC sabe que esta é uma oportunidade única.
IV Encontro Nacional de Oração do MDC
Início: 17 de novembro, às 17h (sexta-feira)
Término: 19 de novembro, às 14h30 (domingo)
Endereço: Rua Bom Pastor, 300, Bairro Vale da Bênção
Araçariguama, SP / Referência: Rodovia Castelo Branco, km 50
Informações sobre transporte, alimentação, programação e outros, clique aqui.
Fonte: https://www.portasabertas.org.br

Família cristã está desabrigada

sexta-feira, junho 23, 2017

Depois de se converter ao cristianismo, Vang Mo* e sua família foram expulsos de sua aldeia e forçados a viver na beira de uma estrada

Na semana passada, Vang Mo e sua família foram forçados a sair de sua aldeia, que fica no noroeste do Vietnã. Dois meses atrás, ele entregou sua vida a Jesus e tornou-se membro de uma igreja. Desde sua conversão, seus caminhos foram mudados e ele passou a ser um ótimo pai e também marido amoroso.

No dia 16 de junho, porém, o prefeito, em conjunto com o líder da polícia e mais 20 pessoas foram até a casa do cristão para expulsá-lo da aldeia, pelo fato da família ter se decidido pelo cristianismo. Eles tiveram que montar uma barraca na beira da estrada com alguns de seus pertences. No momento, eles vivem em situação totalmente vulnerável e necessitam das nossas orações.

A igreja no Vietnã, país que ocupa o 17º lugar na atual Lista Mundial da Perseguição, enfrenta momentos difíceis. A nação comunista vê com maus olhos todos os cidadãos que se convertem a Cristo. A liderança política acredita que a igreja seja uma potência estrangeira, por isso limita a liberdade de culto e adoração a Deus. Os fiéis vindos do budismo ou de religiões místicas enfrentam uma perseguição ainda mais severa, por serem considerados apóstatas.

*Nome alterado por motivos de segurança.

Pedidos de oração

Ore para que Deus seja o refúgio de Vang Mo e sua família nesse momento tão difícil.

Peça que muito em breve eles sejam novamente abrigados e protegidos.

Interceda pela Igreja Perseguida no Vietnã, para que continue perseverando na fé, apesar da violência e hostilidade.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

#Shockwave2017: Reflita sobre a sua liberdade

quinta-feira, junho 22, 2017

Comece agora mesmo a se preparar: faça seu cadastro, marque dia e hora e convide todos os seus amigos para orar pelos cristãos perseguidos

Shockwave é um movimento de milhares de jovens que usam a liberdade que possuem para orar pelos nossos irmãos que enfrentam violência e hostilidade por causa do cristianismo, em dezenas de países no mundo. O underground (UG), ministério de jovens da Portas Abertas, organiza o evento desde 2001, e investe na comunicação voltada para a juventude brasileira. O nome underground foi escolhido para ser uma homenagem às igrejas clandestinas, organizadas pelos líderes cristãos perseguidos.

"Somos um movimento de jovens comprometidos com Deus e com sua palavra. Somos a voz que conta a história de milhões de pessoas ao redor do mundo que são perseguidas por seguirem a Jesus. Somos jovens que oram pelos cristãos perseguidos e se colocam no lugar deles. Somos pessoas desafiadas pelo evangelho e dispostas a impactar a igreja brasileira. Somos um só corpo, e quando um membro sofre, todos os outros sofrem com ele (1 Coríntios 12.26)", explica o responsável.

Faça parte desse movimento. Use sua liberdade em favor da Igreja Perseguida. O objetivo do UG é unir jovens em prol dessa causa. O Shockwave 2017 acontecerá entre os dias 22 a 24 de setembro. O tema deste ano é "liberdade", que propõe uma reflexão sobre os muitos cristãos são colocados em prisões, cativeiros ou campos de trabalhos forçados. Escolha o dia e a hora para reunir os seus amigos que estão dispostos a orar pelos cristãos perseguidos. Organize-se desde já, faça seu cadastro e tenha acesso a materiais exclusivos para sua reunião.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

A noite do poder

quinta-feira, junho 22, 2017

Na noite do 26º para o 27º dia do Ramadã, celebra-se o laylat al-kadr (noite do poder ou noite do decreto), pois acredita-se que foi nessa noite que Alá começou a falar com Maomé

O início do Ramadã, este ano, aconteceu no dia 27 de maio e terá seu término no dia 25 de junho. O jejum desse período faz parte dos cinco pilares da fé islâmica e é obrigatório para todos os seus seguidores. Trata-se de um tempo especial em que os muçulmanos se reúnem em oração e que é considerado também uma oportunidade especial para reviver, renovar e revigorar a prática de fé. A palavra Ramadã tem sua origem do árabe "ramida" que significa "ser ardente".

Há duas grandes celebrações importantes durante o período. Na noite do 26º para o 27º dia do Ramadã, celebra-se o laylat al-kadr (noite do poder ou noite do decreto), pois acredita-se que foi nessa noite que Alá começou a falar com Maomé. Alguns oram com mais fervor nessa ocasião, acreditando ter mais chance de receber as bênçãos tão desejadas. Também durante essa noite, os cristãos se reúnem para pedir que o poder do Espírito Santo seja derramado sobre muitas vidas que ainda não ouviram falar do nome de Jesus.

Você também pode orar pelos muçulmanos durante o Ramadã. A Portas Abertas preparou um mapa de oração com vários pedidos e instruções. Lembre-se também de orar pelos cristãos perseguidos que estão espalhados pelo mundo e que enfrentam muita hostilidade e violência nessa época. Há também muitos ataques a igrejas durante os últimos dias do jejum islâmico. Interceda pela Igreja Perseguida em todos os países do mundo.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

O único lugar onde podíamos adorar

quinta-feira, junho 22, 2017

Hea-Woo ouviu o chamado de Deus. E assim nasceu uma igreja secreta dentro de um campo de trabalhos forçados na Coreia do Norte

O vento afiado e o frio sopravam na cela da prisão, mas Hea-Woo dificilmente podia senti-lo. Ela dificilmente podia sentir qualquer coisa.

“Eu estava dentro das horas da morte; doente, desnutrida e congelada por causa das condições deploráveis da cela da prisão. Eu não pensei que estaria viva para ser usada por Deus. Eu não pensei que poderia ver o lado de fora da minha cela na prisão”, compartilhou Hea-Woo.

Mas algo aconteceu. Uma coisa que mudaria a vida não só de Hea-Woo, mas de muitos outros prisioneiros naquele campo de trabalhos forçados: “Eu senti Deus acender um fogo em meu coração para compartilhar o evangelho com outros na prisão”.

Hea-Woo sabia que aquilo era impossível por muitas razões. Os guardas na prisão seriam capazes de matar alguém que compartilhasse sobre o cristianismo. E ela também não sabia quais dos seus companheiros de cela poderiam denunciá-la se ela compartilhasse a mensagem do evangelho.

Por três longos dias, Hea-Woo tentou ignorar o chamado que Deus colocou em seu coração. Mas depois desse tempo, ela não podia mais rejeitá-lo, pois Deus havia colocado em seu coração instruções muito específicas: “Compartilhe sua farinha de milho com outro preso”.

Não pareceu muito, mas quando Hea-Woo deu sua própria comida a um companheiro na prisão, ela literalmente lhe deu Vida.

“Eu percebi que aquele era meu chamado – trazer vida àqueles que estão morrendo. Dando minha própria comida, eu pude dar a eles vida e sacrificar a mim mesma. Isso me abriu muitas possibilidades para compartilhar sobre Cristo”, contou.

Um por um, mais e mais prisioneiros se interessaram em ouvir sobre Cristo, enquanto se surpreendiam com o sacrifício daquela cristã. Ela precisava ser sábia quanto às melhores maneiras de ministrar a outros e quanto ao lugar mais seguro para se reunir, assim ela orava por orientação.

“Deus colocou isso em meu coração: o anexo da prisão era o único lugar que podíamos adorar.” E eles adoravam a Deus no lugar mais humilde e improvável possível. Lá, eles eram livres para se encontrar e adorar, mesmo que estivessem em uma prisão norte-coreana.

Assim, nasceu uma célula cristã naquela prisão. "Éramos cinco pessoas. Eu não tinha a Bíblia, então só conseguia ensinar a eles os versículos que sabia de cor. Aos domingos e no Natal, nos reuníamos em locais privados (banheiro). Então fazíamos um breve culto. Ensinei a eles alguns hinos, que cantávamos nessas reuniões. Todos nós sobrevivemos ao campo porque cuidávamos uns dos outros. Não tivemos problemas, apesar de nossos cultos secretos". Hea-Woo não acha que fez algo extraordinário: "Eu estava apenas sendo obediente".

Após muitos anos, a cristã conseguiu fugir, mas a sua saída é uma marca ainda sentida no país. Deus a usou para trazer muitas pessoas a Cristo, curá-las e usá-las para começar igrejas domésticas na Coreia do Norte.

Ore pela igreja na Coreia do Norte
Hoje, entre 50 mil e 70 mil cristãos estão presos em campos de trabalhos forçados na Coreia do Norte.

*Nome alterado por motivos de segurança

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

Cristãos egípcios enfrentam extremismo e intolerância

quarta-feira, junho 21, 2017

Comunidade cristã copta é atacada no sul de Cairo

A liberdade de crença, assim como sua expressão diária, é um direito garantido pela Constituição do Egito, país que ocupa a 21º posição na atual Lista Mundial da Perseguição. Porém, cristãos egípcios que decidem viver sua fé em Cristo enfrentam grande batalha. É quase impossível conseguir autorização para a construção de igrejas.

No dia 16 de junho, uma comunidade cristã copta de Saft el-Khirsa, a 180km ao sul de Cairo, viveu a perseguição de perto. Ao acordarem na última sexta-feira, descobriram que o centro comunitário que mantinham havia sido destruído pela polícia. Todos os móveis, tapetes e demais bens da comunidade estavam jogados no meio da rua. Esse prédio havia sido doado a eles após ataques a suas casas em julho de 2016.

Não foi dada uma explicação oficial para o ataque, mas uma fonte local alegou que foi causada pela visita de Anba Stephanos, líder cristão da cidade de Biba. Ele chegou no dia anterior (15) para confortar uma família que perdeu um filho no ataque de ônibus em Minia (leia matéria aqui). Nessa ocasião, ele também visitou o centro comunitário.

Os residentes muçulmanos interpretaram sua visita como um sinal de que uma igreja seria construída na aldeia e alertaram a polícia. O incidente mostra como os cristãos do Egito não estão apenas enfrentando o desafio dos militantes do Estado Islâmico. Eles também enfrentam o desafio diário de viver em um país onde seu direito constitucional à liberdade de crença e expressão é desafiado por seus vizinhos.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

Igreja centro-africana media acordo de paz

quarta-feira, junho 21, 2017

A assinatura do documento visa o fim dos conflitos entre milícias

No dia 19 de junho, o governo da República Centro-Africana assinou um acordo com 13 dos 14 grupos armados do país. O objetivo é acabar com os conflitos étnicos e religiosos que já tiraram a vida de milhares de pessoas. O acordo, que foi mediado por um grupo cristão e assinado em terras estrangeiras, solicita o fim imediato das hostilidades e reconhece os resultados das eleições presidenciais do ano passado.

O país foi tomado pela violência a partir de 2013, quando rebeldes do grupo extremista Seleka, formado principalmente por muçulmanos, ganharam poder. Isso provocou represálias das milícias anti-Balaka, cujos ativistas são principalmente animistas. Em apenas duas semanas, em maio deste ano, a luta entre milícias tirou a vida de cerca de 300 pessoas e deslocou outros 100 mil. Cerca de 2,2 milhões de pessoas, por volta da metade da população, precisa de ajuda humanitária, de acordo com as Nações Unidas.

Assinando o acordo de paz, as partes se comprometeram a "restaurar a autoridade do estado em todo o território nacional", em troca de representação nos processos políticos do país. "O governo compromete-se a garantir que os grupos estejam representados em todos os níveis", diz o acordo que também reconheceu os grupos armados "como parte dos esforços de reconstrução" destinados a estabilizar o país.

Parfait Onanga-Anyanga, chefe da missão da ONU na República Centro-Africana (chamada de MINUSCA), recebe com esperança esse importante passo para a paz. "A prioridade é o fim imediato das hostilidades para acabar com o sofrimento da população", disse ele em uma rede social.

Porém, a desconfiança permanece. No passado, outros acordos assinados não trouxeram paz duradoura no país, incluindo o Acordo de Paz de Brazzaville de julho de 2014, e o Fórum Nacional de Bangui de maio de 2016. "Eles assinaram esse novo documento no contexto da imensa violência no leste do país", disse Lewis Mudge, pesquisador africano da Human Rights Watch. "Para mim, é um primeiro passo", complementa. Interceda pela igreja centro-africana.

Cristãos mexicanos são impedidos de enterrar familiares

terça-feira, junho 20, 2017

Em algumas comunidades, cristãos precisam de autorização para usar o cemitério

Cristãos no estado de Nayarit, no Oeste do México, alegaram que foram privados do direito de enterrar seus familiares no cemitério local. O motivo é a fé cristã. Arnulfo Martinez, que perdeu seus pais e sua filha de um ano em um incêndio criminoso, contou à Portas Abertas que foi impedido de enterrar seus entes e precisou esperar três dias para fazê-lo. As mortes aconteceram no dia 22 de fevereiro de 2017, uma quarta-feira, mas apenas no sábado, Arnulfo recebeu autorização das autoridades de sua comunidade para usar o cemitério. Ainda assim, os corpos foram enterrados juntos, e não em túmulos separados como ele desejava.

As primeiras postagens sobre o incidente nas mídias sociais indicavam que o acontecido era fruto da perseguição religiosa. A Portas Abertas conduziu uma investigação para saber a veracidade das alegações, entrando em contato com pastores e líderes cristãos da região. Dias depois, uma igreja negou que os ataques caracterizavam perseguição, mas eram consequência de desavenças.

Perseguição religiosa e discriminação contra cristãos é recorrente e crescente em diversos estados do México, como Chiapas, Oaxaca, Hidalgo e Jalisco. Esse caso também aumentou a atenção à perseguição enfrentada por aqueles que professam a fé cristã no estado de Nayarit. Coloque em suas orações os cristãos mexicanos e peça a Deus que os sustente em meio às tribulações.

A última semana do Ramadã

terça-feira, junho 20, 2017

Os ataques aos cristãos costumam aumentar nos últimos dias do mês de jejum e oração dos muçulmanos

Falta uma semana para os muçulmanos ao redor do mundo celebrarem o fim do Ramadã, tempo especial de oração e jejum. A última semana de jejum é, geralmente, a mais difícil. Durante esse período, muitos muçulmanos que não levaram o jejum e a oração a sério querem recompensar o comportamento para serem abençoados. Isso significa que eles ficam mais rígidos em relação às práticas da época.

A opressão aos cristãos também aumenta nesse período. Em muitos casos, ser um muçulmano sério significa se voltar contra os cristãos, considerados infiéis. A partir desse pensamento, muitos cristãos são perseguidos e severamente punidos. Nos últimos dias, garotas cristãs que usavam calças – e por isso foram identificadas – foram atacadas nas ruas do Cairo por extremistas islâmicos. Em motos, homens se aproximaram delas pelas costas e jogaram substâncias químicas.

Aproveite para interceder pelos muçulmanos. Peça a Deus que mostre seu amor e seu nome seja glorificado. Peça também pelos cristãos perseguidos. Que eles possam testemunhar do amor de Cristo, apesar da perseguição e, clame pela completa restauração dos cristãos atacados. Que o Espírito Santo os console e mantenha firme na fé.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

Refugiados do Iraque retornam a suas casas

terça-feira, junho 20, 2017

No Dia do Refugiado, conheça a história dos moradores de Karamles, no Iraque

O governo iraquiano tem trabalhado para afastar o Estado Islâmico (EI) da cidade de Mossul. A 30 km ao leste está a cidade de Karamles, que foi libertada há 6 meses. Seus moradores, que viviam como refugiados no país, estão voltando para reconstruir suas casas.

Noeh, de 12 anos, visita a sua escola pela primeira vez desde 2014, quando ele e sua família fugiram dos ataques do EI. Ele está feliz por ver sua antiga escola e entrar na sala onde assistia as aulas. "Não posso passar daqui. O Estado Islâmico pode ter colocado bombas na sala", diz o menino enquanto observa de longe. Depois de deixarem o lar, a família dele se refugiou em um campo de deslocados internamente em Erbil, a 67 km de Karamles. Ali, Noeh frequentou uma escola para crianças refugiadas.

A situação da segurança é uma constante preocupação para pessoas como Noeh. O líder cristão Thabet, que também fugiu para Erbil com outros cristãos, admite que ainda tem medo. Apesar disso, ele motiva os irmãos a retornarem e reconstruírem a cidade. "É nossa missão vivermos como cristãos no lugar onde o cristianismo começou. Sem fé, não há razão para estar aqui. Mas eu tenho fé", afirma ele.

A maioria das 797 casas em Karamles foi destruída. Quase cem estão reduzidas a entulhos e o restante, severamente danificadas. Reconstruir é um processo lento e começou com 20 casas, mas o objetivo é restaurar a cidade completamente. Coloque em oração os refugiados iraquianos e peça a Deus que atenda às necessidades deles.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

Acontece julgamento sobre o bombardeio em Samarinda

segunda-feira, junho 19, 2017

Pais e familiares das crianças atingidas enquanto brincavam no pátio da igreja são ouvidos como testemunhas em audiência judicial

Novita, mãe do menino de 4 anos, Álvaro Sinaga, não conseguiu conter suas lágrimas quando descreveu o bombardeio à igreja de Samarinda, ocorrido em novembro do ano passado. Durante uma audiência judicial, no último dia 7. Ela e outros dois familiares das crianças atingidas foram convidados a serem testemunhas no caso.

"Falar sobre o ocorrido fez as feridas reabrirem, principalmente quando vi que os criminosos estavam sorrindo. Eu fiquei indignada com eles", disse Novita a um colaborador da Portas Abertas. O bombardeio, que foi considerado como um ataque terrorista matou uma das crianças que brincavam do lado de fora da igreja. Uma menina chamada Intan foi ferida gravemente e não resistiu, morrendo pouco tempo depois, no hospital. Relembre o caso clicando aqui.

Ao todo, quatro crianças foram atingidas por coquetéis molotov (arma química incendiária que contém em sua composição uma mistura líquida inflamável, normalmente transportada em uma garrafa de vidro). Os sobreviventes Álvaro (4), Trinity (3) e Anita (2) tiveram que passar por tratamento médico. A audiência sobre o ocorrido está em curso há vários meses, mas não está sendo muito divulgada pela mídia indonésia.

As testemunhas estão sob custódia protetora de oficiais da Agência de Proteção de Testemunhas e Vítimas, além do reforço policial. "Eles ficaram com nossos celulares assim que chegamos a Jacarta, para evitar que os jihadistas seguissem nossa localização", disse Novita por mensagem. As famílias envolvidas necessitam das nossas orações.

Pedidos de oração

Ore pela proteção das testemunhas e para que Deus as ajude a responder a todas as perguntas com sabedoria, durante as audiências.Um dos juízes chorou ao ver as cicatrizes no rosto de Álvaro que, até o mês de março, já havia passado por 17 cirurgias. Ore por justiça e pela restauração do garoto.Outra audiência está ocorrendo hoje (14) e três familiares irão depor contra o bombardeio. Interceda por todos os envolvidos.

Leia também
Bombardeio em igreja atinge quatro crianças
Notícias das crianças que enfrentaram bombardeio

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

Festival de cachorro quente da AD Congregação Monte Carmelo

domingo, junho 18, 2017



Neste sábado dia 17/06 aconteceu um grande festival de cachorro quente na AD Congregação Monte Carmelo em prol da "Cruzada Upanema Para Cristo", que acontecerá dia 19 de Agosto  deste ano, onde tivemos a participação das bandas locais, conjuntos da mocidade entre outros.

Muçulmanos radicais no Brasil já pregam fim de cristãos e judeus Líder xiita no

sábado, junho 17, 2017

Líder xiita no Brasil admite que muitos brasileiros estão sendo radicalizados.

Muçulmanos brasileiros já pregam fim de cristãos e judeus

Na entrevista das “Páginas Amarelas” da revista Veja desta semana, o sheik Rodrigo Jalloul, o principal líder xiita do Brasil, admite o que já vinha sendo especulado há muito tempo. Assim como em vários outros países, por aqui existem muçulmanos brasileiros que foram radicalizados. Ou seja, começaram a pregar os ensinamentos literais do Alcorão.

Isso inclui defender “o fim de cristãos e judeus”. Jalloul, que é responsável pela mesquita da Vila Matilde, em São Paulo, afirmou:

“Alguns brasileiros, porém, estão abraçando a fé [islâmica] cegamente. Há muitos fanáticos pregando para gente intelectual e emocionalmente vulnerável por aí… ensinando uma forma equivocada de lidar com a religião. Esses fanáticos pregam que cristãos e judeus não podem existir”, asseverou.

Fonte: https://www.gospelprime.com.br

Como vivem os cristãos no Egito

sábado, junho 17, 2017

A igreja no país já foi atacada várias vezes este ano, chamando a atenção da comunidade internacional pelo nível de violência dos extremistas

Durante o primeiro semestre deste ano, houve muitos ataques contra os cristãos no Egito e, pelos menos três deles viraram manchetes nos principais jornais e noticiários do mundo, como o incidente com o ônibus e a caminhonete que transportavam cristãos para um mosteiro e foram atacados por homens armados, deixando 23 mortos e dezenas de feridos. Houve também as explosões em duas igrejas, em Tanta e Alexandria, durante as comemorações de Páscoa, ocasião em que cerca de 40 pessoas morreram e outras 100 se feriram.

Tais episódios mostram que a violência continua aumentando demais por lá, e tem sido cada vez mais alimentada pela opressão islâmica. O país é o 21º na atual Lista Mundial da Perseguição. A igreja tem sido muito pressionada pela comunidade, até mesmo no contexto familiar. O atual presidente se mostrou disposto a lutar contra o extremismo islâmico, mas é pouco provável que ele tome medidas significativas para garantir a liberdade de religião. Apenas 10% da população professa a fé em Cristo.

Os cristãos ex-muçulmanos suportam uma perseguição mais intensa, por serem considerados apóstatas e traidores do islã. A ameaça dos movimentos islâmicos radicais no Egito está claramente longe de ser evitada. A prevalência do desemprego entre os jovens e a estagnação da economia também fomenta o descontentamento dentro da população. Por outro lado, a juventude egípcia cristã é muito ousada em seus trabalhos de evangelização e destaca-se no meio da multidão, até mesmo quando há comemorações muçulmanas. "Nós não seremos detidos porque temos a luz de Jesus brilhando sobre nossas vidas", declarou um dos jovens durante a festa do Ramadã, no ano passado.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br

Culto de Ação de Graças do Pb Antônio Manoel e Comemoração do Aniversario do Pr. José Herminio

sexta-feira, junho 16, 2017




 A igreja Evangélica Assembléia de Deus em Upanema RN realizou um grande culto de ação de graças pela restauração da saúde do nosso estimado Pb. Antônio Manoel. Na oportunidade Pr. José Hermínio comemorou mais um ano de vida e trouxe uma maravilhosa palavra de Deus para nossos corações, onde uma vida aceitou a Jesus como seu Único e suficiente Salvador.
















































Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *