____________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Muçulmanos copiam culto pentecostal para impedir conversões ao cristianismo

Grupos muçulmanos da Nigéria agora realizam sessões carismáticas nas manhãs de domingo, acrescentando um dia alternativo às tradicionais orações de sexta-feira.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE THE CHRISTIAN POST

Líder muçulmano Soliu Kewugbemi em mensagem na Sociedade Nasrul-lahi-li Fathi. (Foto: AFP/Pius Utomi Ekpei)
Líder muçulmano Soliu Kewugbemi em mensagem na Sociedade Nasrul-lahi-li Fathi. (Foto: AFP/Pius Utomi Ekpei)
Um número crescente de grupos islâmicos da Nigéria está usando o formato dos cultos pentecostais para impedir que muçulmanos se convertam ao cristianismo, de acordo com a agência de notícias Agence France-Presse.
A Nigéria era um país composto por maioria muçulmana em 1953, quando apenas 21,4% da população era cristã e 33,3% pertencia a outras religiões. Os islâmicos representavam 45,3% dos nigerianos, segundo dados do Centro Pew Research.
No entanto, a partir de 2010, a Nigéria passou a ter uma população mais equilibrada, formada por 80,5 milhões de cristãos e 75,7 milhões de muçulmanos, segundo o estudo.
Atualmente, a Nigéria possui a maior população cristã da África, abrangendo quase 60 milhões de protestantes, cerca de 20 milhões de católicos e mais de 750 mil cristãos de outras linhas teológicas.
Os principais grupos cristãos têm crescido na Nigéria desde a década de 1970, segundo o Pew Research. No entanto, o maior índice de crescimento foi registrado nas igrejas pentecostais, marcadas por uma adoração intensa e vibrante.
Para contrariar essa tendência, alguns grupos islâmicos introduziram no sudoeste da Nigéria "novas modalidades de oração, doutrinação e repertórios de adoração que normalmente se aproximam de modelos associados ao cristianismo pentecostal", avaliou Ebenezer Obadare, professor de sociologia da Universidade de Kansas, nos Estados Unidos.
Esses grupos islâmicos agora realizam sessões carismáticas nas manhãs de domingo, acrescentando um dia alternativo às tradicionais orações de sexta-feira. Segundo Obadare, esta medida foi feita para impedir que muçulmanos frequentem os cultos cristãos nos domingo de manhã.
Na cidade de Lagos, o imã da sociedade muçulmana Nasrul-lahi-li Fathi imita até mesmo o estilo de pregação dos pastores evangélicos da Nigéria. Enquanto anda para cima e para baixo diante de milhares de fiéis, homens e mulheres sentados nos tapetes de oração levantam as mãos para o céu e louvam a Alá — exatamente como fazem os pentecostais.

Apoio