Presidente da Jocum no Rio Branco lança livro relatando experiência de 15 anos com tribo indígena

domingo, janeiro 31, 2016

Daniel é paulista e mora há 15 anos no Acre. É pastor da Igreja Batista do Bosque e juntamente com a esposa moraram por 15 anos na tribo Banawá.

Daniel Batistela e Tião Viana (Imagem:Sérgio Vale/Secom)
Daniel Batistela e Tião Viana (Imagem:Sérgio Vale/Secom)
O pastor Daniel Batistela visitou na tarde da última quinta-feira, 28 o governador do Acre, Tião Viana. Daniel, que é também líder da Jocum (Jovens com uma missão), levou consigo um presente, o livro “Nossa história, nossa missão”, de sua autoria, em parceria com sua esposa, Fátima Batistela. O livro traz o relato do casal que viveu 15 anos com os índios da tribo Banawá, do Amazonas.
Daniel é paulista e mora há 15 anos no Acre. É pastor da Igreja Batista do Bosque e juntamente com a esposa moraram por 15 anos na tribo Banawá, ajudando-os a superar problemas sociais e estruturais que quase os levarem a extinção.
“Quando começamos o trabalho de apoio à tribo, ela possuía apenas 60 membros. Hoje, são quase 200. Alguns seguiram formação academia, inclusive, e já existem banawás professores e enfermeiros”, relatou.
Jocum no Rio Branco
Desde, o ano de 2000 a Jocum no Rio Branco tem se empenhado em dar suporte aos que aceitaram o desafio de ir em busca dos perdidos. Dentre eles, missionários, voluntários e cooperadores dos mais diversos lugares e denominações evangélicas diferentes, que exercem seu chamado missionário.
A Jocum lidera um apoio de aproximadamente 70 missionários em todo estado e em alguns países como Bolívia, Peru e Moçambique, como um alvo de enviar 300 missionários as nações. De acordo com o site da instituição, a funcionalidade visa preparar esses jovens, através de cursos, treinamentos e campanhas espirituais de preparação.
Fonte:FONTE: GUIAME

You Might Also Like

0 comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *