Pastor morre enquanto louva a Deus durante culto, nos EUA

quarta-feira, novembro 30, 2016

Depois de cantar a música “In His Presence” (“Em Sua Presença”), o pastor Jim Watson sofreu um ataque cardíaco fulminante.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE HELLO CHRISTIAN

Após cantar “In His Presence”, o pastor Jim Watson sofreu um infarto fulminante. (Foto: Reprodução)
Após cantar “In His Presence”, o pastor Jim Watson sofreu um infarto fulminante. (Foto: Reprodução)
Um pastor faleceu enquanto adorava a Deus em um culto que acontecia em sua igreja no último domingo (27), na cidade de Clermont, na Flórida (EUA).
Jim Watson pastoreava a igreja Crossroads Family Fellowship há 14 anos. No último culto, ele sentiu o Espírito Santo conduzindo-o a cantar uma canção, conforme relata sua esposa, Lisa.
Assim que o pastor terminou de cantar a música “In His Presence” (“Em Sua Presença”), da cantora Sandi Patty, ele sofreu um ataque cardíaco fulminante.
"O pastor Jim era um verdadeiro cavalheiro e exalava o amor de Jesus a todos que conhecia", disse o pastor Steven Halford.
Halford pastoreia uma igreja na Inglaterra, onde ele e sua esposa implantaram o modelo de equipe pastoral ensinado por Jim e Linda. “Eu nunca vi um homem mais talentoso no papel de pastor como Jim Watson", disse ele.
"Ele era um amoroso marido, pai, irmão, filho, pastor e, claro, amigo. Ele me acolheu, me amou e me deu uma chance, quando outros não deram. Eu te amo, pastor Jim. Um dia eu vou te ver", acrescentou Halford.

Missionária relata conversão de 60 mulheres após estudo bíblico: "A semente não volta vazia"

terça-feira, novembro 29, 2016

Foram convidadas 250 mulheres para a reunião. Dentre elas, 150 compareceram e 60 mulheres se renderam a Jesus.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO MISSÕES MUNDIAIS

A missionária disse que irá prosseguir no trabalho missionário. (Foto: JMM).
A missionária disse que irá prosseguir no trabalho missionário. (Foto: JMM).
Uma missionária brasileira que está no Peru relatou algo surpreendente. Em uma única reunião, 60 mulheres aceitaram Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas. Karina Dias de Queiroz, que está em Chiclayo, realizou a quarta edição do “Chá de Damas” e ressaltou que o evento “foi uma bênção”.
Ela conta que de 250 mulheres convidadas, 150 compareceram. “Tivemos uma média de 150 mulheres das 250 convidadas, sendo 115 não cristãs e visitantes. Foram 60 decisões, duas reconciliações e mais de 80 lares abertos a visitas”, contou. “Alcançar esses números em uma única noite aqui no Peru é algo simplesmente maravilhoso! Formidável!”, destacou.
A missionária ainda comenta que irá prosseguir no trabalho missionário. “A semente não volta vazia! Agora, temos muitas visitas e discipulados. Vamos em frente!”, disse. “Só posso dizer que o Senhor fez tudo ficar muito melhor! Foi ele que me carregou ao me permitir trabalhar mesmo doente e com a voz rouca, mas o agir de Deus é lindo”.
Karina conta como se deu seu chamado para missões. “Senti o chamado do Senhor justo quando a Junta de Missões Munsiais lançou a campanha ‘Igreja de Cristo: Luz para as Nações’ (2007) e resolvi obedecer uma ordem dada pelo Mestre. E não esperava que este ano Deus me pedisse para falar de luz e escuridão”, relatou.
A reunião
“Em um momento da mensagem, pedi que as luzes fossem apagadas para que as mulheres pudessem sentir a escuridão em que muitas vezes nos encontramos, mas que quando Jesus entra em nossos corações, há uma luz que emana e nos faz filhos da luz. Foi emocionante!”, pontuou ela.
A missionária afirma que foi Deus quem direcionou a reunião. “Revivi meu chamado nesse momento e acho que nunca preguei tão tranquila, pois na verdade Deus estava colocando as palavras na minha boca. Aleluia! Experiência única”, salientou.
“Sabe o que é mais maravilhoso? Ver rostos sendo iluminados pelo Evangelho salvífico de Cristo não tem preço. Valeu a pena! A luta foi enorme, mas a batalha foi vencida”, comemorou. “Louvo ao Senhor por toda a minha equipe, servos e servas do Senhor que tenho preparado para continuar toda obra que estamos realizando neste país e, acredite, elas estão fazendo bonito! Meu coração hoje está alegre, cumprindo a missão”, finalizou.

"Nós precisamos de mais Bíblias”, diz pastor sobre realidade em Cuba

terça-feira, novembro 29, 2016

Uma realidade dura é enfrentada pelas igrejas domésticas do país que, muitas vezes, têm apenas uma Bíblia para ser dividida entre 40 ou mais pessoas.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CROSSMAP

Por quase 50 anos, a distribuição da Bíblia foi proibida em Cuba. (Foto: Associação Evangelística Billy Graham)
Por quase 50 anos, a distribuição da Bíblia foi proibida em Cuba. (Foto: Associação Evangelística Billy Graham)
No Brasil, onde a Bíblia Sagrada é amplamente disponível e a perseguição se limita ao campo moral, é difícil imaginar como é estar desesperado pela palavra de Deus. Mas, em Cuba, isso é uma realidade.
"A demanda é alta. Você não pode anunciar [que está distribuindo o livro sagrado], que já surgem muitas pessoas querendo Bíblias, entre crentes e não-crentes", disse o Rev. Joel Dopico, diretor do Conselho de Igrejas de Cuba.
Depois que a fronteira de Cuba foi reaberta para os Estados Unidos em 2015, a Associação Evangelística Billy Graham, em parceria com o Conselho de Igrejas em Cuba, conseguiu enviar Bíblias para o país.
Apesar distribuir cerca de 40 mil cópias do livro sagrado através do projeto "Bíblias para Cuba, Dopico ressalta a necessidade do país. "Precisamos de mais Bíblias. Temos milhares de cubanos apenas sonhando todos os dias com a oportunidade de ter uma Bíblia", afirmou. "Se você colocar um anúncio em Cuba dizendo: ‘Amanhã vamos distribuir Bíblias’, não haveria Bíblias o suficiente".
Agora, a Associação Evangelística Billy Graham pretende enviar pelo menos 50 mil novas Bíbliaspara Cuba. O ministério vai começar a levantar fundos para a campanha nesta terça-feira (29). Este ano, o projeto pretende fornecer uma variedade ainda maior, incluindo Bíblias infantis e de estudo para pastores.
Por quase 50 anos, a distribuição da Bíblia foi proibida em Cuba. No entanto, as recentes mudanças na fronteira tem permitido que igrejas recebam e distribuam doações de Bíblias, aumentando o acesso ao livro sagrado.
Fome da Palavra
As bibliotecas do país disponibilizam Bíblias para leitura, mas muitas delas são roubadas das prateleiras diante do desejo de levá-las para casa. "Quando fomos para a Biblioteca Nacional, vimos que tinham poucas Bíblias, que eram muito velhas. Então perguntamos quantas Bíblias seriam necessárias para atender ao público", lembra Dopico . "A biblioteca nos pediu cerca de 200 Bíblias, mas depois disse: ‘Seria melhor você nos trazer 300, porque temos 100 funcionários e todos eles querem a Bíblia’".
Pedidos especiais como este não são incomuns. "Eu tenho contato com diferentes departamentos estaduais do governo e com funcionários de diferentes partes do governo. Eles sempre pedem uma Bíblia. Sempre", disse José Montes, administrador-chefe do Conselho de Igrejas em Cuba.
Uma realidade ainda mais dura é enfrentada pelas igrejas domésticas do país que, muitas vezes, têm apenas uma Bíblia para ser dividida entre 40 ou mais pessoas. "Eles estão sempre com fome de leitura bíblica e, às vezes, não temos para oferecer”, disse Montes.
Mesmo com tal escassez, o crescimento da comunidade cristã cubana tem sido motivado pelo compartilhamento de Bíblias. "Eles não querem a Bíblia apenas para si mesmos, eles querem compartilhá-la e usá-la para o evangelismo", explica Dopico.
Dopico e sua equipe não têm dúvidas de que a distribuição de Bíblias continuará transformando Cuba. "As igrejas estão crescendo. O país está mudando. A direção econômica e social está mudando. Mas a única coisa que pode realmente mudar a vida de alguém em nosso país é a Bíblia", conclui.

Mais de 21 milhões são alcançados pelo Evangelho através da TV, no Oriente Médio

segunda-feira, novembro 28, 2016

O número de crianças que acompanham a programação cristã também cresceu: são cerca de 4,6 milhões de telespectadores.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CHRISTIAN TODAY

Mais de 10 milhões acompanham os canais pelo menos uma vez por semana. (Foto: Getty Images)
Mais de 10 milhões acompanham os canais pelo menos uma vez por semana. (Foto: Getty Images)
Mais de 21 milhões de pessoas estão sendo alcançadas pela Palavra de Deus através dos canais da emissora cristã SAT-7 no Oriente Médio e Norte da África, representando um aumento de 76% de telespectadores em cinco anos.
Segundo um relatório publicado pela rede de TV nesta segunda-feira (28), mais de 10 milhões de pessoas acompanham seus três canais em língua árabe pelo menos uma vez por semana, de acordo com um levantamento realizado entre abril e julho de 2016.
No total, os três canais reúnem uma audiência de 21,5 milhões de pessoas. "A pesquisa mostra um crescimento notável de audiência da SAT-7 na região do Oriente Médio e Norte da África. É muito encorajador, especialmente num momento em que as pessoas estão procurando canais de notícias importantes, devido às turbulências em curso na região", disse Terence Ascott, fundador e presidente da SAT-7.
"Muitas pessoas estão profundamente angustiadas com sua situação no Oriente Médio. Elas perderam a confiança e a esperança em sua liderança política e religiosa, e estão procurando ajuda e orientação divina”, avalia Ascott.
"Muitos estão emocionalmente cansados à procura de algo para levantar seus espíritos, algumas notícias positivas, algo que possa incentivá-los", acrescentou. "As mensagens de fé e esperança da SAT-7 são muito atraentes".
No Norte da África, os países que representam o maior crescimento de público da SAT-7 são Egito, Marrocos e Argélia. "O número de cristãos nesses países é muito pequeno, mas eles têm sido ativos em produzir uma programação relevante e dinâmica para o Norte da África", disse o presidente da emissora.
O número de crianças que acompanham a programação da SAT-7 também tem aumentado. São cerca de 4,6 milhões de telespectadores, dos quais 80% assistem pelo menos uma vez por semana.
"As crianças são a principal esperança para qualquer mudança no Oriente Médio e levamos a sério a responsabilidade de ajudar a construir nelas personagem o aprendizado e habilidades que lhes permitam fazer boas escolhas na vida — escolhas que vão ajudar a construir uma sociedade mais pluralista e pacífica", disse Ascott.

Em caixa d'água, 39 presos são batizados no maior presídio do Rio Grande do Norte

segunda-feira, novembro 28, 2016

O culto especial foi realizado por pastores da Assembleia de Deus, que há anos fazem visitas ao local.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE G1



Com ajuda de pastores, presos são batizados numa caixa d'água. (Foto: Andréa Tavares/G1)
Trinta e nove presidiários foram batizados na manhã desta sexta-feira (25) na Penitenciária Estadual de Alcaçuz — a maior do Rio Grande do Norte. Localizado em Nísia Floresta, na Grande Natal, o presídio abriga atualmente 1.140 detentos.

O culto especial foi realizado pelos pastores da Assembleia de Deus, que fazem visitas ao local há anos. Detentos que foram nomeados pastores dentro do presídio realizam cultos diariamente no local e conduzem o processo de evangelização, que dura em torno de seis meses.
"Estamos fazendo o que o Senhor nos mandou, levando a palavra de amor, misericórdia, perdão e principalmente ressocialização, mostrando para os internos que existe um Deus que os ama e que pode reescrever as suas histórias", relata o pastor Hilton Andrade, que conduziu a cerimônia na penitenciária.





Para os detentos, o batismo é um momento de fé e renovação. (Foto: Andréa Tavares/G1)

Dentre os batizados estão homens que cometeram diversos delitos, mas desejam viver uma vida diferente. "Encontraram a fé", destaca um ex-detento que agora representa a igreja no presídio.
Um pouco antes do batismo ser concretizado, o pastor Hilton Andrade falou sobre o significado do batismo e comentou sobre o que é nascer de novo. "O Evangelho proporciona a mudança no coração e no comportamento destes homens”, afirmou.
Detentos já batizados e outros observadores lotaram o pátio em frente ao pavilhão 1 de Alcaçuz. Em meio aos louvores durante a celebração, muitos choraram. "O ato do batismo simboliza que a pessoa passa a fazer parte do corpo de Cristo. Quando alguém é batizado, ele deixa o homem velho e se torna uma pessoa renovada", explicou o pastor.
“Agora eles têm uma nova família, que é a igreja, que os abraça, numa sociedade onde sofrem preconceito”, ressalta Hilton, que também enfatizou os bons resultados com os participantes do projeto. "A grande maioria muda de vida sim, percebemos que Deus toca o coração deles".



41°ANIVERSÁRIO da mocidade raiz de Davi da igreja Assembleia de Deus em Guarulhos São Paulo..

domingo, novembro 27, 2016


Agradeço a Deus pelo 41°ANIVERSÁRIO da mocidade raiz de Davi da igreja Assembleia de Deus em Guarulhos São Paulo.. Mocidade está que passaram por muitos momentos difíceis, lutas,obstáculos mas que não negaram a sua fé e sempre colocando Deus em primeiro lugar. Grupo Raiz de Davi seja forte...porque Deus vos escolheu para a Boa obra Deus vos escolheu para fazer a diferença por onde passar. E sair do MORNO e passar a ser QUENTE para Deus.


Casamento dos irmãos Ericlenede e Ellen

sábado, novembro 26, 2016



Neste Sábado  26/11/16 foi realizada no Templo Sede da  Ad – Upanema  a cerimônia de casamento dos irmãos Ericlenede e Ellen. A cerimônia foi realizada pelo Pr. Adelino e Pb. Eriberto.

Morre pastor Russell Shedd, aos 87 anos

sábado, novembro 26, 2016

Após uma recente piora no estado de saúde de Russell Shedd, sua família decidiu ficar ao lado do pastor, em casa, e aguardar o momento de sua partida. O pastor faleceu na madrugada deste sábado (26).

FONTE: GUIAME
ATUALIZADO: SÁBADO, 26 NOVEMBRO DE 2016 AS 9:09
Russell Shedd. (Foto: Consciência Cristã)
Russell Shedd. (Foto: Consciência Cristã)
Na manhã deste sábado (26), o mundo acordou lamentando a morte de um dos maiores missionários e teólogos dos últimos tempos. Russell Shedd faleceu aos 87 anos, na madrugada deste sábado, ao lado de seus familiares, em sua casa, em São Paulo.
Shedd havia se submetido a um tratamento de câncer de próstata em agosto deste ano, conforme ele mesmo disse em depoimento ao site da Igreja Batista Getsêmani.
Após uma recente piora no estado de saúde de Russell Shedd, sua família decidiu manter-se unida para apoiar o pastor, em sua casa e aguardar o momento de sua partida.
Antes do anúncio oficial de seu falecimento, notícias sobre sua morte foram divulgadas nesta sexta-feira (25) em grupos do Whatsapp e até mesmo em alguns sites. No entanto, a Editora Vida Nova (co-fundada por Shedd) havia comunicado à equipe do Portal Guiame que esta informação não procedia naquele momento.
O pastor foi recentemente visitado por amigos, como o pastor Luiz Sayão, que comentou o estado de saúde de Shedd e expressou sua gratidão pela vida de quem ele considera como seu mestre.
"Depois de visitar o irmão Shedd ontem, agradecido pela vida daquele que mais me ensinou em toda a minha vida. Ele está indo para casa. Só posso chorar", disse ele nas redes sociais.

Em nota oficial, a Editora Vida Nova lembrou do pastor Shedd como um homem apaixonado pela pregação do evangelho.
"Fiel mensageiro da Palavra, o dr. Shedd foi incansável em seu ministério, tendo percorrido todo o Brasil como conferencista e professor, pregando e palestrando em congressos, igrejas, seminários e faculdades de Teologia", diz a nota oficial da Editora.
"Foi exemplo extraordinário de uma vida de amor à Palavra. A literatura e o ensino teológicos no Brasil devem muito à incansável, inspiradora e comovente dedicação desse grande servo de Deus", acrescentou.

Legado
Russell Shedd nasceu na Bolívia, onde seus pais, Leslie Martin e Della Johnston, trabalharam como missionários entre os índios. Aos cinco anos de idade, ele esteve pela primeira vez nos Estados Unidos, onde completou seus estudos e graduou-se em Teologia pela Faculdade Wheaton (onde outros pregadores, como John Piper também se formaram).
De volta aos Estados Unidos, Shedd serviu como pastor interino durante cerca de um ano e acabou sendo aceito como missionário pela Missão Batista Conservadora.
Após trabalhar em Portugal por um curto período, o pastor transferiu-se definitivamente para o Brasil em 1962, estabelecendo-se em São Paulo.

Informações
Segundo a Editora Vida Nova, o velório de Shed se realizará a partir do próximo domingo (27/11), na Igreja Bíblica Evangélica da Comunhão, Rua Tito 240, Vila Romana - São Paulo.

O enterro acontecerá na próxima quarta-feira (30/11), no Cemitério da Paz, Rua Doutor Luiz Migliano, 644, São Paulo.

"Se converta a Alá ou atiraremos em seu filho", diz Estado Islâmico a mãe cristã

sexta-feira, novembro 25, 2016

"Eles disseram que eu ia me tornar muçulmano, mas eu disse: 'Não há outro Deus a não ser Jesus'", relatou o garoto de 16 anos.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY
O garoto contou sobre o fato de crianças terem matado seis pessoas neste dia. (Foto: Reprodução).
O garoto contou sobre o fato de crianças terem matado seis pessoas neste dia. (Foto: Reprodução).
Um jovem cristão iraquiano da vila de Qaraqosh, perto de Mosul, contou ter sido forçado pelo Estado Islâmico, sob a mira de uma arma, a se converter ao Islã. Qaraqosh foi dominada em 2014, quando Ismail tinha apenas 14 anos. Agora com 16, ele disse à BBC como ele e sua mãe foram forçados a se tornarem muçulmanos.
"Eles me disseram para falar 'não há Deus senão Alá'. Disseram que eu ia me tornar um muçulmano. Eu disse: 'Não há outro Deus a não ser Jesus', então ele me deu um tapa, eu ainda era jovem", disse Ismail.
"Ele bateu em mim e apontou a arma para minha cabeça. Ele disse à minha mãe: 'Se você não se converter ao Islã, vamos matar seu filho'". Ele também contou sobre o fato de crianças terem matado seis pessoas neste dia.
"Um carro parou e seis pessoas com os olhos vendados, vestidos de vermelho, saíram. Eles ficaram de joelhos e então as crianças chegaram. Cada uma delas estava atrás de um dos homens de vermelho. Alguém que parecia ser seu líder começou a ler alguns papéis. Quando terminou de ler, as crianças mataram os homens”, relatou.
Ideologia Islâmica
O Estado Islâmico é conhecido por usar crianças como soldados, doutrinando elas na ideologia islâmica desde muito cedo. Em um vídeo divulgado pelo site Alsumaria News, um menino iraquiano, Mohamed, fala como os militantes o forçaram a se juntar ao califado e como o grupo extremista está enviando crianças para a linha de frente depois de submetê-las a um treinamento cruel e dar-lhes autoridade para matar até seus pais.
Ele diz que os pais e famílias que se recusaram a enviar seu filho para campos de treinamento sofreram duras punições.
Embora alguns cristãos tenham conseguido retornar às aldeias ao redor de Mosul, de onde foram expulsos, as instalações de eletricidade e água foram destruídas pelo grupo extremista e espera-se que o local só fique realmente habitável após muitos meses.

“Israel desaparecerá em 10 anos”, ameaça general do Irã

quinta-feira, novembro 24, 2016


General afirma que palestinos “serão libertos da ocupação”

"Israel desaparecerá em 10 anos", ameaça Irã

Um alto comandante militar iraniano afirmou que os árabes palestinos “se livrariam de Israel” dentro de, no máximo, 10 anos. Falando aos estudantes na capital Teerã e citado pela agência de notícias oficiais Fars, o general de brigada Mohammad Reza Naqdi assegurou que os territórios palestinos serão “libertos da ocupação de Israel”.
Naqdi acredita que os pensamentos e a ideologia que levaram à Revolução Islâmica do Irã podem ajudar os árabes a livrarem-se de Israel. Ele alega que seu país conseguiu “se livrar” em 1979 da má influência dos Estados Unidos, da agressão de Saddam Hussein e também ajudou os libaneses a se livrar dos americanos.
“Considerando estes acontecimentos, a libertação da Palestina pela Revolução Islâmica não é algo improvável”, afirmou o general. Seus comentários ecoam um outro discurso, que ele fez  no início deste mês, quando previu que o presidente eleito Donald Trump irá levar os Estados Unidos a um colapso, que será visto nas próximas décadas.
“De acordo com a análise feita por quem realmente toma as decisões por lá, os Estados Unidos vão entrar em colapso financeiro até 2035. Eu acho que esta é uma análise otimista, pois isso ocorrerá muito antes”, afirmou ele à Fars. As declarações foram repercutidas em Israel pela rede Arutz Sheva.
Os comentários demonstram que o governo do Irã está retomando a retórica frontalmente anti-Israel e antiamericana. No início deste mês, o ministro iraniano da Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, afirmou que Israel é a maior ameaça à humanidade, à paz mundial e à segurança internacional.
O principal líder do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, já se referiu a Israel como um “câncer” e no passado ameaçou “aniquilar” as cidades israelenses de Tel Aviv e Haifa. Em março, o exército iraniano testou mísseis de médio alcance que tinham a inscrição: “Israel deve ser varrido da Terra”.
Em maio, um alto comandante militar iraniano ameaçou Israel, assegurando que seu país poderia invadir o Estado judeu “em breve” e destruí-lo “em menos de oito minutos” caso decidisse bombardeá-lo.
Dois meses depois, o general Hossein Salami, reiterou a ameaça: “Graças a Alá, nossa capacidade de destruir o regime sionista é maior do que nunca. Só no Líbano, há 100.000 mísseis prontos para serem disparados”. Listou ainda que existem dezenas de milhares de mísseis de longo alcance que poderiam ser lançados de territórios islâmicos contra o “território ocupado” de Israel.
Fonte:www.gospelprime.com.br

Ex-muçulmano se entrega a Jesus e evangeliza mais de 600 refugiados, no Reino Unido

quinta-feira, novembro 24, 2016

"Quando vi esse amor incondicional e a graça de Deus na minha vida, não consegui esconder esta Boa Nova para mim mesmo", disse o missionário Shapoor.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO GOD REPORTS

Shapoor se converteu após migrar para o Reino Unido e se tornou missionário entre os refugiados. (Imagem: Pioneers)
Shapoor se converteu após migrar para o Reino Unido e se tornou missionário entre os refugiados. (Imagem: Pioneers)
Ele sentia que seu futuro era incerto e sem propósito quando imigrou do Irã para o Reino Unido como muçulmano. Mas oito anos depois, Deus está usando o missionário Shapoor para construir Seu reino entre a população de refugiados na Europa.
"Quando eu era muçulmano, eu não acreditava que Deus pudesse falar com pessoas comuns, ter qualquer relacionamento com elas ou usá-las de alguma forma", disse Shapoor a um líder do ministério 'Pioneers'.
Quando Shapoor começou a ler a Bíblia, viu sua vida mudar. "Quando conheci a Cristo e li a Bíblia, descobri que Deus tem um coração que arde pelos pecadores e por todos", diz ele.
Depois que Shapoor entregou sua vida a Jesus, Deus o encheu com um desejo contagioso de pregar o Evangelho.
"Quando vi esse amor incondicional e a graça de Deus na minha vida, não consegui esconder esta Boa Nova para mim mesmo", disse ele. "Porque nós viemos das trevas à luz, não guardamos isto para nós mesmos. Da mesma forma que você recebe livremente a salvação, leve esta mensagem livremente a outras pessoas".
Ele começou a compartilhar a mensagem do Evangelho no campo de refugiados, povoado com imigrantes da Síria, Iraque, Irã e África, sendo muitos deles, muçulmanos.
"Eu vim aqui [campo de refugiados] todos os sábados para lhes trazer comida. Também durante a semana eu vinha para evangelizar e conversar sobre Jesus", contou.
Com a ajuda de Deus, Shapoor conseguiu evangelizar mais de 600 iranianos, que entregaram suas vidas a Jesus.
"Uma das coisas emocionantes é passar o Evangelho para a próxima geração", diz ele. "Como Paulo disse, tentamos encontrar as pessoas que são fiéis e ensináveis ​e assim os ensinamos".
Embora haja uma reação contra os imigrantes que chegam na Europa Ocidental e no Reino Unido, Shapoor entende que Deus está criando oportunidades para a pregação do evangelho nesse contexto.
"As nações estão vindo para nós", observa. "No Irã, as pessoas são presas porque estão compartilhando o Evangelho, mas quando elas chegam aqui têm a liberdade para compartilhar o Evangelho, ler a Bíblia e convidar os outros para a igreja".
"Aqui ninguém quer nos prender porque pregamos o Evangelho, então esta é uma oportunidade incrível, maravilhosa para ver como Deus está usando esta difícil situação para Seu bem", acrescentou.
Shapoor destacou que é preciso olhar para todas as pessoas com os olhos de Deus.
"Todas as pessoas são feitas à imagem e semelhança de Deus e devemos vê-las como seres humanos. Devemos vê-las com o amor de Jesus. Jesus morreu por cada pessoa na Terra. Jesus ama a todos nós, incondicionalmente", lembrou.
"Minha pergunta é a mesma que Deus perguntou em Isaías 6: 'A quem enviarei?", finalizou.

Ateus se rendem a Cristo através de evangelismo nas universidades: "Deus está ao nosso lado"

quarta-feira, novembro 23, 2016

Em 2015, dentre os 304 mil chineses (maioria ateus) matriculados nas universidades americanas, 12% aceitaram a Cristo por meio das ações evangelísticas.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CHRISTIAN TODAY

As conversões dos estudantes ao cristianismo são resultados das ações de ministérios cristãos (Foto: Facebook/Agape Chinese Evangelical Church)
As conversões dos estudantes ao cristianismo são resultados das ações de ministérios cristãos (Foto: Facebook/Agape Chinese Evangelical Church)
Centenas de estudantes chineses — a maioria ateus —  estão se rendendo a Cristo em seu período de estudos nas universidades dos Estados Unidos.
De acordo com a Aliança Bíblica Universitária, mais de 304 mil chineses foram matriculados nas faculdades e universidades americanas em 2015. Dentre estes, 12% aceitaram a Cristo por meio das ações evangelísticas, relatou o site CBN News.
As conversões dos estudantes ao cristianismo são resultados das ações de ministérios cristãos nas faculdades, formado por alunos que oferecem amizade e uma palavra de encorajamento aos estrangeiros.
A estudante Li Xiang é uma das milhares de jovens chinesas que experimentou uma transformação de vida em Cristo. Quando Li pisou em solo americano, ela foi esmagada pelo choque cultural e pela saudade da família.
"A solidão era inevitável para mim. Não importava o quão forte eu tentasse me manter, eu me sentia vazia", ​​disse ela.
Sua vida teve um novo significado depois que ela foi convidada para jantar em uma igreja. "Parecia estranho as pessoas terem me chamado para um jantar incrível e começado a falar comigo como amigos", disse Li.
Seus novos amigos cristãos a ensinaram a orar. "No momento em que eu estava muito confusa, tentei orar com outros americanos. Eu senti que Deus estava ao meu lado e os líderes da igreja começaram a explicar mais para mim", disse ela.
Na vanguarda da missão de levar o Evangelho aos estudantes estrangeiros está a Igreja Chinesa Ágape. O principal foco do ministério é convidar os estudantes estrangeiros para a igreja, usando a música contemporânea para minimizar as diferenças culturais.
"Muitos alunos me disseram que nunca ouviram falar deste tipo de música. Embora eles não conheçam a Jesus, eles podem se sentar em silêncio para ouvir e sentir a música. Eles adoram essas músicas", observa Li.
Os membros da Igreja Ágape cultivam relacionamentos com os alunos, os tornando mais dispostos a aprenderem sobre Jesus e a Bíblia. "O propósito deste ministério é permitir que mais jovens chineses conheçam a Jesus. Eles estão vivendo conosco, mas terão de enfrentar dificuldades e incertezas. A nossa igreja oferece ajuda a eles, e nós queremos que eles se sintam o mesmo amor que Jesus nos deu", explicou Joshua Wang, pastor da Igreja Chinesa Ágape.

Nick Vujicic evangeliza em mais de 600 presídios nos EUA: "Sejam livres em Jesus Cristo"

terça-feira, novembro 22, 2016

Nick Vujicic é conhecido por seu testemunho impactante de superação e tem investido também em um projeto de evangelismo em presídios.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN POST
NIck Vujicic tem evangelizado em centenas de penitenciárias, nos EUA e na Europa. (Imagem: Youtube)
NIck Vujicic tem evangelizado em centenas de penitenciárias, nos EUA e na Europa. (Imagem: Youtube)
Conhecido mundialmente por seu testemunho impactante de superação sobre as deficiências físicas, Nick Vujicic está evangelizando também nos presídios estaduais dos EUA. Cerca de 601 prisões norte-americanas devem receber o renomado pregador para ouvir sua mensagem.
"Deus está usando a história de Nick sobre sua esperança e confiança em Jesus para alcançar aqueles que estão presos. A organização 'Life Without Limbs' ('Vida Sem Limites') está divulgando um vídeo para as penitenciárias, que pode ser usado ​​por capelães e voluntários durante os estudos bíblicos Atualmente temos 601 presídios de 21 estados inscritos. Ore pelos oito estados que mostraram interesse, enquanto aguardamos suas respostas. Deus é muito bom", escreveu a equipe do ministério de Vujicic em uma mensagem postada na página do Facebook do evangelista na segunda-feira.
Vujicic tem levado mensagens inspiradoras, focadas na mensagem de esperança em Deus a todo o mundo, diante de públicos diferentes e também tem pregado a muitos presidiários.

Liberdade verdadeira
Falando aos detentos da 'Telford Unit Prison', em New Boston, Texas, no início deste ano, Vujicic diz à audiência que ele entende que alguns podem já não aguentar mais pessoas que lhes tragam "mensagens positivas", se vierem de pessoas que não compartilham sua situação em vida.
"As pessoas podem entrar aqui e dizer 'bem, apenas seja positivo'. É fácil para você, porque você vai voltar daqui para casa e eu não posso ir para casa", disse Vujicic, refletindo sobre o que alguns prisioneiros podem pensar diante de palestras e pregações.
O evangelista insistiu, no entanto, que "há esperança além do que você consegue ver".
"Eu estou diante de vocês, sem braços e sem pernas. Eu lhes digo que não sou absolutamente incapacitado e quero que vocês saibam que só porque vocês estão atrás das grades, também não significa que não possam ser livres em Jesus Cristo", disse ele.
Vujicic também relatou uma história de um prisioneiro perigoso que ele conheceu em outra penitenciária, que lhe disse que ele era livre porque acreditava em Jesus Cristo, enquanto muitos guardas da prisão - que podiam ir para casa todos os dias, ficar com suas famílias - não eram realmente livres, porque não compreendiam a vida eterna.

Evangelismo na Europa
Em outubro, Vujicic falou sobre sua recente turnê europeia, onde milhares de pessoas que ele ministrou vieram a Cristo, e durante esse tempo ele chegou a conhecer chefes de Estado.
"Ontem à noite foi incrível, 60% das 5.000 pessoas no auditório levantaram-se para receber o Senhor Jesus Cristo. Eu estou aqui na TV nacional para fazer uma recapitulação e daqui vamos falar ao Parlamento, o governo nacional da Ucrânia", disse ele em uma de suas atualizações no Facebook, na época.
"Acabei de terminar uma reunião com o presidente da Eslovênia. Foi um incentivo maravilhoso e um tempo enriquecedor. Amanhã vou falar aos estudantes aqui na Eslovênia. Por favor, ore por nós e obrigado pelo seu amor, orações e apoio", acrescentou.

Mais de 4,9 mil pessoas se entregam a Cristo em evento evangelístico no Mianmar

segunda-feira, novembro 21, 2016

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE GOSPEL HERALD

Boa parte do público do evento nunca tinha ouvido o Evangelho antes. (Foto: Facebook/Franklin Graham)
Boa parte do público do evento nunca tinha ouvido o Evangelho antes. (Foto: Facebook/Franklin Graham)
Mianmar é o 23º país que mais persegue cristãos, segundo classificação feita pela organização Portas Abertas. Mesmo com esse cenário, o Festival Love Joy Peace ("Amor, Alegria e Paz", em português) atraiu mais de 50 mil pessoas no Centro de Convenções de Mianmar, na cidade de Rangum.
O evento de três dias é fruto do poder da oração: mais de 400 igrejas se uniram para convidar as pessoas para o festival e orar por seu sucesso. Deus respondeu às orações com a participação um multidão, que teve que se assentar ao lado de fora por ultrapassar a capacidade do local, de acordo com a Associação Evangelística Billy Graham.
Boa parte do público do evento nunca tinha ouvido o Evangelho antes.
No primeiro dia, dentre um público estimado de 46 mil pessoas, mais de 2.500 decidiram entregar as suas vidas a Jesus. No segundo dia, 52 mil pessoas participaram do festival e mais de 2.400 renderam suas vidas a Cristo.

Boa parte do público do evento nunca tinha ouvido o Evangelho antes. (Foto: Facebook/Franklin Graham)
O evangelista Franklin Graham levou uma mensagem sobre a parábola do filho pródigo e usou a história para convidar as pessoas a se arrependerem e voltarem para Deus.
"Este é um quadro maravilhoso de nosso amoroso Pai Celestial, que nos acolhe quando nos voltamos para Ele em arrependimento", disse Graham em sua página no Facebook. "Eu estou muito grato por ver milhares de homens, mulheres e jovens do Mianmar respondendo ao convite de 'voltar para casa' e confiar em Jesus Cristo como Senhor e Salvador de suas vidas".
Alguns voluntários do ministério estiveram a postos para aconselhar as pessoas que vinham para frente e se entregavam a Jesus. Segundo relatos, muitos dos novos convertidos nunca tinham entrado numa igreja antes. Outros disseram que estavam familiarizados com o evangelho, mas nunca tinham respondido à mensagem de cristo até aquele dia.
"Agradeço a Deus por trabalhar e dar glória a Ele. Sabemos que houve grande celebração no céu pela vida de cada um", disse Graham.

Franklin Graham levou uma mensagem sobre a parábola do filho pródigo. (Foto: Facebook/Franklin Graham)
Evangelho aos pequenos
Além de pregar no festival, Graham também visitou a Igreja Assembléia dos Irmãos de Hebron, liderada pelo pastor Tin Maung Tun. O evangelista compartilhou uma mensagem sobre Jesus para centenas de crianças — algumas delas vinham de um orfanato que cuida de meninos e meninos soropositivos.
Em seguida, Graham, distribuiu caixas de sapatos cheias de presentes, uma ação que faz parte daOperação de Natal da organização Bolsa do Samaritano, fundada por ele.

Congresso de Mocidade

24º Congresso de Mocidade - Assembleia de Deus Upanema/RN

segunda-feira, novembro 14, 2016

Dá-se início HOJE  o 24º Congresso de Mocidade da IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS  - UPANEMA/RN, com uma programação que vai até o dia 20 de Novembro, venha participar, você é o nosso CONVIDADO ESPECIAL.



PROGRAMAÇÃO 24º CONGRESSO DA UMADUP
DIA 14 – SEGUNDA FEIRA
5H – ALVORADA COM A BANDA MARCIAL
18:30H – ABERTURA (PR. MIRANDA)
DIA 15 – TERÇA
9H – BLITS DA AV 16 DE SETEMBRO
18:30H – CULTO NO TEMPLO SEDE (PR. LAÉRCIO FERNANDES)
DIA 16 – QUARTA
18:30H – CULTO NO TEMPLO (PR. ALICKSON CARLOS)
DIA 17 – QUINTA
18:30H – CULTO NO TEMPLO (PR. ELIZEU RODRIGUES)
DIA 18 – SEXTA
18:30H – CULTO EVANGELÍSTICO NA PRAÇA DE EVENTOS (PR. ELIZEU RODRIGUES)
DIA 19 – SÁBADO
8:30H – REUNIÃO (PR. PEDRO JÚNIOR)
14:30H – REUNIÃO (PR. ELIEL OLIVEIRA)
18:30H – CULTO EVANGELÍSTICO NA PRAÇA DE EVENTOS (PR. PEDRO JÚNIOR)
DIA 20 – DOMINGO – ENCERRAMENTO
8:30H – REUNIÃO (PR. PEDRO JÚNIOR)
14:30H – REUNIÃO (PR. ELIEL OLIVEIRA)
18:30H – CULTO EVANGELÍSTICO NA PRAÇA DE EVENTOS (PR. ELIEL OLIVEIRA)

Casal muçulmano se converte ao Evangelho e supera perseguição: "Deus nos dá alegria"

domingo, novembro 13, 2016

Apesar da forte perseguição, Karima e Fadi afirmam que permanecem firmes na fé em Cristo. Os dois já passaram por sérios problemas pelo fato de terem se convertido do islã ao cristianismo.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO SITE GOSPEL HERALD
O casal quer se mudar para o exterior com seus dois filhos, pois não podem retornar à Síria. (Foto: Reuters).
O casal quer se mudar para o exterior com seus dois filhos, pois não podem retornar à Síria. (Foto: Reuters).
Um jovem casal que se converteu do islã ao cristianismo compartilhou como sua fé permanece inabalável, apesar da forte perseguição. Durante uma recente viagem ao Líbano, o ministério Portas Abertas encontrou uma jovem mulher, Karima, e seu marido, Fadi. Os dois compartilharam como eles foram forçados a fugir de Aleppo, Síria, devido à guerra civil.
Apesar de crescer em um lar muçulmano devoto, Fadi disse que abraçou o cristianismo depois de ler o Novo Testamento e ver o amor e compaixão dos cristãos. "Eu li sobre os ensinamentos de Jesus, os altos valores e virtudes", disse ele.
"Os altos padrões que Jesus ensina são a maior evidência de que estes são ensinamentos de Deus. O que também me atraiu foi o ambiente amoroso da igreja, isso é algo impossível de encontrar lá fora. O homem que nos discipulou nos considera como parte de sua família. Ele está sempre pronto para nos proteger", disse.
No entanto, a conversão ao cristianismo não veio sem riscos. Pouco depois de aceitar a Cristo, Fadi foi atacado por duas pessoas. "Eles bateram em mim, e um dos meus olhos foi danificado. Meus pais sabem que eu sou cristão e por isso eles me rejeitaram", pontuou.
Por sua vez, Karima revelou que ela se converteu ao cristianismo depois de testemunhar milagres no Líbano. Depois que o pastor de uma igreja orou por ela, Deus providenciou um lugar para sua família viver, um trabalho e curou seu filho que estava seriamente doente.
Para seu marido, se converter o cristianismo significava perder a família: "Até agora, meus pais não sabiam da minha conversão, porque fugiram para outro país", disse ela. "Minha família é muito conservadora, eles são xiitas. Se soubessem da minha conversão, eles me matariam, perderíamos nossos filhos", comentou.
Apesar de seu futuro incerto, Karima disse que sua fé está mais forte do que nunca, e hoje participa de grupos de discipulado. "A Bíblia nos ensina que nós, como cristãos, seremos perseguidos", disse ela. "A maior mudança que houve em minha vida é que eu sei que tenho a vida eterna. Meu nome está escrito no livro da vida. Deus deu paz para a minha vida e Ele me deu alegria. A vida é bela, mesmo no meio de problemas", contou.
Refugiados Sírios
O casal quer se mudar para o exterior com seus dois filhos, pois não podem retornar à Síria como crentes de origem muçulmana. "Uma vida normal para nós como convertidos será impossível, eles poderiam tirar nossos filhos", disse Karima.
O Líbano tem a maior porcentagem de refugiados sírios em relação a sua população, estimada em 5,8 milhões de pessoas - pelo menos 25%, contando centenas de milhares de refugiados sírios não registrados, além dos 1,1 milhão registrados.
Como relatado anteriormente, mais e mais refugiados que vivem no país estão abraçando o cristianismo, depois de testemunhar a fé dos cristãos locais. O pastor de uma igreja no Líbano disse ao “Portas Abertas” que desde o início da crise dos refugiados há dois anos, a igreja cresceu bastante.
"Tínhamos um culto de adoração aos domingos, agora temos dois. Os dois cultos estão lotados, agora temos 25 igrejas domésticas", disse ele. "As igrejas mudaram muito por causa da crise dos refugiados no Líbano", acrescentou. "Deus está trabalhando de uma maneira especial, vemos muitos rostos novos sendo batizados”, finalizou.

Satanista é enviado para destruir igreja e acaba se convertendo a Jesus

sexta-feira, novembro 11, 2016

O satanista havia sido enviado para "destruir" a igreja, mas ele não resistiu ao poder de Deus e acabou se rendendo ao evangelho. Ele não poderia mais voltar para o grupo satanista e foi recebido pela igreja para se manter em segurança.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY
Depois que o grupo satanista deixou a cidade, o homem procurou aprender mais sobre Jesus. (Foto: Pixabay).
Depois que o grupo satanista deixou a cidade, o homem procurou aprender mais sobre Jesus. (Foto: Pixabay).
Um satanista foi ordenado por seu grupo para destruir uma igreja, mas se viu incapaz de resistir ao poder de Deus. Ao invés de cumprir sua missão, ele acabou recebendo Jesus Cristo como seu Salvador. O episódio aconteceu em Iquitos, no Peru e foi noticiado por Helen Williams da World Missionary Press.
Helen disse que recebeu um e-mail de um amigo do Peru, no domingo passado (6), dizendo-lhe que um homem “correu para a frente da igreja para entregar seu coração a Jesus", após uma tentativa de destruir a congregação na cidade peruana.
"É um testemunho tremendo sobre o poder da Palavra e da fidelidade daqueles que continuam a pregar o evangelho diante do inimigo", acrescentou Williams. O homem disse aos líderes da igreja que não poderia mais retornar ao grupo de satanistas depois de ter falhado em sua missão. Ele foi autorizado a ficar numa casa segura da igreja.
Depois que o grupo satanista deixou a cidade, o homem procurou aprender mais sobre Jesus e começou uma nova vida como cristão. Williams ainda disse que a cidade de Iquitos atrai milhares de visitantes todos os anos por causa do "turismo espiritual".
Milhares se reúnem numa vila localizada na selva da cidade, buscando encontros com espíritos e para experimentar uma bebida perigosa chamada ayahuasca. Enquanto a ayahuasca é uma bebida relativamente "nova", a feitiçaria associada a ela é antiga, de acordo com um texto publicado em 2013 pelo missionário cristão Scott Doherty.
"Se pobre ou rico, sem instrução ou educado, jovem ou velho, quase todo mundo fez feitiçaria em algum momento da vida. A realidade é que a bruxaria e o ocultismo tem uma grande manifestação no Peru", disse Doherty.
Mas a magia negra que prevalece em Iquitos não é nada em comparação com o poder de Cristo. Williams disse que a igreja na cidade peruana está curando e ajudando as pessoas a serem curadas de traumas passados ​​e "abrindo portas para aqueles que estão lutando".
Ela disse que a igreja recebe todos os tipos de pessoas, incluindo "mulheres que foram abusadas, órfãos, jovens que não tem nenhum outro lugar para ir". Williams disse que a igreja de Iquitos oferece a esperança do Evangelho. "Isso realmente funciona na igreja e dá certo em todo o mundo, porque as pessoas estão carentes e Cristo é a resposta para essa necessidade", finalizou ela.

Em meio à grande fuga de cristãos, Oriente Médio vê o surgimento de novos crentes

quinta-feira, novembro 10, 2016

Com um cenário violento, muitos cristãos estão fugindo da Síria. Mas, por outro lado, muitos novos convertidos estão chegando nas igrejas.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY

Rami espera ganhar um milhão de assinaturas apoiando a igreja cristã que permanece no Oriente Médio. (Foto: Reuters).
Rami espera ganhar um milhão de assinaturas apoiando a igreja cristã que permanece no Oriente Médio. (Foto: Reuters).
Enquanto muitos cristãos fogem da guerra e da perseguição na Síria, um cristão de Aleppo disse que outros novos crentes em Jesus estão se convertendo à fé cristã nas igrejas do país. Rami (cujo nome foi alterado por razões de segurança) coordena a "Hope for the Middle East" (Esperança para o Oriente Médio, em tradução livre), uma campanha de caridade do Ministério Portas Abertas que já dura sete anos.
Rami espera ganhar um milhão de assinaturas apoiando a igreja cristã que permanece no Oriente Médio. E por mais que as pessoas estejam conhecendo a Deus em meio a dificuldades extremas, ele diz que a igreja síria precisa do apoio dos cristãos ao redor do mundo.
Ele ainda relatou para organização “World Watch Monitor” (WWM): "Eu sou de Aleppo. Há cerca de cinco anos me mudei para o Reino Unido com o objetivo de estudar. No verão de 2012 eu terminei meu curso e planejei voltar. Os protestos contra o regime de Assad começaram a aumentar. Vários voos foram cancelados e várias fronteiras foram fechadas. Eu estava mesmo pronto para o meu retorno, mas de repente eu não podia voltar”, relatou.
“Minha família e amigos ainda viviam em Aleppo. Eu me sentia tão longe deles. Lia notícias sobre Aleppo e me perguntava: ‘Onde isso aconteceu, como isso afetou as pessoas que conheço?’”, ressaltou.
Ele continuou: "Alguns partiram de Aleppo, mas muitos permanecem na parte ocidental controlada pelo governo da cidade. Meus pais também, eles não querem que eu me preocupe e geralmente falam sobre coisas gerais”, disse. “Se eu quiser saber de coisas específicas como: ‘Você tem comida e água suficiente?’, preciso fazer perguntas específicas”.
Igrejas cheias
Mas, embora centenas de milhares de pessoas estejam fugindo da Síria, as igrejas permanecem cheias. Foi o que Rami disse: "Deus tem sido muito fiel. Os recém-chegados preenchem a lacuna. Alguns são cristãos de outras igrejas, outros são novos convertidos com um passado muçulmano. A igreja tem mudado drasticamente”, pontuou.
“Não é seguro viajar à noite. É por isso que todos os cultos ou atividades da noite foram cancelados ou alterados para um horário durante o dia”.
Rami ainda disse que enquanto muitos cristãos estão deixando o Oriente Médio, aqueles que permanecem são "embaixadores de Deus". "Vemos algo no Oriente Médio que é muito claro: o enorme êxodo dos cristãos. Ao mesmo tempo, a Igreja global reconhece a importância de que a presença dos cristãos seja preservada no Oriente Médio. Se os cristãos deixarem o Oriente Médio é como se a presença de Deus estivesse saindo do Oriente Médio. A presença da Igreja é vitalmente importante. As pessoas estão desesperadas e veem pouca esperança. O fato de que ainda há uma Igreja lhes dá encorajamento e esperança", alertou.
Descrevendo sua campanha, ele disse: "Convidamos um milhão de pessoas e queremos apresentar essas assinaturas ao novo Secretário-Geral da ONU no dia 20 de junho de 2017, Dia Mundial do Refugiado”, finalizou.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *