Unidos com a Igreja no Iraque

quarta-feira, outubro 01, 2014


Um pesquisador de campo da Portas Abertas viajou recentemente ao Iraque para visitar uma família perseguida, pelo Estado Islâmico, por sua fé em Jesus.
O voo até o norte do Iraque foi longo, mas a chegada em Erbil valeu o esforço. A intenção do colaborador da Portas Abertas era aprender como os cristãos estão lidando com o trauma da guerra acontecendo ao seu redor. A primeira parada foi para conversar com uma família que vivia em uma casa vazia, sem geladeira, luz e camas para dormir.

Esses cristãos compartilharam sua história: eles foram parados em um posto de controle de segurança por militantes do Estado Islâmico que lhes perguntaram se eles eram cristãos. A família corajosamente respondeu "sim".

Nesse posto de controle, sua filha foi terrivelmente agredida. Mesmo um mês depois, ela ainda tem dificuldades para andar e sente muitas dores. Tudo o que eles tinham consigo também foi pego pelos militantes ultrarradicais.

Para esta viagem, o colaborador da Portas Abertas tinha um objetivo bastante específico: mostrar aos nossos irmãos e irmãs do Iraque que eles não estão esquecidos, muito menos sozinhos. Durante a visita, todos oraram juntos e ele descreve a forte unidade e comunhão que sentiu com os cristãos naquela oração simples, porém muito especial.
FontePortas Abertas Internacional

You Might Also Like

0 comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *