Batismo emocionante de garoto de 8 anos comove milhões nas redes sociais; Assista

quinta-feira, março 31, 2016

Depois de descer as águas, Levi levantou suas mãos e começou a orar, em um profundo momento de gratidão a Deus.


Levi, de apenas 8 anos, levantou suas mãos e começou a orar, em um profundo momento de gratidão a Deus. (Foto: Reprodução/Facebook/Buffie Dumas)
Levi, de apenas 8 anos, levantou suas mãos e começou a orar, em um profundo momento de gratidão a Deus. (Foto: Reprodução/Facebook/Buffie Dumas)

O momento do batismo do pequeno Levi, de apenas 8 anos, tem emocionado milhões de pessoas nas redes sociais. Depois de descer as águas, o garoto levantou suas mãos e começou a orar, em um profundo momento de gratidão a Deus.
Levi foi batizado pelo pastor Buffie Dumas, que também é seu avô, na igreja The Apostolic Church em Michigan, nos Estados Unidos. Ao lado dele, haviam outras crianças que seriam batizadas também.
Momentos depois, Buffie publicou em seu perfil no Facebook o vídeo que registra o neto adorando a Deus ao ser batizado, alcançando um pouco mais de 3.750.160 visualizações até o momento desta matéria. “A coisa mais doce que eu já vi”, escreveu ele.
Andrea Dumas, mãe de Levi, fez um relato em meio às dezenas de comentários. “Eu realmente nunca imaginei como seria este dia, como uma mãe que criou expectativas para o dia em que ele engatinhasse, desse os primeiros passos, tivesse o primeiro dia de aula, e tantos outros momentos mais; mas nunca tive tempo para imaginar como este dia seria. Foi um dos momentos mais preciosos da minha vida. Eu nunca vou esquecer”. A avó de Levi, a chilena Maria Ester Izaga, também celebrou o momento marcante na vida do neto. “Sou uma avó super abençoada e por essa e outras milhares de razões”.
No entanto, um questionamento surgiu em meio as comentários de sua publicação no Facebook: “Porque ele foi batizado tão pequeno?”.
Diante da questão, Maria Ester esclareceu: “Por que aquele que crer e for batizado, será salvo. Hoje, nesta geração, crianças na tenra idade já sabem distinguir entre o bem e o mal. Antes, crianças de 12 anos estavam brincando, hoje estão engravidando, usando drogas e roubando”, explicou.
“Se o diabo está destruindo meninos e meninas na tenra idade, é na tenra idade que nossas crianças podem decidir servir e entregar sua vida a Jesus”, acrescentou a avó.

FONTE: GUIAME



Ex-muçulmana da Ásia Central tem encontro marcante com Deus

quarta-feira, março 30, 2016


Frequentemente, novos convertidos ao cristianismo são multados, presos e até expulsos de suas comunidades.

Anvar* era uma muçulmana solitária da Ásia Central. Tinha limitações por ter uma deficiência física e sempre se sentia muito rejeitada, tanto pela família quanto pelos amigos. Mesmo assim, ela se esforçava para cuidar de sua irmã, que também é deficiente. Ela tinha um único desejo, que era encontrar uma pessoa que a amasse do jeito que é e que realmente se importasse com sua vida.
No final de 2015, Cristo bateu em sua porta. "Conheci um cristão que me falou sobre o Salvador e fiquei muito entusiasmada. Eu queria saber mais. Eu queria me aproximar de Jesus. E quanto mais eu sabia sobre Ele, mais eu me convencia de que eu era amada. O Natal chegou e havia uma igreja que estava distribuindo presentes através de um projeto daPortas Abertas, como forma de expressar o ‘amor ao próximo’. Aquilo me tocou profundamente", lembra Anvar.
Ela nunca havia recebido um único presente na vida. "Fiquei tão surpresa quando também recebi o presente. Era uma cesta com vários alimentos, objetos úteis e lembrancinhas. Tinha tanta coisa que eu poderia me alimentar daquela cesta por duas semanas. Então eu chorei de alegria e de emoção. A minha gratidão veio em forma de lágrimas. Eu realmente me senti feliz. Aquele presente significava muito mais para mim. Era como uma declaração de amor de Deus", diz a nova convertida.
Anvar está vivendo o primeiro amor, ela ainda não sofreu nenhum tipo de perseguição religiosa, mas há grandes possibilidades de que isto aconteça. Frequentemente, ex-muçulmanos que se convertem ao cristianismo são multados, presos e até expulsos de suas comunidades. "Eu não me importo com o que virá daqui para frente, pois agora eu tenho alguém que me ama de verdade e entrei para uma grande família, dentro da qual serei amparada e acolhida", finaliza ela.
Motivos de oração
- Ore ao Senhor para que proteja Anvar e, se for da vontade dele, a livre da perseguição religiosa.
- Peça a Deus para que a igreja na Ásia Central se fortaleça e que tenha cada vez mais estratégias para lidar com os perseguidores.
- Ore também para que a família de Anvar seja tocada pelo amor de Cristo e que eles possam aprender através da vida dela que não há outro caminho além de Jesus.
*Nome alterado por motivos de segurança.
Fonte: Portas Abertas Internacional

"Estamos ameaçados de extinção”, dizem cristãos perseguidos no Iraque

terça-feira, março 29, 2016

Essa é a dura definição da realidade dos poucos cristãos que restam no Iraque, após avanço do grupo terrorista Estado Islâmico.

Mulher segura uma cruz durante protesto organizado por cristãos iraquianos na Alemanha. (Foto: Reuters / Thomas Peter)
Mulher segura uma cruz durante protesto organizado por cristãos iraquianos na Alemanha. (Foto: Reuters / Thomas Peter)
"Nós estamos ameaçados de extinção”. Essa é a dura definição da realidade dos poucos cristãos que restam no Iraque, segundo palavras do padre Muyessir al-Mukhalisi, de uma igreja ao leste de Bagdá.
Em 2014, os cristãos de Mosul — cidade ancestral da comunidade cristã no Iraque — foram forçados a fugir quando o Estado Islâmico (EI) estabeleceu seu califado na região, ao norte do Iraque, e começou a destruir igrejas centenárias.
Forças iraquianas apoiadas pelos Estados Unidos lançaram uma ofensiva contra o grupo terrorista na última semana. A ação foi anunciada como o início de uma campanha maior para desocupar áreas ao redor de Mosul — no entanto, o progresso tem sido lento.
"Nós estamos ameaçados de extinção. Essa é uma palavra dura, mas a cada dia estamos acabando. Nosso povo está viajando, emigrando", disse o padre Muyessir.
Cerca de um terço do Iraque foi tomado pelo EI, forçando milhões de pessoas a deixarem suas casas e se juntarem à massa refugiados. Em 2014, famílias cristãs receberam um ultimato do grupo terrorista: pague uma taxa e converta-se ao Islã ou morra pela espada.
Os jihadistas tomaram os bens de centenas de famílias cristãs durante a fuga. Atualmente, a igreja providencia comida e dinheiro para muitas dessas famílias.
O cristianismo existe no Iraque desde o primeiro século depois de Cristo, quando os apóstolos Tomé e Tadeu levaram o Evangelho na região dos rios Tigres e Eufrates.
O país abrigava igrejas cristãs tanto católicas como ortodoxas, em um sinal da diversidade ética e religiosa do Iraque. Mas agora os cristãos dizem que não têm liberdade de expressão no país de maioria muçulmana, e como muitos iraquianos, se queixam da falta de segurança, serviços básicos e oportunidades.
FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE REUTERS

Faltam 60 dias para o Domingo da Igreja Perseguida

quarta-feira, março 23, 2016


O evento tem como objetivo servir aos cristãos perseguidos e conscientizar a igreja brasileira a respeito da perseguição religiosa. Iraque e Síria foram os países escolhidos para o DIP 2016. Só na Síria, a guerra já dura 5 anos.
As estatísticas assustam: 80% dos atos de perseguição religiosa no mundo são contra cristãos, de acordo com a International Society for Human Rights, uma ONG da Alemanha. Segundo as informações do Center for the Study of Global Christianity, do Seminário Gordon Conwell, nos EUA, mais de 100 mil cristãos são assassinados por ano, onze por hora. Estes números vêm aumentando a cada dia. É por isso que o DIP mobiliza pelo menos um dia especial de intercessão em todo o Brasil pelos cristãos perseguidos.
O evento idealizado pelo Irmão André, fundador da Portas Abertas, acontece no Brasil desde 1988, tendo como objetivo servir aos cristãos perseguidos e conscientizar a igreja brasileira a respeito da perseguição religiosa. A data em si varia de ano a ano, pois é marcada no domingo, logo após o Pentecostes. Este critério foi adotado porque o relato bíblico de Atos 4 marca o início da perseguição aos cristãos logo após a descida do Espírito Santo, com a prisão de Pedro e João. Simbolicamente, portanto, pode-se dizer que esta foi a "fundação" da Igreja Perseguida.
Em 2016, o DIP acontecerá no dia 22 de maio, o Iraque e a Síria foram os países escolhidos com o tema: "Esperança para a igreja no Iraque e Síria". Junte-se você também a milhares de cristãos em todo o país que vão orar em favor da igreja destes países. Dedique um momento de oração para que o Senhor fortaleça nossos irmãos perseguidos a perseverar e permanecer firmes no evangelho. Mobilize-se, faça o cadastro da sua igreja e participem deste movimento.
5 ANOS DE GUERRA NA SÍRIA
Na semana passada, a guerra na Síria completou 5 anos. Milhares de pessoas já perderam suas vidas e o número total de sírios que buscaram refúgio em países vizinhos desde o início do conflito já superou os 4,8 milhões, enquanto os que fugiram para a Europa chegam a quase 900 mil, segundo os dados mais recentes do Alto Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur). Porém, entre a dor e devastação, há sinais de esperança, como novas aberturas de negócios, igrejas sendo plantadas e pessoas conhecendo Jesus. Fora isso, a Portas Abertas ajudou em 2015 cerca de 50 mil pessoas. "Nós continuamos a viver na Síria com a esperança de que o nosso país será curado", líder cristão sírio. Não cesse de orar.

Fonte:www.portasabertas.org.br

Cristãos de Bruxelas oram pelos feridos e famílias das vítimas, após ataques

terça-feira, março 22, 2016

"Em um dia como este, vemos mais claramente o quebrantamento em torno de nós. Nós lamentamos tudo o que está perdido, mas não como pessoas que não têm esperança", disse o pastor de uma igreja localizada a 1Km da estação de metrô onde ocorreu um dos ataques.

Os ataques em Bruxelas seguem uma sequência de dias de tensão e podem ser uma resposta à prisão de um dos principais responsáveis pelos atentados de novembro em Paris (Foto: Telegraph)
Os ataques em Bruxelas seguem uma sequência de dias de tensão e podem ser uma resposta à prisão de um dos principais responsáveis pelos atentados de novembro em Paris (Foto: Telegraph)
Cristãos em Bruxelas estão orando, enquanto se atualizam as notícias sobre ataques desta manhã, na cidade belga e o primeiro-ministro do país, Charles Michel confirmou que "dezenas" de pessoas foram mortas ou feridas.
Falando ao site 'Christian Today' de Bruxelas, o pastor sênior do Centro Cristão, Joe Szabo disse que alguns membros de sua congregação presenciaram um dos ataques e que funcionários da igreja se reuniram para orar esta manhã.
"Nós soubemos que algumas pessoas da igreja estavam no aeroporto, eles estavam lá quando a explosão aconteceu", disse Szabo. "Felizmente ninguém ficou ferido".
Os membros da igreja vão orar especificamente por aqueles que ficaram feridos nos ataques, e pelas famílias dos mortos, durante os cultos de Páscoa, conforme o pastor informou. "Pelas vítimas, para que Deus proteja a nossa cidade e o nosso país".
O líder de campo da 'OM Bélgica' - uma organização evangélica de missões cristãs, que está localizada a apenas cinco minutos do aeroporto de Zaventem, onde duas das explosões ocorreram - Jan Wisse disse que seu cunhado estava em um trem, uma hora antes da explosão estação de metrô Maelbeek.
Wisse disse que sua equipe realizou uma reunião de oração esta manhã, e um número de pessoas está atualmente ajudando a Cruz Vermelha. Outro membro foi enviado para ver qual tipo de ajuda prática a organização pode oferecer às vítimas que estão se recuperando em um complexo desportivo local.
O Centro Cristão esteve envolvido na resposta à crise de refugiados, em Bruxelas, onde centenas de pessoas fugiram de países como Síria e Eritreia.
A colunista controversa 'Katie Hopkins' provocou indignação por culpar os refugiados pelos ataques desta manhã.
"Cada um de vocês que disse que os refugiados são bem-vindos... Se vocês disseram 'deixe-os entrar', vocês são responsável por Bruxelas. E vocês ainda não conseguem ver", disse a escritora.
O candidato Republicano à presidência dos EUA, Donald Trump - que já é considerado polêmico por propor a proibição da entrada de muçulmanos de nos Estados Unidos - também não tardou em culpar os refugiados pelos ataques.
"Minha mensagem para nós hoje é esta: 'é melhor ficar esperto e é melhor ficar esperto rápido", disse ele durante uma entrevista por telefone com a FoxNews hoje. "Na minha opinião, este é apenas o começo. Vai ficar cada vez pior. Porque nós somos negligentes e somos tolos".
"Eu tenho falado sobre isso por um longo tempo. Olhe, Bruxelas foi uma bela cidade, um lugar lindo com criminalidade zero e agora é um desastre", acrescentou. "É um desastre total. E nós temos que ter muito cuidado nos Estados Unidos, nós temos que ser muito, muito vigilantes quanto a quem nós permitimos que entre neste país".
Szabo disse que o Centro Cristão continuará a servir aos refugiados na sua comunidade.
"Nós ainda estamos acreditando que devemos amar todas as pessoas em nossa cidade. Oramos pelos muçulmanos, pelos cristãos e pela população judaica. O bombardeio não vai nos impedir de continuar a realizar nossa missão de compartilhar o amor de Deus com todo as pessoas", disse ele.
Embora a igreja tenha suspendido alguns dos seus projetos de alcance aos refugiados hoje (porque o transporte público parou), distribuiu alimentos aos refugiados mais perto de seu edifício.
Carlton Deal, pastor fundador da igreja 'The Well', em Bruxelas, disse em um e-mail ao 'Christian Today' que a estação de metrô Maelbeek fica a apenas a 1Km do escritório da igreja.
"Histórias de 'quase-acidentes' estão se derramando dentro de nossa comunidade: o cancelamento de um voo no último minuto, uma decisão inesperada para andar em vez de pegar o metrô, o amigo de um amigo que estava no metrô quando a bomba explodiu, mas permaneceu ileso", ele disse. "Todas as longos sirenes estão soando neste dia. A polícia e as ambulâncias estão correndo para atender às necessidades e os helicópteros pairam sobre nós".
"Em um dia como este, vemos mais claramente o quebrantamento em torno de nós. Nós lamentamos tudo o que está perdido, mas não como pessoas que não têm esperança. Que os acontecimentos de hoje aprofundem nossa compaixão e fortaleçam nossa determinação de cruzar a linha".

Estado Islâmico
Segundo a Reuters, o Estado Islâmico assumiu a responsabilidade pelas explosões. Sem número oficial de mortos, a emissora belga VRT disse que 34 mortes estavam confirmadas e o prefeito de Bruxelas, Yvan Mayeur confirmou que 106 pessoas ficaram feridas.
Além de assumir a autoria dos atentados, o grupo terrorista ainda destacou que mais ataques estão programados.
FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY

Quatro tradutores da Bíblia são mortos por militantes no Oriente Médio

segunda-feira, março 21, 2016

Os militantes invadiram o escritório armados, deixando dois tradutores mortos pelos tiros. Outros dois trabalhadores se colocaram à frente do tradutor chefe — que sobreviveu — e morreram na tentativa de se desviar dos golpes com armas. 
  •  
  • google plus
  •  
  • pinterest
  • A perseguição tem se intensificado contra os tradutores da Bíblia no Oriente Médio. (Foto: Reprodução)
    A perseguição tem se intensificado contra os tradutores da Bíblia no Oriente Médio. (Foto: Reprodução)
    Extremistas islâmicos assassinaram quatro homens que trabalhavam com a tradução da Bíblia no Oriente Médio esta semana. As informações são da Wycliffe Associates, ministério de tradução das Escrituras Sagradas.
    Os militantes invadiram o escritório armados, deixando dois tradutores mortos pelos tiros. Outros dois trabalhadores se colocaram à frente do tradutor chefe — que sobreviveu — e morreram na tentativa de se desviar dos golpes com armas.
    Os agressores também destruíram todos os equipamentos do escritório, incluindo a máquina de impressão da Bíblia, e queimaram todos os livros e materiais de tradução que estavam no local.
    Embora boa parte do material tenha sido perdida, foram poupados os discos rígidos do computador, que contêm em sua memória o trabalho de tradução de oito projetos linguísticos.
    A Wycliffe Associates pediu orações pelas famílias dos tradutores assassinados. "Por favor, peça ao Senhor para curar os corações e as feridas da equipe de tradução que passou por esta provação horrível", disse em um comunicado a líder de oração da associação, Mae Greenleaf.
    Ela pediu oração pela segurança da equipe e pelo sustento, para que consigam substituir os equipamentos perdidos e prosseguir em sua missão no Médio Oriente.
    "Orem comigo pelos assassinos também", acrescentou ela. "Orem por esses, cujos corações são tão difíceis. Ore para que o Senhor abra seus olhos para o que eles fizeram. Por favor, peça ao Senhor para encontrá-los, a cada um, exatamente onde eles estão. Ore para que Ele se mostre misericordioso, que eles conheçam o Seu perdão, Seu amor e Sua paz."
    FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CBN NEWS

    Avivamento toma conta do norte da África

    domingo, março 20, 2016

    Milhares de pessoas se convertem em países predominantemente islâmicos.



    Um avivamento está tomando conta do extremo norte da África. Acredita-se que desde o surgimento do islamismo a região não via tantas pessoas confessando sua fé em Jesus.
    CBN mostrou cenas gravadas pelo cineasta cristão Tino Qahoush, que voltou de uma viagem pela região. “O que Deus está fazendo na África do Norte, da Mauritânia até a Líbia é algo sem precedentes na história das missões”, disse.
    Qahoush passou anos viajando e captando imagens que serão reunidas em um documentário. “Tive o privilégio de gravar depoimentos e ouvir histórias de homens e mulheres de todas as idades… Eles viveram a presença de Deus de modo real… Alguns contam histórias de como conversaram com ele, não apenas com uma luz que aparece”, comemora.
    Especialistas em missões afirmam há mais de uma década que ocorre um profundo mover de Deus em nações predominantemente muçulmanas como Mauritânia, Saara Ocidental, Marrocos, Argélia, Líbia e Tunísia.
    O cineasta afirma: “Às vezes eu sinto inveja de como Jesus visita o mundo muçulmano neste momento. Já não ouvimos falar disso nas comunidades tradicionalmente cristãs”.
    Os números indicam que o crescimento do cristianismo, especialmente nos últimos 20 anos tem sido sem precedentes. O mais evidente é a mudança na Argélia. O pastor Salah disse no vídeo que nunca pensou que a igreja argelina iria crescer muito. Ele vive e trabalha em um país onde 99% da população é muçulmana.
    Atualmente, ele pastoreia uma igreja de 1.200 pessoas. A imensa maioria deles vem do islamismo e sofreram muito por causa de sua decisão de aceitar Jesus.
    Youssef Ourahmane, outro pastor da Argélia explica que o governo persegue e intimida os cristãos ocasionalmente. Mesmo assim, eles têm oportunidades de testemunhar toda vez que são detidos.
    “Em delegacias de polícia, nos tribunais… Uma vez que eu fui levado por policiais e durante 45 minutos falei-lhes sobre Jesus. Imagine só, todos na delegacia eram muçulmanos. Ficavam dizendo: ‘Conte-nos mais sobre esse Jesus ‘”, comemora.
    Para Peter (nome alterado por questões de segurança), missionário estrangeiro que trabalha há anos na região, “Eles sempre foram hostis a qualquer coisa externa e o cristianismo era considerado como a religião dos europeus”, lembra.
    Para ele, a chegada de canais de televisão cristãos via satélite e a internet mudaram a percepção das pessoas sobre o cristianismo.
    Fonte:www.gospelprime.com.br

    "Por que os ateus ficam tão ofendidos?", questiona produtor de 'Deus Não Está Morto 2'

    sábado, março 19, 2016

    Segundo David A. R. White, ao final do filme "Deus Não Está Morto 1" e agora às vésperas do lançamento do segundo capítulo da saga, sua equipe já tomou conhecimento de mais de 50 processos judiciais de ateus contra cristãos.

    David A. R. White atuou no primeiro filme da saga "Deus Não Está Morto" e também integra a equipe de produção e direção do filme. (Imagem: Reprodução / Youtube)
    David A. R. White atuou no primeiro filme da saga "Deus Não Está Morto" e também integra a equipe de produção e direção do filme. (Imagem: Reprodução / Youtube)
    David A. R. White, o ator e produtor por trás do filme "Deus Não Está Morto 2" respondeu a acusações de que o filme é cheio de abordagens sobre uma "falsa perseguição aos cristãos" e perguntando aos ateus "por que eles se sentem tão ofendidos pelo filme, se julgam que tais fatos não são reais?".
    "É uma coisa interessante, porque, se não é verdadeira, por que eles ficam tão ofendidos com isso? Eu não acho que isso iria irritar as pessoas, se não fosse verdade", disse White ao 'The Blaze', no início desta semana.
    "No final do 'Deus Não Está Morto 1' e até mesmo na parte dois, tomamos conhecimento de cerca de 50 processos judiciais, que estão lidando com problemas semelhantes neste momento", acrescentou.
    O filme, que está previsto para ser lançado em abril nos cinemas dos EUA e do Brasil, conta a história de um professor de escola secundária, que responde a uma pergunta sobre Jesus na sala de aula, o que o leva a um processo judicial de alto perfil.
    Em novembro, alguns blogueiros, como Hemant Mehta do blog simpatizante do ateísmo na Patheos.com, acusou o filme de caracterizar "perseguição falsa aos cristãos".
    "A maior revelação para mim é que o cerne do filme gira em torno da pergunta de um estudante sobre a importância de não praticar a violência seria apoiada por algo que que Jesus disse. O professor diz que sim, e então cita um versículo da Bíblia", escreveu Mehta naquela época.
    "Na vida real, nem mesmo os grupos ateus iriam se incomodar com isso. Eles, com certeza não iriam abrir um processo ou enviar uma carta de reclamação, porque o professor não estava fazendo proselitismo. Mas para aqueles que vivem na "bolha da perseguição aos cristãos", até mesmo mencionar a Bíblia pode colocá-los em apuros. É uma mentira que eles dizem a si mesmos que podem fingir ser mártires", acrescentou a postagem.
    Em sua entrevista ao The Blaze, White argumentou que o filme é focado na construção de fé das pessoas, assim como o primeiro filme fez.
    "Muitos e-mails e tweets mostram as pessoas que foram movidas mais e mais e mais pelo filme, e que tantas outras ainda estão assistindo a ele", acrescentou. "Eles ainda estão escrevendo sobre como este filme muda a vida suas vidas ou mudanças nas vidas de alguém que conhecem".
    Em fevereiro, um teólogo que frequentemente comenta filmes com temas cristãos sugeriu que "Deus Não Está Morto" é realista, mas não poderia ser assistido por céticos.
    Professor Darrell Bock, diretor executivo de engajamento cultural na DTS 'Hendricks Center, disse ao 'Christian Post' que o filme trata de forma "muito real" sobre as questões em seu enredo e é muito "direto" em sua mensagem.
    "Este é o quarto filme baseado na fé que vimos nas últimas três semanas. Este é de longe o que usa da forma mais direta. Os outros filmes que eu vi tinham sutilezas".
    FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN POST

    Vídeo revela impacto surpreendente da Grande Comissão no mundo

    sexta-feira, março 18, 2016


     O bjetivo é “equipar os cristãos a examinarem nossa cultura à luz do Evangelho”
    A difusão do Evangelho a partir do pequeno Israel até o cristianismo se tornar a maior religião do mundo, é contada em uma grande quantidade de livros. Contudo, na era da informação, os 2.000 anos da propagação do cristianismo foram resumidos em um mapa animado que tem se espalhado pela internet.
    “A difusão do Evangelho” é o nome do vídeo criado pelo grupo Conservatório Ocidental, que já tem mais de 390 mil visualizações. Ele revela o impacto surpreendente da Grande Comissão no mundo em 90 segundos. As datas aparecem no alto à esquerda do vídeo.
    O cristianismo (em branco) primeiramente superou barreiras linguísticas e culturais, ocupando  e ultrapassando o território do Império Romano (em vermelho).
    Depois, mostra (em laranja), a consolidação do que seria chamado de Império Bizantino, que acelerou a difusão do cristianismo. Perto do ano 600 surge o Islamismo (em verde) que acaba predominando no Oriente Médio e norte da África enquanto o Império Bizantino chega ao fim. No restante do mundo, o cristianismo continua crescendo e se espalhando.
    No ano 1200 surge um novo império (o mongol) que também acaba sucumbindo. Cerca de 300 anos depois, o cristianismo se espalha pelos continentes recém-descobertos até cobrir quase a totalidade do planeta.
    Na era moderna, o comunismo (vermelho) se espalhou pela Ásia. Ele teve uma vida curta, tendo como bolsão de resistência até nossos dias somente a China, Cuba e Coreia do Norte.
    O material revela o incrível impacto das missões cristãs. A ferramenta foi criada com a missão de “equipar os cristãos a examinarem nossa cultura à luz do Evangelho transformador e imparável de Jesus Cristo.”
    O Conservatório Ocidental produz recursos sobre a história, cultura, educação, artes e material de discipulado. Seu objetivo é ver “cristãos com um desejo mais apaixonado de serem moldados conforme à imagem de Cristo e vê-Lo colocado acima de tudo (Colossenses 1:18). ” Com informações deChristian Post
    Assista:
    par os cristãos a examinarem nossa cultura à luz do Evangelho”
    Fonte:www.gospelprime.com.br

    Jovem muçulmana se converte após sonhar com Jesus chorando por ela

    quinta-feira, março 17, 2016

    A jovem muçulmana cresceu em uma vida de privilégios no Nordeste Africano. No entanto, começou a encontrar dificuldades após sua marcante experiência com Jesus Cristo — um risco que para ela, vale a pena. 
  •  
  • google plus
  •  
  • pinterest
  • Jovem muçulmana se converte sonhar com Jesus chorando por ela. (Foto: Reuters)
    Jovem muçulmana se converte sonhar com Jesus chorando por ela. (Foto: Reuters)
    A jovem muçulmana Hawa (nome fictício por razões de segurança) cresceu em uma vida de privilégios no Nordeste Africano. No entanto, começou a encontrar dificuldades após sua marcante experiência com Jesus Cristo — um risco que para ela, vale a pena.
    Segundo relatos do ministério Portas Abertas, Hawa sonhou com um homem que sorria e chorava por ela enquanto a jovem estava hospitalizada.
    "Eu tive um sonho. Eu vi um homem que estava sorrindo e chorando ao mesmo tempo. De alguma forma, eu sabia que ele estava chorando por mim. Eu li a Bíblia continuamente e, pouco a pouco, eu aprendi sobre o amor de Jesus por todos os homens. Ele me mudou por dentro", disse ela.
    A jovem tinha uma vida já planejada. Ela estava a caminho de um país árabe para se aprofundar nos estudos islâmicos e noiva de um muçulmano norte-americano. No entanto, diante da conversão de Hawa, sua família a deserdou.
    Hawa carregou sua fé em Jesus Cristo sozinha — sua irmã, Zulfa, também se juntou a ela, mesmo também sendo deserdada pela família. A situação ficou pior quando Hawa quebrou um dos discos de sua coluna, após ter caído em uma vala para fugir da fúria do tio.
    As irmãs ficaram sem abrigo e sem dinheiro, e foi neste momento difícil que elas encontraram uma nova esperança com a ajuda de missionários da Portas Abertas. A organização as ajudou com suas necessidades médicas e as apoiou em iniciar um pequeno negócio para a renda própria.
    FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CHRISTIAN TODAY

    Jesus provou sua divindade por meio de suas palavras e ações", afirma Billy Graham

    quarta-feira, março 16, 2016

    O pregador respondeu a um questionamento publicado no espaço "minhas respostas" no site da Associação Evangelística Billy Graham (BGEA).

    O pregador explica que Jesus era o filho de Deus". (Foto: Reprodução).
    O pregador explica que Jesus era o filho de Deus". (Foto: Reprodução).
    “Jesus provou repetidamente sua divindade através de suas palavras e ações”. As palavras são do reverendo Billy Graham em um post dessa semana. Respondendo na última terça-feira, 15, um questionamento publicado no espaço "minhas respostas" no site da Associação Evangelística Billy Graham (BGEA) o pregador explica que Jesus não só teve um relacionamento íntimo com Deus, como também era o Filho de Deus.
    "A divindade de Jesus é o coração da fé cristã", explica Graham em resposta a pergunta e procurou esclarecer se Jesus era verdadeiramente divino. Em seguida, o reverendo aponta para vários exemplos na Bíblia que provam a divindade de Jesus, incluindo João 10:30 e João 10:33, assim como João 14: 9, que afirma: "Quem vê a mim, vê o Pai".
    “Se apresentando aos seus discípulos e a outros sobre sua divindade, Jesus também se exibiu por meio de suas ações”, continuou. “Exemplos dessas ações incluem, quando Jesus praticou autoridade sobre a natureza, trouxe a cura para os enfermos e realizou milagres”.
    "Acima de tudo, Ele provou sua natureza divina por ressuscitar dos mortos. Para aqueles que duvidavam dele, ele disse: 'Mesmo que você não acredite em mim, creia nas obras (Jo 10:38)'", acrescentou o ministro Batista.
    “Em última análise, é importante para os cristãos compreender e aceitar a natureza divina de Jesus, porque Ele é um inquilino do núcleo da sua fé”, escreveu. "Só um Salvador divino poderia se tornar possível para nós sermos perdoados de nossos pecados e somente um Salvador divino poderia nos oferecer o dom da vida eterna", diz Graham.
    FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN POST

    Menina de 7 anos chama a atenção nos EUA por saber a Bíblia ‘de cor’

    terça-feira, março 15, 2016

    Sydney Hopson consegue recitar não apenas a oração do Pai Nosso ou o Salmo 23, mas capítulos inteiros e versículos específicos da Bíblia.

    Sydney passou a ser conhecida como “A Menina ABC”. (Foto: Reprodução/Tammy Keith)
    Sydney passou a ser conhecida como “A Menina ABC”. (Foto: Reprodução/Tammy Keith)
    No ano passado, os americanos Tom Meyer e Jason Nightingale se destacaram ao arrecadar dinheirocitando a Bíblia “de cor” para beneficiar a recuperação do Nepal após o terremoto.
    Agora, uma menina de 7 anos de idade é quem vem chamando a atenção nos Estados Unidos por sua capacidade de decorar grande parte dos versículos da Bíblia. Sydney Hopson, da cidade de Conway, no Arkansas, consegue recitar não apenas a oração do Pai Nosso ou o Salmo 23, mas capítulos inteiros e versículos específicos da Bíblia.
    A avó de Sydney, Rene Henderson, foi a primeira pessoa a descobrir o talento da criança. Aos 5 anos, a menina costumava testar seus conhecimentos sobre a Bíblia a caminho da escola.
    Em certa ocasião, Rene pediu para que Sydney recitasse um dos 26 versículos bíblicos que ela tinha sido encarregada de memorizar. Sydney não respondeu a avó de imediato, mas depois de ser questionada novamente, causou uma grande surpresa em Rene: a menina havia memorizado cada um dos 26 versículos.
    "Ela é uma criança única, e somos abençoados por tê-la.. Nós entendemos que é um dom de Deus", disse o Rev. Houston White, pastor da igreja que Sydney frequenta com sua família, ao site Arkansas Online.
    A aluna da primeira série consegue recitar não apenas a oração do Pai Nosso ou o Salmo 23, mas capítulos inteiros e versículos específicos da Bíblia que ela já tenha estudado.
    Em Arkansas, o talento de Sydney chamou atenção na mídia e nas comunidades. A menina foi convidada para se apresentar em estações de rádio, canais de TV, igrejas e conferências de jovens em todo o estado.
    "No ano passado, ela esteve com a agenda cheia em todos os domingos", disse a avó de Sydney ao site de notícias local.
    Observando as habilidades de Sydney, sua avó passou a incentivá-la a competir. Duas semanas atrás, a menina apresentou suas habilidades de memorização bíblica, canto e teclado para uma plateia de 800 pessoas, e venceu o concurso de talentos realizado na cidade de West Memphis.
    Sydney passou a ser conhecida como “A Menina ABC”, por causa de sua capacidade de decorar os versículos bíblicos de acordo com as letras do alfabeto. Hoje, aos 7 anos, ela passa a ter novos objetivos: decorar ainda mais versículo.


    FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CHRISTIAN TODAY

    Jesus revolucionou minha vida", diz ex-muçulmano

    segunda-feira, março 14, 2016

    "Se você sabe que a salvação está nas mãos de Deus, então pode realmente viver. Nós podemos viver de tal forma que mesmo que nós temos que morrer para os outros. Só o Evangelho realmente nos permite viver", afirmou o escritor Nabeel Qureshi.

    Nabeel Qureshi se converteu ao Evangelho com 22 anos e atualmente é um escritor, que também tem estudado a fundo o islamismo. (Foto: Blog Nabeel Qureshi)
    Nabeel Qureshi se converteu ao Evangelho com 22 anos e atualmente é um escritor, que também tem estudado a fundo o islamismo. (Foto: Blog Nabeel Qureshi)
    O muçulmano convertido ao cristianismo que está emergindo como um dos principais especialistas do mundo sobre o islamismo emitiu um alerta sobre a violência fundamentalista dentro da fé.
    Nabeel Qureshi, cujo livro "Buscando Allah, Encontrando Jesus" tornou-se um best-seller reconhecido pelo jornal 'New York Times', acredita que o mundo está assistindo a uma reforma islâmica. Isto significa um retorno aos fundamentos da religião, segundo informou o escritor ao 'Christian Today', e não há dúvida de que esses fundamentos são explicitamente violentos.
    Qureshi disse ao 'Christian Today': "Há uma base para acreditar em Jesus. Ele ressuscitou dos mortos. Você pode verificar que historicamente você não tem que acreditar na fé cega. O Corão diz que se você crê que Jesus é Deus, você irá para o inferno (cap 5:72), enquanto Romanos (10:9) nos diz que precisamos acreditar nisso para sermos salvos. Então, eles são exatamente opostos e, por isso você não pode ser as duas coisas ao mesmo: cristão e muçulmano".
    Ele advertiu que os muçulmanos hoje têm apenas três opções: se tornarem nominais, apóstatas - o que no islamismo é punível com a morte - abraçar os fundamentos da fé e tornar-se radical. Muitos estão optando por este último, ele disse.
    "A reforma está propondo caminhar de volta para a forma original. Esta é a reforma islâmica que estamos vendo", destacou
    Para contrariar jihad, "nós temos que descobrir com o que estamos a lidar, descobrir o que é o islamismo", acrescentou.
    Neste fim de semana, Nabeel está falando na conferência "Inabalável", realizada no Tabernáculo 'East London' (leste de Londres), em Mile End, ao lado de Andy Bannister, diretor de Razi Zacharias Internacional de Ministérios do Canadá e Jo Vitale, docente no Centro de Oxford para Apologética Cristã. A conferência foi concebida como uma resposta à pressão para diluir os ensinamentos de Cristo.
    Seu próximo livro, "Respondendo à Jihad" ("Answering Jihad"), escrito como resposta aos ataques de Paris, será lançado em breve.
    Qureshi, de 32 anos, disse que o livro surgiu da necessidade de uma explicação sobre a relação do islamismo com a 'jihad' ("Guerra Santa").
    Desde 9/11, têm surgido fortes argumentos de que o Islã é uma religião de paz. Em seguida, houve os ataques Paris, em seguida, em San Bernardino, nos EUA. "As pessoas não sabem como responder", disse Qureshi. Isto levou aos comentários sobre a proibição de muçulmanos nos EUA pelo candidato republicano Donald Trump, e outras controvérsias, tais como a demissão de uma professora na Faculdade Wheaton, que alegou que "muçulmanos e cristãos adoram o mesmo Deus".
    "Poucas pessoas estão respondendo às questões teológicas sob estas realidades", disse Qureshi. O debate foi polarizado entre as pessoas que dizem que o islamismo é uma religião de paz e aqueles que argumentam que é inerentemente violenta.
    Testemunho
    Aos 22 anos, Nabeel decidiu entregar sua vida a Jesus Cristo, em 2005. Segundo o escritor o extremismo islâmico se revelou com mais força em sua vida após tal decisão.
    "Eu recebi ameaças de morte. Dentro de um mês que tornei um cristão, alguém deixou um bilhete no meu carro. A grande maioria das ameaças de morte são feitas on-line e soam apenas como pessoas desabafando. Eu tenho dito agora para avisar às pessoas quando isso acontece. Antes eu apenas abstraía e seguia em frente".
    Ele admitiu que ele poderia ter se tornado um muçulmano nominal, se não fosse por um amigo dele que estava apresentando argumentos convincente sobre o cristianismo.
    Ele está convencido pela verdade verificável da fé cristã. "Você não pode fornecer uma base para afirmar que o Islã é a verdade".
    No entanto, quando seus pais descobriram que ele tinha aceitado a Cristo, não foi fácil.
    "Se tornar um cristão [no Oriente] não é uma questão individual, como é no Ocidente. Em sociedades do Oriente Médio sua vida é social. Você é parte de uma comunidade e o que você faz afeta tremendamente as pessoas ao seu redor. Minha mãe era filha de muçulmanos, uma 'missionária'. Toda a sua vida foi baseada no serviço para o islamismo. Agora seu único filho havia se tornado um cristão. Isso traz uma enorme vergonha não só para a minha reputação na sociedade, mas para ela, para o nome de seu pai e de seu avô".
    No início, eles não podiam acreditar em sua conversão. As relações eram difíceis por um tempo, mas agora Nabeel está casado, com uma filha pequena e as coisas melhoraram.
    "Cristo revolucionou minha vida. Como muçulmano Fui criado para ser moral, para considerar os outros e ser gentil. Mas uma vez que você vê que o próprio Deus se curva de tal forma que Ele se torna um servo de outros, disposto a morrer por eles, você percebe que a ética suprema é o auto-sacrifício por amor", declarou.
    "Não há nada parecido no Islã ou qualquer outra visão de mundo. Um monte de religiões dizem-lhe para ser gentil com os outros, mas a realidade é que você acaba disputando com seu deus. Se o seu deus é o dinheiro toda a sua vida será em função do dinheiro. O Deus cristão é eterno e se baseia em um amor desinteressado", afirmou.
    Ainda falando sobre o que tem aprendido com o cristianismo, Nabeel afirmou que se alegra em viver na paz do Evangelho.
    "Se você sabe que a salvação está nas mãos de Deus, então você pode realmente viver. Nós podemos viver de tal forma que mesmo que nós temos que morrer para os outros. Só o Evangelho realmente nos permite viver", celebrou.
    Ele tem visto muitas coisas aconteceram, o suficiente para sanar suas dúvidas.
    "As únicas pessoas que realmente duvidam de uma realidade sobrenatural são pessoas nascidas e criadas no Ocidente protegido", relatou.
    FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN TODAY

    Culto de Missão na congregação de Sumaré III - Mossoró/RN

    domingo, março 13, 2016


    A convite do Dc. Jael, estivemos na cidade de Mossoró, mas precisamente na congregação de Sumaré III para o culto de missões. Dc. Jael e sua esposa Elizama, aux. Osias Carvalho e o irmão Adailton , tivemos uma boa recepção dos irmãos ali, o Pr. Edvan é o pastor daquela bonita congregação.

    A importância da educação cristã para os perseguidos

    sábado, março 12, 2016

    Adicionar legenda

    O dia 11 de março é dedicado ao "Dia da Educação Cristã".
    Qualquer cidadão do Oriente Médio que se converta ao cristianismo pode contar com uma grande perseguição, acrescida de abusos, injustiça, violência, falta de recursos, violação dos direitos humanos, torturas e até pena de morte. Muitos fogem para outras regiões e vivem como deslocados ou refugiados. Mesmo com essa dura realidade, o número de cristãos continua a crescer todos os anos e eles sabem que não estão sozinhos, que além da presença do Espírito Santo, existem voluntários e equipes dispostas a ajudá-los nos momentos mais difíceis.
    Em alguns casos específicos, além da escola bíblica e dos treinamentos, a Portas Abertas também oferece seminários que ajudam as pessoas durante os períodos mais traumáticos de suas vidas. Há professores, conselheiros, psicólogos e até médicos à disposição dos cristãos. Muitas vezes, só o consultório para a cura do corpo e da mente não basta, é preciso de uma sala de aula e um grupo de oração para a cura completa do espírito. "Quase todos os refugiados são traumatizados, alguns são até mesmo incapazes de falar sobre o que viveram, o que pode levá-los à depressão, daí a importância de ter uma ajuda bem estruturada", comenta um dos analistas de perseguição.
    "Faz parte do meu ministério ajudar esses cristãos a expressar seus sentimentos. Eles têm que aprender a confiar novamente para construir um novo futuro", explica um dos colaboradores. Além disso, os cristãos precisam de base bíblica para compreender o processo de salvação. "Quanto mais um cristão aprende e pratica a Bíblia, mais fácil é o entendimento de tudo o que acontece ao seu redor, principalmente num contexto de perseguição religiosa. Não é fácil perder a família e os amigos e ter que seguir em frente, evangelizando aqueles que ainda não ouviram falar do nome de Cristo. Daí a importância de levar o estudo para todos os cristãos, de todas as partes do mundo", conclui um professor de escola bíblica.
    Motivos de oração
    • Hoje, no Dia da Educação Cristã, ore por todos os professores cristãos que estão espalhados pelo mundo, nessa grande missão que é ensinar sobre as Escrituras Sagradas.
    • Lembre-se de todos os professores de escola bíblica e também daqueles que estão envolvidos com o processo de aprendizado, ajudando os cristãos a se recuperarem dos traumas da perseguição.
    • Agradeça a Deus pela disposição dessas pessoas, que deixam seu país para ensinar a Bíblia aos novos convertidos de todas as partes do mundo.
    Fonte:www.portasabertas.org.br

    Cristãos se unem para pagar convênio médico de membros sem condições

    sexta-feira, março 11, 2016

    Embora ministérios como estes existam há décadas, o interesse neles tem aumentado desde a aprovação do Obamacare.

    Kyle Burkholder, pastor de ensino na Igreja Grace Point, em San Antonio, com sua filha Bella. (Foto: Ilana Panich-Linsman/The New York Times)
    Kyle Burkholder, pastor de ensino na Igreja Grace Point, em San Antonio, com sua filha Bella. (Foto: Ilana Panich-Linsman/The New York Times)
    Quando o cristão norte-americano Chris Doyle descobriu que a franquia de seu convênio de saúde aumentaria para US$ 10 mil, ele e sua esposa passaram algumas semanas em oração.
    Dias depois, o casal encontrou um caminho. Eles se juntaram a um ministério que faz uma espécie de “partilha” nos planos de saúde, onde os membros ajudam a cobrir os planos e custos médicos uns dos outros.
    Embora ministérios como estes existam há décadas, o interesse neles tem aumentado desde a aprovação da Lei de Proteção e Cuidado ao Paciente em 2010, mais conhecido como Obamacare. Grande parte disso se deve à isenção da obrigação de ter um plano de saúde e da multa anual a seus membros.
    “Samaritan Ministries International” (“Ministério Internacional Samaritano”, em português), no qual Doyle e sua esposa Sarah agora fazem parte, reúne o dinheiro arrecadado e distribui para as famílias necessitadas, com orações escritas à mão e notas de apoio anexadas.
    Por não ser uma empresa de seguros, o ministério não é capaz de fornecer garantias de que as dívidas médicas dos membros serão pagas, mas os membros são aconselhados a confiar que Deus proverá. De acordo com a organização, o sistema de pagamento ajudar os cristãos a cumprirem um mandato bíblico de “compartilhar as cargas uns dos outros”.
    "Nossos únicos ativos são a boa vontade e a participação contínua dos nossos membros", disse James Lansberry, vice-presidente do Samaritan, localizado no estado de Illinois.
    A participação nos ministérios de partilha tem crescido nos últimos seis anos: de 200 mil participantes saltou para 535 mil, de acordo com a Aliança dos Ministérios de Partilha de Assistência Médica. Sob a lei federal de saúde, apenas os membros contínuos desde dezembro de 1999 são isentos da obrigação de ter um plano de saúde.
    O crescimento surgiu através do boca a boca e da divulgação nas igrejas, escolas e locais de trabalho. Doyle ouviu falar sobre o Samaritan na Igreja Grace Point em San Antonio.
    Para os cristãos, ministérios como este permite que eles vivam por suas crenças religiosas, livres de seguir um mandato do governo que os leva a cobrir coisas que eles não querem pagar, como oaborto ou o controle de natalidade.
    "É realmente um modelo que quer cuidar das outras pessoas sem precisar dizer: 'Você tem que', ou 'eu estou forçando você a fazer isso'", disse Amy Jebson, moradora do estado de Virgínia.
    Obamacare
    Aprovada em 2010, a lei proíbe as seguradoras de variar os valores dos planos com base no histórico clínico ou no sexo.
    Além disso, as empresas não poderiam mais se recusar a assegurar um paciente muito caro ou limitar a quantidade de reembolsos anuais, práticas que traziam danos à alguns pacientes com doenças graves.
    Em troca, a lei exige que qualquer pessoa localizada nos Estados Unidos, sendo americana ou estrangeira, deve aderir um plano de saúde sob pena de uma multa de US$ 95 em 2014, que subirá para US$ 695 em 2016.
    De acordo com o raciocínio do projeto de lei, se todos tiverem uma cobertura da saúde, os prêmios pagos por pessoas saudáveis compensarão os custos adicionais associados aos cidadãos mais caros.
    FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE THE NEW YORK TIMES

    Missionários evangelizam em meio a guerra na Ucrânia

    quinta-feira, março 10, 2016


    Missionário prega a ucranianos.

    Além da Palavra de Deus, evangélicos ajudam com alimentos. Igreja Ortodoxa desaprova.
    Em meio aos conflitos internos na Ucrânia, missionários evangélicos trabalham para levar alimentos e apoio espiritual para quem sofre com os resultados da luta armada entre as forças ucranianas e os separatistas.
    A proximidade de Maryinka com Donestsk, a capital rebelde da Ucrânia, fez com que mais da metade da população deixasse a cidade. Hoje há cerca de 6 mil civis, incluindo 350 crianças, que tentam continuar com suas vidas.
    A cidade semideserta tem apoio de grupos religiosos que tentam suprir as necessidades básicas de quem insiste em ficar, mesmo com a falta de emprego e com todas as dificuldades de um país em guerra.
    Por não ter fornecimento de gás natural ou água quente, a rotina dos moradores da cidade é de carregar lenha, esperar em filas de distribuição de pão e mercadorias e dormir em porões, como explica umareportagem do The New York Times.
    Missionário prega a ucranianos.
    Enquanto os missionários entregam pães e exemplares da Bíblia, era possível ouvir barulho dos tiroteios e a única opção deles é anunciar que Jesus quer a paz e fazer orações.
    “Vamos orar!”, disse o pastor Yevgeny Medvedev assim que ouviu o barulho do tiroteio que acontecia a poucos quilômetros de onde estavam.
    A missionária Lyubov Shpikhernyuk tenta explicar a importância desse trabalho em regiões de conflitos. “Quando surge o medo as pessoas se abrem para Deus”, disse. E o trabalho social desenvolvido por esses evangélicos segue o exemplo de Cristo. “Quando Jesus estava na Terra, ele alimentou as pessoas e elas o seguiram por isso também”.
    Além de Maryinka, outras cidades ucranianas recebem apoio de missionários, alguns deles enviados por igrejas americanas que financiam a obra de apoio e ajuda aos que estão sofrendo com os problemas causados pela guerra.
    A Igreja Ortodoxa não está satisfeita com esse crescimento de missionários e chega a chamar o trabalho humanitário de “cruzada”. O reverendo Sergi Geiko, deu uma entrevista dizendo que os missionários estão invadindo o território ortodoxo para captar fiéis por meio de ajuda material.
    Fonte:www.gospelprime.com.br

    Formulário de contato

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *